Flamengo 2 x 0 Santos

Data: 27/11/2016, domingo, 17h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 37ª rodada
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, RJ.
Público: 33.924 pagantes (37.615 presentes)
Renda: R$ 1.601.982,00
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Bruno Raphael Pires (GO).
Cartões amarelos: Diego (F)
Gols: Paolo Guerrero (05-1) e Diego (39-2).

FLAMENGO
Alex Muralha, Pará, Rafael Vaz (Juan), Réver e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão, Diego, Gabriel (Fernandinho) e Everton; Paolo Guerrero (Leandro Damião).
Técnico: Zé Ricardo

SANTOS
Vanderlei, Victor Ferraz, David Braz, Yuri e Zeca; Renato (Arthur Gomes), Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno (Léo Cittadini), Copete e Ricardo Oliveira.
Técnico: Dorival Junior



Guerrero e Diego marcam, Fla vence o Santos e fica com a vice-liderança

O Flamengo fez sua última partida no Maracanã neste Campeonato Brasileiro, e se despediu de sua torcida com vitória de 2 a 0 sobre o Santos. Guerrero e Diego, ex-Peixe, marcaram os gols do Rubro-Negro, que ainda não havia vencido no estádio na temporada.

Superior durante quase toda a partida, o Flamengo recuperou do próprio Santos a vice-liderança do Brasileirão, e levou a decisão de quem ficará em segundo para o campeão Palmeiras para a última rodada.

Ttodos os confrontos de encerramento, por enquanto, estão programados para as 17h do próximo domingo. O Flamengo visita o Atlético-PR na Arena da Baixada, e o Santos recebe o já rebaixado América Mineiro, na Vila Belmiro.

O Flamengo tem 70 pontos na tabela de classificação, enquanto o Santos, agora terceiro, tem 68.

O jogo

Apesar do sol forte e do calor no Rio de Janeiro, a partida apresentou boa movimentação desde o primeiro tempo. O Santos começou indo ao ataque pela direita. O Lateral Victor Ferraz levantou na área e Muralha tirou de soco. A bola saiu da área, mas Thiago Maia aproveitou o rebote e arriscou o chute. A bola saiu com perigo, à direita da meta Rubro-Negra.

O Fla respondeu aos tês minutos, quando Gabriel recebeu de Diego na entrada da área e tirou do goleiro, mas Victor Ferraz apareceu para afastar o perigo.

Aos cinco, saída de bola errada do Santos, e passe em direção ao meio campo, mas a bola acabou voltando para a frente da área. Paolo Guerrero dominou livre e acertou uma bomba no canto de Vanderlei para abrir o placar.

Com 1 a 0, o Flamengo anulou o ímpeto inicial santista, e passou a controlar o jogo. Apesar do Peixe ter mais posse de bola, era o Flamengo qu levava mais perigo e esteve perto de marcar o segundo antes do intervalo.

Aos 20, após nova saída de bola errada do Santos, Márcio Araújo cobra lateral na ponta esquerda e aciona Jorge. O lateral vai a linha de fundo e, mesmo marcado, consegue mandar para o meio. Vanderlei se estica e corta o lance.

O Peixe respondeu na sequência. Lucas Lima abriu para Vitor Bueno na direita e ele lançou Ricardo Oliveira na área. O atacante tentou o chute cruzado mas a bola bateu na rede pelo lado de fora.

O Fla partiu em contra-ataque rápido aos 25. Diego rolou para Márcio Araújo que correu desde seu campo a entrada da área santista e tentou Guerrero. A zaga tentou cortar, mas Guerrero recuperou e soltou a bomba, que acabou subindo de mais.

No minuto seguinte, Diego cobrou falta da intermediária e levantou na área. Vanderlei saiu, mas não achou nada e a bola sobrou na esquerda para Everton. O meia cruzou e Gabriel testou no travessão.

O Santos tenta mais uma vez pela direita aos 30, e desta vez é Victor Ferraz que recebe e tenta o chute cruzado. A bola não vai com muita força e Muralha defende com tranquilidade.

Aos 38, Pará fez grande jogada pela direita, partiu em direção à area e rolou para Diego no meio. Ele viu Guerrero na esquerda e tocou para o peruano, que tentou o chute mas a bola saiu pela linha de fundo.

O Santos chegou com perigo antes do apito final da primeira etapa. Aos 42, Lucas Lima cobrou escnateio pela esquerda e Copete cabeceou, mas a bola saiu com perigo e não acertou o gol.

A segunda etapa começou movimentada. Em grande tarde, Everton arrancou pela esquerda, cortou para o meio na frente da área e inverteu a jogada para Guerrero. O peruano ajeitou, mas bateu mal na bola e ela subiu muito.

O Santos respondeu, aos 9 minutos, na cobrança de uma falta da intermediária. Vitor Bueno levantou e Ricardo Oliveira entrou sozinho para cabecear. Muralha fez grande defesa, mas o lance já havia sido paralizado e o impedimento do atacante do Santos foi marcado.

O jogo caiu de ritmo, com as duas equipes acusando um certo desgaste. Mas o Flamengo continuava muito mais incisivo em campo, só que perdia oportunidades de ampliar o placar.

Aos 22, tabela entre Diego e Pará pela direita e Everton foi acionado dentro da área. O meia faz o pivo e atrasou para Márcio Araújo bater de primeira e obrigar Vanderlei a se esticar para evitar o gol e mandar para escanteio.

Três minutos depois, Guerrero perdou um gol incrível. Pará recebeu na direita e tocou na frente para Gabriel, que girou e levantou na área. A zaga tentou cortar de cabeça mas a bola sobra do outro lado para o peruano livre. Mas ele, de frente para o gol, matou na coxa e chuta para fora.

O Flamengo chegou ao segundo gol aos 39, e deu números finais ao espetáculo. Em nova trama pela direita entre Pará e Gabriel, o lateral cruzou no segundo pau e Diego se esticou para tocar de primeira, de perna esquerda, para o fundo da rede.

Bastidores – Santos TV:

Dorival vê falhas no último passe e lamenta derrota no Maracanã

A derrota por 2 a 0 para o Flamengo não era o resultado que o Santos queria. O Peixe acabou ultrapassado justamente pelo Rubro-Negro e caiu para o terceiro lugar do Campeonato Brasileiro. Ao analisar o desempenho do time no Maracanã, o técnico Dorival Júnior lamentou o gol sofrido com apenas quatro minutos de jogo e apontou erros no último passe.

“Primeiro, o gol logo de início, deu uma condição favorável. O Flamengo jogou na espera, mas foi agressivo, uma equipe muito bem treinada. O Santos tentou envolver. Pecamos muito no último passe. Foi um jogo difícil, complicado, porém leal. O Flamengo teve merecimento no resultado”, avaliou.

A derrota, porém, não desanima o Santos. O comandante alvinegro garante o time forte para a última rodada, contra o América-MG. Com 68 pontos, o Peixe precisa vencer o Coelho e torcer contra o Flamengo para terminar como vice-campeão brasileiro.

“O campeonato não está definido. Temos mais uma rodada e vamos brigar até o último momento. O Palmeiras é o legítimo campeão, toda equipe está de parabéns. O Santos fez um grande campeonato, assim como Flamengo e Atlético-MG. Foi uma competição bem disputada, um pouco diferente das anteriores. O Santos, por tudo que passou, fez um campeonato brilhante”, declarou.

Apesar de ter pela frente o já rebaixado e lanterna da competição, Dorival não prevê facilidades para o duelo do próximo domingo, na Vila Belmiro, e promete uma equipe atenta durante os 90 minutos para buscar a vitória.

“O Flamengo com certeza lutará até o último instante pela vitória. Teremos novamente uma rodada difícil e complicada. Porém, estaremos atentos e brigando pela melhor colocação”, finalizou o treinador santista.

Ricardo Oliveira lamenta derrota e volta as atenções para o América-MG

No duelo que valia a vice-liderança do Campeonato Brasileiro, o Santos acabou derrotado por 2 a 0 pelo Flamengo, no Maracanã, e caiu para a terceira posição. Insatisfeito, Ricardo Oliveira lamentou o resultado e voltou às atenções para o último compromisso do torneio nacional, diante do América-MG.

“Não dá para prever. Hoje não conseguimos fazer o nosso jogo, apesar de termos possibilidades dentro do jogo. Não conseguimos, não fomos hoje aquela equipe que vínhamos sendo nas partidas anteriores. Agora é pensar no último jogo, dentro de casa, e procurar recuperar esta segunda colocação”, declarou o capitão santista ao canal Premiere.

O Santos volta a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo domingo, às 17 horas (de Brasília) para enfrentar o lanterna e já rebaixado América-MG, na Vila Belmiro. Para terminar a competição em segundo lugar, o Peixe precisa vencer o Coelho e torcer para um tropeço do Flamengo, que visita o Atlético-PR.

Mesmo sem título, Copete vê temporada positiva e quer o vice

Chegou oficialmente ao fim o sonho do Santos conquistar o título do Campeonato Brasileiro. Após a derrota por 2 a 0 para o Flamengo, no último domingo, no Maracanã, o Peixe viu o Palmeiras ficar com a taça ao bater a Chapecoense por 1 a 0, no Allianz Parque. Porém, os jogadores e a comissão técnica do alvinegro não estão desanimados.

Apesar de não trazer o caneco para a Vila Belmiro, o clube faz sua melhor campanha na história do torneio disputado por pontos corridos e ainda garantiu vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores da América de 2017, coisa que não acontecia há quatro anos. Segundo o atacante Jonathan Copete, o trabalho desta temporada pode ser visto com bons olhos pela torcida.

“Minha avaliação é positiva. Tanto para o meu desempenho, quanto para o dos meus companheiros. Fizemos um bom trabalho dentro do campeonato. Sabemos que temos que melhorar ainda mais para a próxima temporada, porque teremos objetivos ainda maiores”, afirmou o colombiano.

Se a temporada do Santos pode ser vista de forma positiva, o desempenho de Copete no clube é para ser aplaudido de pé. Contratado no meio da temporada, ele se adaptou rapidamente ao futebol brasileiro. Com a saída de Gabigol, vendido para a Inter de Milão, em agosto, o atacante assumiu a titularidade e foi decisivo para o Peixe nesta reta final de Brasileirão. Tanto que virou o artilheiro da equipe na competição nacional, com 10 gols, ao lado de Vitor Bueno e Ricardo Oliveira, e também é o maior garçom do time no torneio, com cinco assistências, junto com Jean Mota.

Sem título, o alvinegro ainda luta para ficar com o vice-campeonato. O revés para o Flamengo fez a equipe cair para a terceira colocação. Afinal, terminar em segundo irá render R$ 3,4 milhões a mais no caixa do clube. E para ultrapassar o Rubro-Negro, o Santos precisa bater o já rebaixado América-MG, neste domingo, às 17h (de Brasília), na Vila Belmiro.

“Precisamos do apoio dos torcedores no jogo da última rodada. Pode decidir a segunda colocação na tabela de classificação. Já alcançamos um dos objetivos, que era a vaga direta para a Libertadores mas vamos seguir trabalhando e buscar fazer um grande jogo no domingo”, declarou.