Flamengo 0 x 4 Santos

Data: 21/06/2000, quarta-feira, 20h30.
Competição: Copa do Brasil – Quartas de final – Jogo de ida
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, RJ.
Público e renda: N/D
Árbitro: Oscar Roberto Godói
Cartões amarelos: Reinaldo e Juan (F); Claudiomiro (S).
Gols: Dodô (28-1), Dodô (31-1); Caio (09-2) e Caio (22-2).

FLAMENGO
Clêmer; Maurinho, Juan e Fabão; Mozart, Leandro Ávila, Rocha e Beto; Petkovic (Lúcio), Reinaldo e Tuta (Rodrigo Mendes).
Técnico: Carlinhos

SANTOS
Carlos Germano; Baiano, André Luis, Claudiomiro (Márcio Santos) e Rubens Cardoso: Anderson, Rincón, Valdo e Robert (Piá); Caio e Dodô.
Técnico: Giba



Goleada deixa Santos perto de semifinal

O Santos goleou o Flamengo por 4 a 0, ontem à noite, no Maracanã, e poderá perder por até três gols de diferença para passar às semifinais da Copa do Brasil no jogo de volta, no próximo sábado, na Vila Belmiro.

Apesar do bicampeonato obtido pelo Flamengo no último final de semana, o frio espantou a torcida do clube carioca. Já os torcedores do Santos ficaram presos no trânsito e chegaram apenas no segundo tempo ao estádio.

Aos 28min do primeiro tempo, o Santos, vice-campeão paulista, abriu o placar com uma bela jogada da dupla Caio e Dodô. Após cruzamento de Caio, Dodô, sem deixar a bola tocar o chão, emendou direto com o pé direito.

Logo depois, aos 31min, Caio, ex-jogador do Flamengo, saiu em velocidade em contra-ataque, driblou dois adversários e cruzou para Dodô, livre, escorar a bola e fazer o segundo gol do Santos.

O início do segundo tempo parecia uma reprise do primeiro. O Flamengo começou atacando, mas errava as finalizações. Aos 9min, Robert cruzou pela esquerda para Caio, que, de voleio, fez o terceiro gol santista.

Após um drible de Dodô em plena pequena área, pouco depois, a defesa do Flamengo se desesperou, cometendo um pênalti aos 18min. A bola ia chegando às mãos do goleiro Clêmer quando o zagueiro Juan derrubou Claudiomiro na área. Na cobrança, Rincón desperdiçou.

Aos 22min, após cobrança de escanteio, Caio confirmou a goleada cabeceando no canto esquerdo do goleiro Clêmer.

“Foi uma grande atuação de todo o time do Santos. Tenho muito carinho pelo Flamengo e por sua torcida, mas, dentro de campo, o profissionalismo está acima de tudo”, disse Caio, após o jogo.