América-SP 1 x 3 Santos

Data: 09/02/1997, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Paulista
Local: Estádio Benedito Teixeira, em São José do Rio Preto, SP.
Público: 10.310
Renda: R$ 113.985,00
Árbitro: José Mocelin
Gols: Alessandro (12-1), Alexandre (23-1); Robert (14-2) e Marcelo Sergipano (42-2).

SANTOS
Zetti; Anderson Lima, Sandro, Ronaldão (Narciso) e Rogério Seves; Marcos Assunção, Vágner, Alexandre (Piá) e Robert (Caíco); Macedo e Alessandro.
Técnico: Wanderlei Luxemburgo

AMÉRICA-SP
Neneca; Juninho, Flávio Santos, Herbert e Soares; João Lima (Flávio), Hugo e Pestana (Everson) e Sinha (Vanderlei); Marcelo Sergipano e Reides.
Técnico: Carlos Alberto Zanata



Santos vence e mantém fase ascendente

Equipe bate o América, em São José do Rio Preto, por 3 a 1; o atacante Alessandro foi o destaque do jogo

Três dias depois de vencer o Torneio Rio-São Paulo, o Santos mostrou por que é um dos favoritos ao título de campeão do Paulista, ao vencer o América por 3 a 1 ontem em São José do Rio Preto (451 km a noroeste de São Paulo).

Aos 30 segundos do primeiro tempo, o Santos deixou claro que iria impor velocidade ao jogo. Numa jogada pelo meio, o ponta-direita Alessandro invadiu a área sozinho e bateu para o gol. Neneca jogou para escanteio.

Alessandro comandou as melhores jogadas do Santos, pela esquerda, pela direita e pelo centro, no primeiro e no segundo tempo. Dos seus pés saíram o primeiro gol, aos 11 minutos, e os dois passes para o segundo e o terceiro gols do Santos. Numa jogada individual, o atacante driblou dois zagueiros e abriu o placar.

O segundo gol veio aos 24 minutos. O zagueiro Flávio Santos tentou sair jogando e entregou a bola de graça para Alessandro. O ponta do Santos tocou para Alexandre, que chutou forte no lado direita de Neneca.

O América não mostrou resistência. Parecia um time cansado, com erros de passe e dificuldades para penetrar na área adversária.

O time do interior paulista voltou melhor no segundo tempo, dominou os dez primeiros minutos mas voltou a se entregar, depois que o Santos fez o terceiro gol. Alessandro driblou dois zagueiros, teve chance de bater mas preferiu rolar a bola para Robert, que chutou no ângulo direito de Neneca, sem chance de defesa.

O placar só não foi maior por desperdício. Piá, que entrou no lugar de Alexandre no segundo tempo, perdeu um gol cara a cara no final da partida. Aos 21 minutos do segundo tempo, Alessandro cabeceou sozinho de frente para Neneca e errou o alvo.

Aos 42 minutos do segundo tempo, o América marcou seu único gol, nos pés de Marcelo Sergipano. O atacante driblou dois zagueiros na pequena área e chutou forte.

Destaque: Alessandro

O ponta-direita Alessandro, que vive no Santos sua melhor fase profissional, disse que a vitória de ontem foi a comemoração do título do Torneio Rio-São Paulo.

No jogo de ontem, ele fez o primeiro gol e foi autor dos passes que resultaram nos dois outros gols do time de Vila Belmiro. Alessandro atribui a si próprio e ao técnico Wanderley Luxemburgo sua boa fase e disse esperar ser lembrado para a Seleção Brasileira. “O jogo de hoje foi a comemoração do título. Nós quisemos dar sequência. Tínhamos que provar que nosso time é campeão mesmo. No segundo tempo, o time deu uma caída, mas foi por causa do calor”, disse.

Depois da vitória de ontem, Alessandro passou a considerar o Santos o grande favorito para conquistar o Paulista-97. “O Santos é um time grande. Vamos brigar pela classificação primeiro e depois pelo título.”