Santos 3 x 1 Goiás

Data: 18/10/2015, domingo, 17h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 31ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 6.198 pagantes
Renda: R$ 207,915,00
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Lucio Beiersdorf Flor (RS).
Cartão amarelo: David (G).
Gols: Werley (11-1), Ricardo Oliveira (14-1) e Ricardo Oliveira (45-1); David (03-2).

SANTOS
Vanderlei; Daniel Guedes, Werley, Paulo Ricardo e Zeca; Thiago Maia, Renato (Ledesma), Lucas Lima (Vitor Bueno) e Marquinhos Gabriel; Leandro (Geuvânio) e Ricardo Oliveira.
Técnico: Dorival Júnior

GOIÁS
Renan; Gimenez, Fred, Alex Alves e Diogo; Juliano (Rafael Forster), David, Patrick e Felipe Menezes (Arthur); Erik (Lucas Coelho) e Zé Love.
Técnico: Artur Neto



Com dois gols de Ricardo Oliveira, Santos despacha o Goiás na Vila

Forte na Vila Belmiro, o Santos venceu o Goiás por 3 a 1, neste domingo, em partida válida pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Arrasador no primeiro tempo, o Peixe abriu 3 a 0, com gols de Werley e de Ricardo Oliveira, duas vezes. Na segunda etapa, o Alvinegro praiano tomou um gol, marcado por David, mas administrou a vantagem para sair de campo com os mais três pontos.

Com o resultado, o Santos chegou a 49 pontos e se manteve no G4, a região de classificação para a Copa Libertadores. O Goiás, por outro lado, segue no calvário e permanece na zona de rebaixamento. O time acumulou a quarta derrota consecutiva e ficou com 31 pontos, na 18ª posição.

O jogo

O time da Vila Belmiro começou a partida pressionando o Goiás, que tinha dificuldades para sair jogando. Antes dos dez minutos, o Santos criou a primeira a chance. Lucas Lima encontrou Ricardo Oliveira livre na área. O atacante bateu cruzado na saída de Renan, mas a bola desviou nos pés do goleiro e explodiu na trave.

O Peixe ditava o ritmo do jogo e empurrava o adversário para o campo de defesa. O gol era apenas questão de tempo e não demorou a sair. Aos 11 minutos, Werley abriu o placar. Daniel Guedes cruzou da direita na cabeça do zagueiro, que testou firme para o fundo das redes, sem chances para Renan. Logo depois, veio o segundo gol. Fred falhou na saída de bola e deixou Ricardo Oliveira frente a frente com o goleiro. O artilheiro do Brasileirão não perdoou e ampliou o marcador.

Apático, o Goiás não esboçava reação e permitia que o Santos criasse inúmeras oportunidades. Aos 28, Ricardo Oliveira teve um gol anulado. Leandro escapou pela esquerda e cruzou para a área, mas a arbitragem sinalizou o impedimento antes da conclusão do lance. Quatro minutos depois, Leandro quase fez o terceiro. O atacante recebeu na área e chutou cruzado, mas Renan defendeu. No rebote, Marquinhos Gabriel chegou de carrinho para empurrar para o gol, mas não alcançou a bola.

Mesmo com 1 a 0 no placar, o Peixe não diminuiu o ritmo. Aos 41, Lucas Lima cobrou falta da intermediária e quase acertou o ângulo esquerdo de Renan, que ficou sem reação. Logo depois, Marquinhos Gabriel arriscou de canhota e mandou na rede pelo lado de fora. Tamanha insistência do Santos teve resultado na marca de 45 minutos. Lucas Lima lançou para a área, Marquinhos Gabriel ajeitou de letra e Ricardo Oliveira emendou de primeira para ampliar.

Ricardo Oliveira ainda teve uma chance de fazer o quarto, nos acréscimos do primeiro tempo. Após cobrança de falta para a área, o atacante subiu mais do que os zagueiros e cabeceou firme para o gol. Renan defendeu à queima roupa e evitou que o Goiás sofresse uma goleada logo na etapa inicial.

O Santos voltou para o segundo tempo com a mesma postura e por pouco não chegou ao quarto gol, logo com dois minutos de partida. Após cruzamento da direita, Leandro chutou, mas foi bloqueado. Ricardo Oliveira pegou o rebote e carimbou Gimenez, que se jogou na bola para evitar o gol. Na sequência, o Goiás diminuiu. David arriscou de fora da área, a bola desviou em Werley e enganou Vanderlei.

O gol animou o Esmeraldino, que pareceu ensaiar uma pressão. Aos sete minutos, Zé Love recebeu na área e bateu cruzado. A bola passou rente à trave esquerda de Vanderlei e assustou o goleiro santista.

O Santos não se abalou com o gol sofrido nem com a tentativa de pressão do Goiás e seguiu melhor no jogo. Aos 19, Marquinhos Gabriel recebeu passe em profundidade, invadiu a área, chutou de pé esquerdo, mas mandou por cima do gol. Depois desta finalização, a partida perdeu em intensidade. O Peixe parecia satisfeito com os 3 a 1 no placar e diminuiu o ritmo. O Esmeraldino não conseguia pressionar em busca da reação.

Com a partida se aproximando do final, o Peixe cadenciou o jogo e apenas esperou o apito final. Dorival Júnior chegou a tirar Lucas Lima, um dos destaques do time neste domingo.

Bastidores – Santos TV:

Autor de dois gols, Ricardo Oliveira diz estar no auge da carreira

Ricardo Oliveira teve atuação de gala na vitória de 3 a 1 do Santos sobre o Goiás, neste domingo, na Vila Belmiro. O atacante marcou dois gols e se isolou na artilharia do Campeonato Brasileiro, com 19 tentos. A boa fase do jogador é notória e rendeu até convocação para defender a Seleção Brasileira nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. O atleta considera que está no auge da carreira.

“Talvez em número de gols durante uma temporada, pode ser que sim (melhor fase da carreira). Fato é que me encontro muito feliz em todos os quesitos, no auge da carreira, e satisfeito em poder contribuir com o meu trabalho. Fato é que o trabalho coletivo tem me favorecido bastante. Estou satisfeito. É uma temporada boa que pode ser excelente, porque temos grandes chances nas duas competições”, disse.

O resultado positivo diante do Goiás levou o Peixe a 49 pontos, se mantendo no G4 do Brasileirão, na quarta colocação. Além do Campeonato Brasileiro, o Santos ainda disputa a Copa do Brasil, competição em que está nas semifinais. Na próxima quarta-feira, o Alvinegro entra em campo para enfrentar o São Paulo. Para Ricardo Oliveira, a equipe deve manter a mesma seriedade no torneio.

“Não abrimos mão de nenhuma competição. Dizem que a Copa do Brasil é o caminho mais fácil, mas é uma incógnita. O Brasileiro é uma chance real. Dependemos só de nós. Queremos continuar nessa sequência boa”, concluiu.

Dorival exalta elenco santista e elege a humildade como virtude do time

Dorival Júnior deixou o campo da Vila Belmiro satisfeito com o desempenho do Santos neste domingo. O Peixe foi consistente e fez 3 a 1 no Goiás com relativa facilidade. Ao final da partida, o técnico santista exaltou o elenco e elegeu a humildade como a grande virtude do grupo.

“Hoje tivemos um resultado importante. Talvez o segredo seja a humildade em campo, uma entrega impressionante. Jogamos em um campo pesado na quinta-feira, em Porto Alegre, contra o Grêmio, e com certeza sentiríamos hoje. Pegamos um campo pesado de novo e ainda alcançamos um bom resultado, com jogadas trabalhadas”, afirmou.

Ao assumir o comando do Santos, em julho, Dorival tinha como principal missão tirar o time da zona de rebaixamento. Três meses depois, o Peixe não só deixou a parte de baixo da tabela como passou a brigar por uma vaga no G4. Para o técnico, o mérito da equipe foi ter acreditado a todo momento que a reação seria possível.

“O grande mérito da equipe tem sido acreditar a todo momento. O interesse dos jogadores em buscar posicionamento, corrigir erros, querer mudança. No mais, o trabalho coletivo faz a diferença. É um grupo que está buscando fazer o melhor possível para recuperar jogadores. Buscando dados dos adversários para abastecer com informações e estarmos conscientes em campo”, pontuou.

Lucas Lima celebra centésimo jogo com a camisa do Santos

Diante do Goiás, neste domingo, Lucas Lima completou 100 jogos com a camisa do Santos. Antes da partida, o meia recebeu uma placa comemorativa pelo feito. Lucas Lima ainda jogou com numeração diferente do habitual, em alusão à marca atingida.

Convocado para a Seleção Brasileira recentemente, o atleta vive grande fase. A ascensão do Santos no Campeonato Brasileiro tem responsabilidade direta do meia, que vem acumulando grandes atuações. O armador considera que o momento que vive atualmente é o melhor da carreira.

“Com certeza é a melhor fase da minha carreira. Estou tentando aproveitar da melhor forma possível todos os momentos, tanto no Santos quanto na Seleção. Fico feliz por ter completado 100 jogos e com uma vitória importante”, disse na saída do gramado da Vila Belmiro.