Santos 4 x 0 Sporting Cristal

Data: 23/05/2017, terça-feira, 21h45.
Competição: Copa Libertadores – Grupo 2 – 6ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 6.632 pagantes
Renda: R$ 234.160,00
Árbitro: Jose Mendez (PAR)
Auxiliares: Juan Zorrilla e Carlos Caceres (ambos do PAR).
Cartões amarelos: Victor Ferraz (S) e Revoredo (SC).
Gols: David Braz (19-1), Ricardo Oliveira (22-1); Vitor Bueno (21-2) e David Braz (26-2).

SANTOS
Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca (Thiago Ribeiro); Renato, Thiago Maia (Léo Cittadini) e Vladimir Hernández (Kayke); Vitor Bueno, Copete e Ricardo Oliveira.
Técnico: Dorival Junior

SPORTING CRISTAL
Mauricio Viana; Revoredo, Cazulo, Luis Abram e Céspedes; Pedro Aquino, Ballón, Alexis Rojas (Ortíz), Lobatón (Calcaterra) e Fernando Pacheco (Gabriel Costa); Írven Ávila.
Técnico: José Del Solar



Santos goleia Sporting Cristal com facilidade e confirma liderança

O duelo do Santos contra o Sporting Cristal, nesta terça-feira, na Vila Belmiro, pela Libertadores, pode ser definido com apenas uma palavra: facilidade. Já classificado e encarando o lanterna do grupo 2, o Peixe não encontrou qualquer dificuldade para fazer 4 a 0. Desde os primeiros minutos, a equipe comandada por Dorival Júnior aproveitou-se da baixa qualidade técnica dos peruanos, se impôs, e não precisou se esforçar para alcançar a goleada. Na primeira etapa, Ricardo Oliveira e David Braz marcam. Após o intervalo, Vitor Bueno anotou o terceiro e o próprio zagueiro fechou o marcador.

Com o triunfo e a liderança confirmada, o Peixe agora terá um ‘descanso’ no torneio continental. Afinal, as oitavas de final começam apenas a partir de 4 de julho. Antes disso, no dia 14 de junho, acontece o sorteio para a definição do adversário dos santistas, que será alguma equipe que se classificou em segundo.

O jogo

Como era de se esperar, o Santos começou controlando todas as ações do duelo. Aproveitando-se da fragilidade do Sporting Cristal, o Peixe não encontrava nenhum empecilho para chegar ao ataque. Aos 11 minutos, a equipe comandada por Dorival Júnior montou uma pequena ‘blitz’ e quase abriu o placar. Victor Ferraz fez bela jogada pela direita e lançou Ricardo Oliveira, que dominou e soltou uma bomba na trave. No rebote, Copete cruzou na área e o próprio camisa 9 cabeceou para o fundo das redes. Arbitragem marcou impedimento.

Porém, não demorou muito para a superioridade do alvinegro se converter em gols. Logo aos 19 minutos, Ricardo Oliveira cobrou falta com perfeição, o goleiro Viana até conseguiu defender, mas a bola caiu nos pés de David Braz. Completamente sozinho, o defensor só teve o trabalho de tocar para o fundo da meta e fazer 1 a 0 na Vila.

Estava fácil demais! Após o goleiro Viana sair jogando errado, Vitor Bueno interceptou e bola ficou livre para Ricardo Oliveira. O artilheiro teve tempo de dominar e soltar o pé de fora da área para ampliar.

Mesmo com a vantagem, os comandados de Dorival Júnior mantiveram o ritmo intenso. Aos 28 minutos, Victor Ferraz achou Thiago Maia livre. O volante até balançou as redes, mas pelo lado de fora. No lance seguinte, Bueno avançou em velocidade pelo lado direito, entrou na área e chutou forte, mas parou no zagueiro Abram.

Antes do intervalo, aos 38, ainda sobrou tempo para Ricardo Oliveira receber ótimo passe de Hernández e parar no goleiro Viana, desperdiçando a chance do terceiro.

Com a vitória praticamente garantida, o Santos começou o segundo tempo apenas administrando o resultado. Mesmo assim, o Sporting Cristal não apresentava qualquer perigo ao goleiro Vanderlei. Na base da tranquilidade, o alvinegro foi tocando, tocando e tocando até ampliar o marcador.

Aos 21 minutos, Vitor Bueno recebeu na entrada da área, deu um drible da vaca no Cazulo, passou pelo goleiro Mauricio Viana e tentou tocar para Kayke, livre. Bola, porém, foi desviada por defensor peruano e voltou nos pés do camisa 7, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes, anotando o terceiro do Peixe na Vila.

A partida seguia com uma facilidade impressionante. Aos 26, David Braz aproveitou desvio de Renato após cobrança de escanteio e anotou o quarto do Santos, transformando a vitória em goleada. Depois disso, o duelo ficou ainda mais calmo na Vila e o Peixe apenas tocou a bola até o apito final de Jose Mendez.

O Santa Fe só precisava vencer o The Strongest em casa para se classificar às oitavas de final da Copa Libertadores da América. E com o estádio El Campín, em Bogotá, completamente lotado, a equipe colombiana saiu na frente aos 26 minutos da primeira etapa com Ceter. O que ninguém esperava era um gol contra. Mas ele aconteceu aos 39. López desviou de cabeça contra a própria meta após cobrança de escanteio fechada.

Dessa forma, o segundo tempo foi de pressão total dos donos da casa. Aos 18, Pérez até chegou a marcar, mas o lance foi corretamente anulado por impedimento. Aos 26, no entanto, o auxiliar errou ao invalidar gol de Stracqualursi. E tal gol fez falta, porque depois disso, os bolivianos conseguiram ser melhores na defesa até o apito final.

Com o empate, o The Strongest fechou a primeira fase na segunda colocação do Grupo 2 e vai às oitavas de final com apenas nove pontos. O Santa Fe dá adeus ao torneio com oito pontos, na terceira posição.

Bastidores – Santos TV:

Dorival vê Santos confiante e com ‘cara de Libertadores’ após goleada

Após o início de ano arrasador, com goleada de 6 a 2 sobre o Linense, pelo Paulistão, o Santos ‘murchou’ na temporada, virou alvo de críticas da torcida e foi eliminado do Estadual. Porém, a equipe comandada por Dorival Júnior parece vir retomando o bom futebol aos poucos, tanto que voltou a vencer por um placar elástico nesta terça-feira, quando fez 4 a 0 no Sporting Cristal, na Vila Belmiro, pela última rodada da fase de grupos da Libertadores.

Com o resultado, o Peixe garantiu o primeiro lugar da chave e está classificado para as oitavas de final do torneio. Para Dorival, o alvinegro vem retomando a confiança gradativamente e também ganhou uma ‘cara de Liberta’.

“Durante toda a Libertadores a equipe tem postura agressiva, buscando o gol sempre. Tivemos 15 minutos fortes hoje e isso nos deu a possibilidade de encontrarmos os gols. Temos visto isso ao longo de todos os jogos, esse espírito. Por isso conseguimos a classificação antecipada e a confirmação do primeiro lugar de um grupo difícil pela qualidade das equipes. Chegamos para as oitavas com uma confiança resgatada em razão do nosso início. A equipe vem recuperando e acima de tudo, aprendendo a sofrer e guerreando”, explicou o comandante em entrevista coletiva.

Herói da noite, Braz encosta em Alex e vibra: “Trabalho bem feito”

O Santos não encontrou qualquer dificuldade para golear o Sporting Cristal por 4 a 0, nesta terça-feira, na Vila Belmiro, pela última rodada da fase de grupos da Libertadores. E o grande herói da noite foi David Braz. Autor de dois tentos diante dos peruanos, o camisa 14 diminuiu a diferença para o ídolo Alex e está próximo de alcançar o posto de maior zagueiro artilheiro da história do clube.

“A gente procura ficar bem posicionado, mas também tem que lembrar que a batida de falta do Ricardo foi muito boa no primeiro gol, ficou difícil para o goleiro e eu procurei aproveitar a oportunidade que tive. Estou sentindo a equipe confiante. Mostra que o trabalho vem sendo bem feito”, disse o santista na saída do gramado.

Vale lembrar que foi o terceiro tento anotado por Braz nas últimas duas partidas. No sábado passado, o defensor anotou o gol da vitória sobre o Coritiba, na Vila, pela segunda rodada do Brasileirão.

Em 152 jogos pelo Santos, o defensor tem 15 gols marcados. Atualmente, ele é o terceiro zagueiro que mais balançou as redes, empatado com Márcio Rossini. Na frente dele estão Edu Dracena (com 17 gols) e Alex (20).

Oliveira releva críticas ao Santos e afirma: “Aqui tem qualidade”

Atual vice-campeão brasileiro, o Santos segurou seus principais jogadores e ainda trouxe seis reforços em janeiro. Apesar disso, o Peixe ainda não encantou a torcida na temporada e foi alvo de críticas no começo do ano. Aos poucos, porém, a equipe comandada por Dorival Júnior vai alcançando seus objetivos. O principal deles, que é a continuidade na Copa Libertadores, foi confirmado nesta quarta-feira, após s vitória de 4 a 0 sobre o Sporting Cristal, na Vila Belmiro.

Com o triunfo, os santistas avançaram para as oitavas de final do torneio continental, que começam a partir de 4 de julho. Para Ricardo Oliveira, autor do segundo gol do Santos diante do peruanos, as críticas são normais, já que se esperava muito do Peixe no início do ano.

“Acho que para nós era importante terminar em primeiro lugar do nosso grupo. São muito normais as críticas, nós recebemos elas porque vocês estão acostumados com o futebol bonito que a gente vem fazendo no Brasil. Vocês mesmos (imprensa) tem falado isso e nós nos cobramos muito, mas o mais importante é que nós conseguimos a classificação em primeiro lugar do grupo, e pouco a pouco a gente vai retomando aquele bom futebol, porque aqui tem muita qualidade”, explicou o camisa 9 na saída do gramado.

Ferraz volta a sentir dores no joelho e vira dúvida contra o Cruzeiro

Na goleada de 4 a 0 sobre o Sporting Cristal, nesta terça-feira, na Vila Belmiro, pela última rodada da fase de grupos da Libertadores, Victor Ferraz foi um dos grandes destaques do Santos. Bem no ataque e pouco incomodado na defesa, o lateral-direito distribuiu diversos passes para os companheiros. Aos 30 minutos do segundo tempo, porém, ele começou a sentir dores no joelho direito, recebeu atendimento médico e só voltou ao campo pois o Peixe já tinha realizado as três alterações no jogo.

Por conta disso, Ferraz será avaliado nesta quarta-feira e pode ser desfalque do alvinegro contra o Cruzeiro, no próximo domingo, às 16h (de Brasília), na Vila, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Vale lembrar as dores no joelho já fizeram com que o lateral fosse poupado no triunfo sobre o Coritiba, no último sábado.

“É difícil saber logo após a partida. Teremos que ter tempo. Teremos certeza quando tivermos o retorno no CT para sabermos a posição definida. Agora seria arriscar uma situação sem que tenhamos uma sequência do que possa ter acontecido”, disse Dorival Júnior após o duelo contra os peruanos.