Rio Claro 0 x 0 Santos

Data: 20/03/2016, domingo, 19h30.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 10ª rodada
Local: Estádio Augusto Schmidt Filho, em Rio Claro, SP.
Público e Renda: N/D
Árbitro: Rafael Gomes Felix da Silva
Auxiliares: Bruno Salgado Rizo e Rafael Tadeu Alves de Souza
Cartões amarelos: Rodrigo Celeste, Léo Coelho e João Paulo (RC); Thiago Maia (S).

RIO CLARO
Lucas Frigieri; Luis Felipe, Léo Coelho, João Gabriel e Thiago Cristian (Odair Lucas); Rodrigo Celeste, Elsinho, Maurício e Léo Costa; João Paulo (Romarinho) e Lucas Xavier (Índio).
Técnico: Sérgio Guedes

SANTOS
Vanderlei; Alison (Caju), Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo e Zeca; Renato, Thiago Maia, Lucas Lima e Serginho (Paulinho); Gabriel (Neto Berola) e Ricardo Oliveira.
Técnico: Dorival Junior



Santos só empata e perde liderança geral do Paulista para o Corinthians

Neste domingo, o Santos visitou o Rio Claro no estádio Augusto Schmidt, pela 10ª rodada do Campeonato Paulista e, precisando do triunfo para retomar a liderança geral do Estadual, o Peixe passou em branco e ficou no empate por 0 a 0 contra os mandantes.

Com o resultado, em virtude da vitória do Corinthians sobre o Linense por 4 a 0 neste sábado, o Peixe caiu para a segunda colocação geral do Paulistão e ainda tem um jogo a mais em relação ao Timão e às outras equipes. No Grupo A, o Santos ainda lidera com 22 pontos, cinco a mais que o São Bento, segundo colocado.

O Santos agora terá uma semana inteira livre para treinamentos já que a partida da 11ª rodada, contra o XV de Piracicaba, vencida por 1 a 0 pelo Peixe foi antecipada. O Alvinegro, portanto, só volta à campo no domingo (27), quando enfrenta o São Paulo, às 18h30 (de Brasília), na Vila Belmiro.

O jogo

Precisando da vitória para escapar da zona de rebaixamento, o Rio Claro começou tomando as ações do jogo e teve sua primeira chance logo aos 10 minutos. Após cruzamento da esquerda, a bola sobrou na área para Lucas Xavier, mas o atacante chutou fraco e praticamente recuou a bola para Vanderlei.

O Santos só conseguiu responder aos 22 minutos. Lucas Lima cobrou escanteio curto tabelando com Renato. O meia rolou para Gabriel na entrada da área que, com espaço, bateu colocado. A bola foi para fora, mas passou muito perto do ângulo direito do goleiro Lucas.

Com 31 jogados, o Rio Claro teve duas oportunidades em sequência. Após cruzamento de Thiago Cristian pela esquerda, Lucas Xavier apareceu na área e teve a chance de cabecear, mas acabou batendo com o ombro na bola, que saiu pela linha de fundo.

Em seguida, João Paulo recebeu belo lançamento pelo lado esquerdo do ataque. O atacante invadiu a área, tentou driblar Vanderlei, mas não conseguiu finalizar com precisão e mandou para fora.

Antes do final do primeiro tempo, o Santos teve mais uma bola para abrir o placar. Zeca cruzou da esquerda, Luis Felipe desviou de cabeça, e a bola sobrou para Paulinho, que bateu de primeira, rasteiro, mas errou o alvo.

Na segunda etapa, o Rio Claro seguiu pressionando para tentar abrir o placar, mas esbarrou em um erro da arbitragem. Elsinho disparou pela direita, Gustavo Henrique chegou para dividir a jogada e derrubou o adversário na área, mas o árbitro não marcou o pênalti e mandou o jogo seguir.

Com 18 jogados, nova oportunidade para o Rio Claro. Rodrigo Celeste fez ótima jogada, passou por três atletas do Santos e invadiu a área. No entanto, ao tentar o chute, o volante pegou errado na bola e mandou para fora.

A partir da metade da etapa final, o Santos começou a pressionar o Rio Claro em busca da vitória. Aos 26, Ricardo Oliveira cobrou falta com muito perigo, obrigando uma ótima defesa de Lucas Frigeri.

Com 30 jogados, Neto Berola recebeu livre na área e finalizou. Novamente, o goleiro do Rio Claro foi bem na bola e fez a segura defesa.

Bastidores – Santos TV:

Jogadores do Santos reclamam do gramado, mas admitem atuação ruim

O Santos não é mais o líder da classificação geral do Campeonato Paulista. O Peixe viu encerrar a sequência de três vitórias positivas e apenas empatou em 0 a 0 contra o Rio Claro, neste domingo, sendo ultrapassado pelo rival Corinthians, que bateu o Linense por 4 a 0 no sábado.

Jogando um futebol muito abaixo da crítica, os jogadores alvinegros reclamaram das péssimas condições do gramado no Augusto Schmidt, mas ressaltaram que o Peixe não mostrou um bom futebol contra os mandantes, na zona de rebaixamento do Paulistão.

“Com certeza o campo é muito ruim. Nosso time gosta de trabalhar bem a bola, ter ela no pé, sair jogando e isso atrapalhou bastante, mas não podemos culpar só o campo. Acho que isso interfere no resultado, mas também tivemos alguns erros na defesa. “, disse o atacante Gabriel.

O meia Lucas Lima, que agora deixará o Santos para se apresentar à Seleção Brasileira, preferiu não usar as condições do campo como justificativa, mas também reclamou do gramado. Estou feliz pela Seleção, mas queria ter saído com a vitória nesta partida contra o Rio Claro. O campo é horrível, mas não podemos dar desculpa”, disse o camisa 20.

O camisa 20 do Peixe estará na delegação do técnico Dunga que enfrenta o Uruguai no próximo dia 25 de março, na Arena Pernambuco. Já no dia 29 do mesmo mês, a Seleção irá até Assunção, onde irá enfrentar o Paraguai.

Dorival exime Lucas Lima e culpa coletivo por poucas chances de gol

O Santos não fez uma partida contra o Rio Claro e apenas empatou por 0 a 0 contra a equipe do interior paulista. Sem conseguir criar grandes oportunidades ao longo dos 90 minutos, o Peixe só conseguiu assustar em finalizações isoladas de Gabriel e Ricardo Oliveira. Mesmo assim, Dorival Júnior não responsabilizou Lucas Lima e preferiu atribuir a falta de criação ao jogo coletivo.

“Não foi culpa do Lucas Lima. Ele tentou, buscou de um lado e buscou do outro. Quando você não tem todas as peças numa composição positiva, as coisas não acontecem. Não é só o Lucas e não só com a gente, acontece com todas as equipes”, disse o treinador do Peixe.

No entanto, apesar de culpar o jogo coletivo, Dorival ressaltou que as jogadas individuais precisam aparecer quando a equipe não consegue produzir um bom futebol. “As dificuldades foram grandes. Temos que ter as individualidades quando não estamos bem. Esses dois últimos jogos foram bem abaixo do futebol que podemos apresentar”, acrescentou.

Por fim, Dorival alertou a equipe de que precisam entrar mais atentos em campo desde o primeiro minuto, para que o jogo não se torne ainda mais complicado depois, mesmo enfrentando uma equipe de qualidade sabidamente inferior.

“Nós sempre alertamos os jogadores para entrarem atentos. Tivemos alguns exemplos ao longo do campeonato do que acontece quando não começamos o jogo da forma que deveríamos e sofremos por isso depois. Mostramos o que está ocorrendo e procuramos sempre mostrar o lado positivo do adversário”, finalizou o treinador, lembrando que o Rio Claro está dentro da zona de rebaixamento do Paulistão.