Flamengo 2 x 0 Santos

Data: 28/06/2017, quarta-feira, 21h45.
Competição:> Copa do Brasil – Quartas de final – Jogo de ida
Local: Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro, RJ.
Público: 14.498 pagantes e 15.564 presentes
Renda: R$ 945.610,00
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG) e Fabricio Vilarinho da Silva (GO).
Cartões amarelos: Márcio Araújo (F); Lucas Veríssimo (S).
Gols: Everton (26-1) e Cuéllar (42-2).

FLAMENGO
Thiago, Pará, Juan (Rafael Vaz), Rever e Miguel Trauco; Márcio Araújo, Cuéllar, Diego e Everton; Berrío (Vinícius Júnior) e Paolo Guerrero (Leandro Damião).
Técnico: Zé Ricardo

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota (Caju); Renato, Leandro Donizete e Lucas Lima; Copete, Bruno Henrique (Thiago Ribeiro) e Kayke (Vitor Bueno).
Técnico: Levir Culpi



Flamengo vence Santos em casa e sai em vantagem na Copa do Brasil

O Flamengo venceu o Santos por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, na Ilha do Urubu, pelas quartas de final da Copa do Brasil. Com o resultado, os rubro-negros ficam com boa vantagem no duelo de volta em busca de um lugar na semifinal.

Os cariocas foram superiores no primeiro tempo e fizeram o primeiro gol com Everton, após belo passe de Guerrero. Quando parecia que o placar permaneceria inalterado até o fim, Cuéllar acertou ótimo chute para fazer o segundo para os flamenguistas e decretar a vitória rubro-negra.

As duas equipes voltam a se enfrentar no dia 26 de julho, na Vila Belmiro. O Santos precisa vencer por três gols de diferença para se classificar. Em caso de triunfo por dois, o duelo vai para os pênaltis. Para o Flamengo, até uma derrota por um gol de diferença serve para avançar à semifinal.

O jogo

A partida começou movimentada, com as duas equipes em busca do ataque. No entanto, ambos tinham dificuldade em passar pela marcação adversária. Tanto que a primeira boa chance aconteceu aos 11 minutos. Berrío foi lançado na área, passou por Jean Mota e chutou, exigindo grande defesa de Vanderlei.

O lance animou os donos da casa, que passaram a dominar o jogo. O Flamengo voltou a assustar aos 18 minutos, quando Berrío foi novamente lançado e chutou da entrada da área, mas parou em mais uma defesa do arqueiro santista.

O Flamengo aumentou a pressão sobre o Santos e abriu o placar aos 26 minutos. Após boa troca de passes dos rubro-negros, Guerrero deu passe de letra para Everton, que chutou sem chance para Vanderlei.

Mesmo após o gol, os donos da casa eram superiores e chegavam com facilidade ao ataque. Aos 31, Guerrero arriscou da entrada da área e finalizou para defesa de Vanderlei em dois tempos. O Santos era pouco produtivo, mas criou sua primeira chance aos 39. Após cruzamento de Lucas Lima, Kayke finalizou, mas o chute foi abafado por Thiago.

Nos minutos finais, os santistas conseguiram equilibrar novamente a partida. No entanto, os visitantes não incomodaram o goleiro carioca. O Flamengo diminuiu o ritmo e preferiu administrar o resultado até o intervalo.

No segundo tempo, os donos da casa voltaram com mais disposição e pressionaram o Santos desde os primeiros minutos. Os rubro-negros quase marcaram o segundo aos nove minutos. Diego colocou na área e Berrío tentou de bicicleta. Para infelicidade do colombiano, Vanderlei estava atento e salvou os visitantes.

Os flamenguistas tinham o domínio da partida, mas tiveram um susto aos 19 minutos, após Copete colocar a bola na rede. No entanto, o gol foi anulado, pois o colombiano estava impedido.

Aos poucos, o Santos equilibrou o confronto e quase empatou aos 29 minutos. Em contra-ataque rápido, Copete tocou para Vitor Bueno na área. O atacante chutou cruzado, mas Pará apareceu para salvar os rubro-negros. A resposta do Flamengo veio dois minutos depois. Em mais um contra-ataque, Everton foi lançado pela esquerda, entrou na área e tocou na saída de Vanderlei, mas o goleiro santista estava bem colocado e fez a defesa.

Na parte final do jogo, o Flamengo sentiu o desgaste físico e diminuiu o ritmo. Com isso, o Santos passou a ter mais posse de bola e buscar o ataque. Os visitantes rondaram a área, mas pouco produziram no setor ofensivo.

Como os paulistas não aproveitaram o bom momento, acabaram sofrendo o segundo gol aos 42 minutos. Guerrero tocou para Cuéllar na entrada área, e o colombiano acertou belo chute, no ângulo, sem chance para Vanderlei, dando números finais na Ilha do Urubu.

Levir vê jogo equilibrado e promete pressão do Santos sobre o Flamengo

Técnico do Peixe não vê superioridade do Rubro-Negro na vitória por 2 a 0 no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil e crava melhora do Alvinegro em um mês

O Flamengo venceu o Santos por 2 a 0, na Ilha do Urubu, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, com sete finalizações certas contra uma do Peixe. Mesmo assim, o técnico santista Levir Culpi acredita que o duelo foi equilibrado e que o Rubro-Negro explorou os chutes de fora da área.

– O jogo ficou muito igual e foi decidido em dois golaços de fora da área. Dois chutes perfeitos. Isso que deu a vitória ao Flamengo. O resto foi equilibrado.

– O Flamengo não conseguiu pressionar. Foram dois gols de fora da área, é um recurso e eles foram felizes – disse.

Para o jogo da volta, que será no dia 26 de julho, na Vila Belmiro, o Santos precisa fazer três gols de diferença ou devolver os 2 a 0 e triunfar nos pênaltis para se classificar para as quartas de final. Sabendo disso, Levir prometeu aumentar a pressão e melhorar o desempenho.

– Estamos vivos na competição. Temos que por a mesma pressão que recebemos. Uma coisa é certa: nosso time vai pressionar mais do que aqui – concluiu.