Sporting Cristal 1 x 1 Santos

Data: 09/03/2017, quinta-feira, 21h45.
Competição: Copa Libertadores – Grupo 2 – 1ª rodada
Local: Estádio Nacional, em Lima, Peru.
Público e Renda: N/D
Árbitro: José Argote
Auxiliares: Carlos Lopez e Luis Murillo
Cartões amarelos: Lobatón e Cazulo (SC); Cleber (S).
Gols: Cazulo (13-1) e Thiago Maia (21-2).

SPORTING CRISTAL
Maurício Viana; Revoredo, Cazulo, Garcés, Céspedes; Pedro Aquino, Carlos Lobatón (Ballón), Gabriel Costa, Sandoval (Christian Ortíz), Sánchez; Ifrán (Blackburn).
Técnico: José Guillermo Del Solar

SANTOS
Vladimir; Victor Ferraz, Cleber, David Braz e Zeca; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno (Vladimir Hernández), Copete (Bruno Henrique) e Ricardo Oliveira.
Técnico: Dorival Junior



Santos acorda no 2° tempo e busca empate contra o Sporting Cristal, na estreia da Libertadores

A Libertadores finalmente começou para o Santos! Após cinco anos de ausência, os santistas viveram toda a emoção que a competição continental proporciona nesta quinta-feira, contra o Sporting Cristal, no Peru. Estreando no torneio, o Peixe começou preguiçoso e viu os peruanos abrirem o placar com Cazulo. Porém, o alvinegro contou com a estrela de Lucas Lima e Vladimir para arrancar o empate no segundo tempo. O meia deu lindo passe para Thiago Maia deixar tudo igual, enquanto o goleiro fez várias defesas e salvou o time de Vila Belmiro nos momentos finais.

Com a igualdade, as duas equipes acumulam um ponto e ficam empatadas na tabela. O líder do grupo 2 é o The Strongest, que venceu o Santa Fe, da Colômbia, por 2 a 0, em La Paz, também nesta quinta.

O jogo

O Santos começou a Libertadores tomando pressão logo no primeiro minuto. Jogando em seu território, o Sporting Cristal se impôs nos momentos iniciais. Após bobeada e falta de Cleber, Lobatón bateu falta direto para o gol e Vladimir salvou.

Após a chance desperdiçada, o time peruano continuou em cima e marcando o Santos desde a saída da defesa, fazendo o time comandado por Dorival Júnior cometer alguns erros bobos. Porém, o alvinegro colocou a bola no chão aos 7 minutos e quase abriu o placar. Victor Ferraz recebeu belo passe de Copete pelo lado direito, mas errou o cruzamento. Na sobra, Lucas Lima achou Vitor Bueno livre, que não conseguiu empurrar para as redes.

Apesar da ‘acordada’, o pior para os santistas aconteceu seis minutos depois. Em nova cobrança de falta, Lobatón cruzou e Cazulo, em impedimento, apareceu completamente sozinho na área para vencer Vladimir e abrir o placar no Peru.

Mesmo com a vantagem, o Sporting Cristal seguiu pressionando a saída de bola do Peixe, que não sentiu bastante o tento sofrido e pouco criou nos minutos seguintes. Bem marcado, Lucas Lima pouco conseguiu criar.

Na reta final do primeiro tempo, porém, o time peruano diminuiu um pouco a marcação e o alvinegro cresceu no jogo. O problema é que mesmo com a posse de bola, os santistas não conseguiam furar a zaga adversária, tanto que o primeiro chute na meta surgiu apenas aos 30 minutos, com Vitor Bueno. Bem posicionado, o goleiro Maurício fez a defesa de soco.

Praticamente no último lance da etapa inicial, aos 44, o zagueiro Cleber aproveitou a sobra em cobrança de falta e bateu firme. Porém, Mauricio salva o Sporting Cristal com uma bela defesa em dois tempos.

Ao contrário do primeiro tempo, o Santos voltou do intervalo mais aceso no Peru. Logo com cinco minutos de jogo, Lucas Lima acertou lançamento para Ricardo Oliveira. Em velocidade, o centroavante ganhou do zagueiro e bateu firme, no canto esquerdo. Inspirado, o goleiro Maurício caiu bem e espalmou o chute do atacante, salvando o Sporting Cristal.

Apesar da melhora no início do segundo tempo, o meia Vitor Bueno destoava dos companheiros. Apagado, o camisa 7 acabou sendo substituído por Vladimir Hernández aos 13 minutos. O colombiano, por sua vez, estrava com a camisa do Peixe em jogos oficiais.

Logo em sua primeira jogada mais incisiva, o debutante participou da jogada do empate santista no Peru. Porém, quem roubou a cena foi Lucas Lima. Após troca de passes iniciada por Hernández, o camisa 10 deu lindo lançamento para Thiago Maia. Na cara do gol, o volante fuzilou Maurício e deixou tudo igual.

O tento desanimou os peruanos, que diminuíram o ímpeto no ataque. O Santos, por sua vez, viu o nervosismo passar, colocou a bola no chão e passou a dominar a partida. Porém, como na Libertadores é preciso ficar atento todos os minutos, o Peixe viu o Sporting Cristal crescer no final e quase saiu de Lima com uma derrota na bagagem.

Ela não veio, porém, pois o alvinegro tinha Vladimir embaixo da meta. Como um verdadeiro paredão, o goleiro fez três lindas defesas nos últimos cinco minutos de jogo e garantiu o empate no Peru.

Bastidores – Santos TV:

Dorival rechaça erro em gol do Sporting Cristal e destaca jogo equilibrado

Aos 13 minutos do jogo entre Santos e Sporting Cristal, nesta quinta-feira, no Peru, o zagueiro Cazulo subiu sozinho dentro da área e abriu o placar para os peruanos, na estreia da Libertadores. O jogador, porém, estava impedido no lance. Mesmo assim, a arbitragem validou o tento. Apesar do erro, o técnico Dorival Júnior preferiu descartar qualquer lamentação e optou por valorizar a boa partida, onde o Peixei buscou o empate no segundo tempo.

“Acho que o gol, para mim, realmente foi uma jogada em impedimento. Entraram ali três jogadores. O jogador que concluiu a jogada estava entre a linha. Porém, eles tiveram duas grandes oportunidades, foi jogo equilibrado, o empate espelhou o que foi a partida. As duas equipes buscaram oportunidades, para uma estreia foi importante para a reação da equipe”, explicou o comandante, em entrevista após o duelo desta quinta-feira.

Mesmo com a igualdade, o Peixe não fez um bom primeiro tempo. Preguiçoso, o alvinegro viu o Sporting Cristal dominar as ações e abrir o placar no início. Porém, a equipe de Vila Belmiro ‘acordou’ depois do intervalo, colocou a bola no chão e chegou ao empate com Thiago Maia, após lindo lançamento de Lucas Lima. Para Dorival, o resultado acabou sendo justo.

“Nós tivemos um pouco mais de volume na segunda etapa. Cristal prevaleceu na primeira. Foi um jogo agradável de se ver. As equipes buscaram o gol com intensidade o tempo todo e não se preocuparam apenas em marcar. Vinhamos de um momento com certa instabilidade, precisávamos alcançar um equilíbrio, uma recuperação, para que voltemos a jogar dentro de uma normalidade que o Santos sempre apresentou”, concluiu o treinador.

Com a igualdade, as duas equipes acumulam um ponto e ficam empatadas na tabela. O líder do grupo 2 é o The Strongest, que venceu o Santa Fe, da Colômbia, por 2 a 0, em La Paz, também nesta quinta.

Herói, Vladimir destaca mudança de postura do Santos após intervalo

Vivendo sob desconfiança sempre que assume o posto de titular, o goleiro Vladimir mais uma vez ‘espantou’ todas as incertezas e foi o herói do Santos na estreia da Libertadores, contra o Sporting Cristal. Se no clássico contra o Corinthians, no último sábado, a boa atuação acabou sendo ofuscada pela derrota, o arqueiro salvou o Peixe nesta quinta-feira. Com três lindas defesas nos minutos finais, o camisa 12 garantiu o empate santista no Peru.

Feliz com a boa atuação, Vladimir também comemorou a mudança de postura do alvinegro após a fraca apresentação no primeiro tempo. Atrás no placar após gol marcado por Cazulo, o Santos voltou bem do intervalo, colocou a bola no chão e foi melhor no duelo, buscando a igualdade com Thiago Maia, após lindo passe de Lucas Lima.

“A gente sabia da dificuldade aqui dentro. Foi uma partida madura da nossa equipe. Soubemos segurar a pressão. Graças a Deus fui feliz e ajudei o time a sair com o empate. Conversamos no intervalo para mudar a nossa atitude no segundo tempo. Dorival corrigiu os nossos erros no segundo tempo e entramos melhor. Acho que o Santos somou um ponto aqui dentro”, explicou o goleiro.

Lucas Lima comemora bom retorno ao Santos e vê empate justo

Após cinco anos de ausência, o Santos voltou a disputar uma Libertadores nesta quinta-feira. Porém, os primeiros minutos da estreia contra o Sporting Cristal foram preocupantes. Lento e pouco criativo, já que Lucas Lima foi bem marcado, o Peixe viu os peruanos abrirem o placar logo no início e não assustou o goleiro Maurício Viana.

Porém, o intervalo mudou os rumos do duelo. Atento na segunda etapa, o alvinegro colocou a bola no chão e contou com a estrela de Lucas Lima para arrancar o empate. Voltando após lesão no joelho, o meia deu lindo passe para Thiago Maia deixar tudo igual no Peru. Fundamental na igualdade, o camisa 10 comemorou o retorno aos gramados.

“Eu treinei muito. Ficar parado é pior, mas quero agradecer os fisioterapeutas dos Santos. Fiz uma excelente pré-temporada, e atuei bem nos primeiros jogos do ano. Porém, corri perigo quando continuei contra o São Paulo após sentir a lesão. Mas agora é treinar bastante. Foi um jogo aberto. A equipe deles é qualificada. É um empate justo”, explicou o Lucas Lima na saída do gramado.

“Foi um importante resultado, por o primeiro jogo. Creio que a equipe demorou para entrar na partida, mas quando entrou, nós dominamos. Sofremos um pouco, é normal. É Libertadores. Mas esse ponto vai fazer diferença lá na frente. Libertadores não tem jogo fácil”, concluiu o meia.