No cargo desde 1999, Marcelo Teixeira foi reeleito para mais um mandato na presidência do Santos.

Teixeira, filho de Milton Teixeira, que presidiu o clube nos anos 80, derrotou por 1.525 a 998 votos o líder da oposição, o empresário Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro.

Esse será o quarto mandato (2004-2005) de Teixeira -o terceiro consecutivo na Vila Belmiro. Ele pôde concorrer novamente graças a uma mudança no estatuto santista.

Ontem, 2.532 associados, dos 10.568 que tinham direito à voto, compareceram no clube. Tiveram ainda oito votos nulos e um em branco.

Após a divulgação do resultado, Teixeira já prometeu resolver as pendências do departamento de futebol. “A partir de terça-feira vamos sentar para negociar as renovações de contrato [entre as quais, a do técnico Emerson Leão], além de buscar novas contratações.”

Derrotado, Ribeiro declarou que voltará para casa “com a consciência tranquila e em paz”.

Pela manhã, houve muita confusão. A chapa da oposição não concordou com a escolha dos mesários, 50, ao todo, e ligados à situação.

Uma discussão entre as partes atrasou o início do pleito em 50 minutos, até que foram escolhidos dez mesários, da oposição.