Santos 5 x 2 Inter de Limeira

Data: 09/03/1997, domingo, 15h00.
Competição: Campeonato Paulista
Local: Estádio Ulrico Mursa, em Santos, SP.
Público: 7.718 pagantes
Renda: R$ 74.405,00
Árbitro: Edílson Pereira de Carvalho (SP)
Cartões amarelos: Alexandre e Piá (S); Cléber Arildo, Silva e Edu Marangon (I).
Gols: Sérgio Araújo (08-1), Marcos Assunção (11-1), Alexandre (18-1) e Ronaldão (43-1); Sérgio Araújo (02-2), João Fumaça (44-2) e Vágner (50-2, de pênalti).

SANTOS
Zetti; Ânderson Lima, Narciso, Ronaldão e Cássio; Marcos Assunção, Vágner, Alexandre (Piá) e Robert; Macedo (Ronaldo) e Edgar Baez (João Fumaça).
Técnico: Wanderley Luxemburgo

INTER DE LIMEIRA
Leandro (Sérgio); Josias, Lica, Renato Carioca e Daniel Júnior; Emerson, Silva (Valdecir), Cléber Arildo (Hélio) e Edu Marangon; Paulinho (Washington) e Sérgio Araújo.
Técnico: Pepe



Santos goleia, é vice-líder, mas atacantes fracassam

O Santos goleou ontem a Internacional de Limeira, por 5 a 2, no primeiro jogo que fez em sua cidade em oito meses. O Santos chegou a 16 pontos e assumiu o segundo lugar do Grupo 1, com 16 pontos. Mas a dupla de ataque Macedo-Baez não marcou.

A Inter marcou aos 8min. O atacante Sérgio Araújo aproveitou um rebote da defesa e chutou no ângulo direito do goleiro Zetti.

Mas três minutos depois, o Santos empatou, numa cobrança de falta. Marcos Assunção bateu forte, a barreira da Inter se abriu e o goleiro Leandro não conseguiu chegar na bola, que entrou no seu canto esquerdo.

Aos 18min, o Santos virou o marcador, num chute longo de Alexandre, em que o goleiro Leandro falhou. O jogador comemorou imitando um frango, o que irritou a comissão técnica da Internacional de Limeira.

Mesmo em vantagem, o Santos mostrava erros no ataque, principalmente dos atacantes Macedo e do paraguaio Baez, que perderam várias chances.

Aos 43min, por fim, o zagueiro Ronaldão ampliou o placar de cabeça, após cobrança de falta da direita.
No intervalo, o goleiro Leandro foi substituído por Sérgio que, ao entrar em campo, foi atingido na cabeça por uma pilha e sangrou um pouco, mas, após ser atendido, pôde jogar.

No segundo tempo, a Inter adiantou seu time e logo aos 2min Sérgio Araújo descontou, aproveitando outro rebote, desta vez uma bola largada por Zetti.

Por causa do calor, o rendimento dos dois times caiu muito a partir do meio do segundo tempo. A Internacional ainda tentou pressionar, mas não conseguiu ameaçar o gol do Santos, que aproveitou os contra-ataques.

Aos 44min, João Fumaça recebeu livre na área e ampliou. Aos 50min, Vágner converteu um pênalti sofrido por Robert.

Técnico evita criticar diretoria

O técnico Wanderley Luxemburgo comemorou ontem a vitória do Santos sobre a Inter de Limeira por 5 a 2 e evitou falar sobre a falta de um atacante para reforçar o time. Há uma semana, ele havia feito duras críticas à diretoria.

“Tudo que tinha para ser discutido sobre isso já o foi. O importante é que conseguimos uma bonita vitória e começamos bem a segunda fase”, disse o treinador.

João Fumaça, revelação dos juniores, estava feliz com o primeiro gol marcado pelos profissionais.

Falta de água e xingamentos direcionados a Pepe

Mesmo depois do jogo, os jogadores da Internacional enfrentaram problemas. Faltou água em seu vestiário.
O jogador Silva, enquanto aguardava a volta da água, criticou a arbitragem. “Houve falhas da defesa, e o juiz foi muito omisso, prejudicando muito a Inter.”

O técnico Pepe se mostrou bastante insatisfeito com o comportamento da torcida, mas elogiou o talento dos jogadores santistas.

“O Santos tem um grande elenco. Se nós perdemos de 5 a 2 é porque tentamos o empate, não ficamos fechadinhos na defesa”, disse o treinador.

“Eu gosto muito mais do Santos do que essa cambada que passou os 90 minutos me xingando”, declarou o treinador, referindo-se à agressividade da torcida contra ele. Pepe desenvolveu sua carreira como jogador no Santos e é ex-técnico do time.



Santos volta a ser ‘local’, após oito meses de exílio ( Em 09/03/1997 )

O Santos volta a jogar em sua cidade hoje, após oito meses de “exílio”. O time enfrenta a Internacional, às 15h, no estádio Ulrico Mursa, da Portuguesa Santista.

Desde 20 de junho de 1996, a equipe não se apresenta na cidade. O último jogo foi a vitória de 2 a 0 sobre o Real Madrid, da Espanha, na despedida do meia Giovanni. O estádio de Vila Belmiro, desde então, está fechado para reformas.

O Santos não perde para a Inter há 11 anos. O time de Limeira é dirigido pelo técnico Pepe, ex-jogador e técnico do próprio Santos.

Terceiro colocado no Grupo 1, o Santos tem de vencer para não se distanciar de Palmeiras e Guarani e manter-se à frente da Lusa. Apenas dois clubes de cada chave se classificam para a próxima fase.

O Santos faria ontem um treino de reconhecimento do gramado. O técnico Wanderley Luxemburgo manterá a mesma equipe da última partida.

O atacante paraguaio Edgar Baez terá mais uma chance. “Estou motivado e ansioso para marcar meu primeiro gol”, disse Baez.

Luxemburgo disse que o time “deve ter tranquilidade e impor o seu ritmo”.

Edu Marangon preocupa Luxemburgo

Anular o veterano meia Edu Marangon. Essa é a principal preocupação do técnico do Santos, Wanderley Luxemburgo, em relação ao time da Inter de Limeira.

Luxemburgo disse que o adversário deve jogar retrancado, explorando os contra-ataques iniciados pelos ainda eficientes lançamentos de Marangon.

Os dois atacantes, Paulinho e Sérgio Araújo, são muito rápidos, e Luxemburgo não quer que a bola chegue até eles.

“Também não podemos nos descuidar com as bolas cruzadas sobre a grande área”, disse o zagueiro Narciso, que, mais uma vez, substitui Sandro, machucado.

Luxemburgo lamenta novamente não contar com seu principal atacante: Alessandro. Ele se recupera de uma contusão muscular e só deve retornar no clássico contra o São Paulo, no próximo domingo.

A diretoria deu prazo até hoje para que o La Coruña, da Espanha, responda se concorda ou não em ceder o atacante Renaldo ao clube.

Adversário

A Internacional terá quatro desfalques na partida de hoje. O zagueiro Tonhão, o volante Zelito e o meia Beto receberam o terceiro cartão amarelo no último jogo, contra o Mogi Mirim.

Além deles, fica de fora o volante Charles Guerreiro, expulso no confronto do meio da semana.

Entram: Lica, na zaga, Emerson, Luís Henrique e Washington, no meio-campo.