Santos 3 x 2 Santa Cruz

Data: 18/09/2016, domingo, 18h30.
Competição: Campeonato Brasileiro – 26ª rodada
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo, SP.
Público: 28.763 pessoas (24.586 pagantes)
Renda: R$ 884.560,00
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL).
Auxiliares: Pedro Jorge Santos de Araújo e Rondinelle dos Santos Tavares (ambos de AL).
Cartões amarelos: Luiz Felipe (S); Wellington Cezar (SC).
Gols: Copete (04-1); Keno (10-2), Jean Mota (26-2), Keno (39-2) e Vitor Bueno (41-2).

SANTOS
Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Luiz Felipe e Zeca; Renato, Thiago Maia (Jean Mota), Lucas Lima (Yuri) e Vitor Bueno; Copete e Ricardo Oliveira (Rodrigão).
Técnico: Dorival Junior

SANTA CRUZ
Tiago Cardoso; Léo Moura, Néris, Danny Morais e Allan Vieira (Luan Peres); Derley, Jadson (Wellington Cezar) e João Paulo; Pisano, Keno e Grafite Bruno Moraes (Grafite).
Técnico: Doriva



Santos vence Santa Cruz no Pacaembu e encosta no Atlético-MG

O Santos alcançou a terceira vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro neste domingo. Em uma noite chuvosa no Estádio do Pacaembu, o time alvinegro ganhou por 3 a 2 do Santa Cruz e consolidou sua posição entre os quatro primeiros colocados do torneio.

Atual quarto lugar, o Santos contabiliza 45 pontos, um a menos que o Atlético-MG e quatro a mais que o Corinthians. Às 18h30 (de Brasília) de sábado, o time visita o Sport. Já o Santa Cruz, penúltimo com 23 pontos, pega o Figueirense às 11 horas de domingo, em Santa Cruz.

Superior na etapa inicial, o Santos saiu na frente com um gol do colombiano Copete. No segundo tempo, atrasado por falta de energia elétrica no Pacaembu, Keno marcou dois gols para o Santa Cruz, mas a equipe alvinegra contou com Jean Mota e Vitor Bueno para ganhar.

O jogo

O Santos conseguiu inaugurar o placar no estádio municipal logo aos quatro minutos de jogo. Vitor Bueno desceu pela direita e cruzou para cabeçada de Ricardo Oliveira. A bola bateu no lateral direito Léo Moura e sobrou para conclusão certeira de Copete.

O time mandante quase aumentou sua vantagem aos 31 minutos do primeiro tempo. Vitor Bueno recebeu de Lucas Lima pela esquerda e rolou para Ricardo Oliveira. Livre de marcação, em uma situação que não costuma desperdiçar, o centroavante parou na saída do goleiro Tiago Cardoso.

O Santos dominou a metade inicial sem maiores dificuldades e não correu riscos no campo de defesa. Por outro lado, foi incapaz de ampliar sua vantagem. Durante o intervalou, houve falta de energia no Estádio do Pacaembu, o que atrasou o começo do segundo tempo.

Com a iluminação devidamente reestabelecida, a etapa complementar finalmente foi iniciada e, logo aos 10 minutos, o Santa Cruz chegou ao empate. Léo Moura recebeu dentro da área pela direita e cruzou. Victor Ferraz cortou e a bola sobrou para Keno, que limpou a marcação e finalizou com sucesso.

Com o jogo empatado, uma das torres de iluminação do Pacaembu apagou e o jogo foi paralisado por 15 minutos. Aos 26, o Santos retomou a vantagem. Em um lance pelo lado esquerdo, Ricardo Oliveira recebeu cruzamento de Copete e ajeitou para chute forte de Jean Mota, substituto de Thiago Maia.

No contra-ataque, o Santa Cruz empatou aos 39 minutos do segundo tempo. Keno recebeu de Grafite na cara do goleiro Vanderlei e tocou para o fundo das redes. Dois minutos depois, Vitor Bueno dominou pela direita, carregou para o meio e chutou da entrada da área para marcar um golaço.

Bastidores – Santos TV:

Autor de gol salvador, Vitor Bueno comemora triunfo sobre o Santa

O Santos sofreu para vencer o Santa Cruz por 3 a 2 na noite deste domingo, no Estádio do Pacaembu. Autor do gol decisivo, o meia Vitor Bueno festejou o triunfo da equipe praiana no Campeonato Brasileiro após ceder o empate duas vezes ao adversário de Pernambuco.

Superior no primeiro tempo, o Santos saiu na frente com um gol do colombiano Copete. Na etapa complementar, Keno empatou, Jean Mota descontou e o mesmo Keno decretou nova igualdade. Aos 41 minutos, em um belo chute, Vitor Bueno definiu o resultado final.

“Foi um jogo competitivo. O time deles está de parabéns pela entrega. Correram atrás do placar e conseguiram empatar duas vezes. O mais o importante foi a vitória. Superamos todos os obstáculos que encontramos na partida e saímos vencedores”, disse Vitor Bueno.

Autor de 10 gols, o santista é superado na lista de artilheiros do Brasileiro apenas por Robinho e Gabriel Jesus, que marcaram 11. “O Jean Mota lançou para mim. Eu dominei, cortei para o meio e chutei de esquerda”, simplificou Vitor Bueno ao descrever o lance decisivo diante do Santa Cruz.

Quarto colocado com 45 pontos ganhos, o Santos fica apenas um atrás do Atlético-MG e abre quatro em relação ao Corinthians. A 12 rodadas do final do Campeonato Brasileiro, o time praiano vê o líder Palmeiras com 51 pontos e ainda pensa grande no torneio.

“Para chegar, precisávamos da vitória. Foi na raça, do jeito que a torcida gosta e está todo o mundo de parabéns pela entrega. O jogo foi bom, com os dois times correndo atrás do resultado a todo momento. Vai ser assim até o final do campeonato e vamos em busca dos líderes”, declarou Vitor Bueno.

Dorival aprova recuperação “sem alarde” do Santos e elogia Keno

O Santos consolidou sua posição no G4 do Campeonato Brasileiro na noite deste domingo ao ganhar por 3 a 2 do Santa Cruz. Satisfeito com a recuperação do time, Dorival Júnior elogiou o rival no Estádio do Pacaembu e confirmou uma recente investida pelo atacante Keno, da equipe pernambucana.

Após tropeços contra Coritiba, Figueirense e Internacional, o Santos conseguiu triunfos diante de Corinthians, Botafogo e Santa Cruz. Quarto colocado com 45 pontos ganhos, o time praiano tem apenas um a menos que o Atlético-MG e abre quatro em relação ao Corinthians.

“Temos consciência do que podemos fazer no Brasileiro. Sofremos uma oscilação e estamos nos recuperando. O time já mostrou a capacidade de se reabilitar dentro do mesmo campeonato. Prefiro que nossa caminhada continue assim, sem alarde. A equipe pode se tornar perigosa em um momento importante do torneio”, disse Dorival Júnior.

O Palmeiras, líder do Campeonato Brasileiro, tem 51 pontos, um a mais que o Flamengo. A 12 rodadas do final do torneio, o Santos ainda sonha grande e volta a campo para enfrentar o Sport às 18h30 (de Brasília) do próximo sábado, na Ilha do Retiro.

“Há três rodadas, estávamos 10 pontos atrás do líder. É para mostrar que o Brasileiro proporciona surpresas e você não pode nunca se dar por satisfeito, porque muita coisa pode acontecer. Em 12 rodadas, os times que errarem menos vão brigar pelas melhores posições e espero que o Santos entre na disputa. Ainda não tem nada definido”, disse Dorival.

O Santa Cruz, superado na noite deste domingo, ganhou elogios do treinador santista pela performance no Pacaembu. Dorival Júnior ainda foi generoso ao comentar o desempenho de Keno, responsável pelos dois gols da equipe pernambucana.

“Quase finalizamos a contração do Keno antes do limite de jogos do Brasileiro. Chegamos perto, porém não houve acerto final. Foi uma pena, porque é um garoto de muita qualidade. Tem um potencial excelente e é agradável de ver atuar”, afirmou Dorival. “O Santa fez uma bela partida e jogou de igual para igual”, completou.

Copete mira dois títulos e não quer ser poupado contra o Vasco

Em 2015, o Santos chegou na reta final da temporada com duas oportunidades de conseguir a classificação para a Libertadores. Afinal, a equipe estava no G4 do Brasileirão e na final da Copa do Brasil. Porém, no final do ano, os comandados de Dorival Júnior acabaram perdendo a decisão do torneio mata-mata para o rival Palmeiras e ainda ficaram fora da zona de classificação para a competição internacional.

Novamente disputando os dois campeonatos, o Peixe não quer repetir os antigos erros. O colombiano Jonathan Copete não estava no elenco que fracassou em 2015 e quer o Santos focado na Copa do Brasil e no Brasileirão.

“Sabemos que somos uma equipe grande e temos que disputar todos os títulos. Temos que seguir disputando os dois torneios até o final”, afirmou o atacante, em entrevista coletiva nesta segunda-feira, no CT Rei Pelé.

Após a vitória do Alvinegro Praiano por 3 a 2 sobre o Santa Cruz, neste domingo, pela 26ª rodada do Brasileirão, o centroavante Ricardo Oliveira saiu com dores do gramado e fará exames nesta segunda-feira, para saber se tem condições de entrar em campo contra o Vasco, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, em São Januário.

O técnico Dorival Júnior já afirmou que deseja escalar força máxima diante do Cruz-Maltino. Apesar do possível desgaste físico com a sequência de jogos, Copete não pensa em ser poupado e quer jogar na quarta. “Sempre quero estar em campo. Somos jogadores profissionais, estamos acostumados a partidas seguidas, dependemos muito da nossa recuperação”, completou.

O Santos voltou aos treinos nesta segunda-feira. Apenas os reservas participaram de uma atividade em campo, enquanto os titulares fizeram um regenerativo. O elenco treina novamente na manhã desta terça e depois viaja para o Rio de Janeiro.