Gama 2 x 1 Santos

Data: 04/10/2000, quarta-feira.
Competição: Copa João Havelange (Campeonato Brasileiro) – Módulo Azul – 1ª Fase – 15ª rodada
Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília, DF.
Público: 3.490 pagantes
Renda: R$ 23.935,00
Árbitro: Léo Feldman (RJ).
Cartões amarelos: Sérgio Soares, Gérson, Nilson e Rodriguinho (G); André Luis e Robert (S).
Gols: Silva (20-1) e Dodô (31-1, de pênalti); Marcos Piauí (22-2).

GAMA
Nilson; Lima, Deda, Gerson e Rodriguinho; Cabila (Marcos Piauí), Gutemberg, Sergio Soares e Lindomar; Romualdo e Silva (Abimael).
Técnico: Jair Picerni

SANTOS
Carlos Germano; Marcelo Silva (Júlio Cesar), André Luis, Sangaletti (Preto) e Léo; Anderson Luiz, Renato (Gaúcho), Valdo e Robert; Caio e Dodô.
Técnico: Giba



Sem estrelas, Santos reabilita o Gama no DF

Desfalcado de suas principais estrelas (Rincón e Edmundo), o Santos perdeu do Gama, no Distrito Federal, por 2 a 1, pela Copa JH. A derrota deixa o time paulista no oitavo lugar da classificação, com 22 pontos.

Por ser um dos times que mais investiu neste ano, o Santos está com seu treinador, Giba, ameaçado. Ele vem sofrendo pressões da diretoria e pode deixar o cargo.

Na partida de ontem, o Gama, que também estava sob pressão, soube explorar o momento de tensão e se recuperou no campeonato, após ter sofrido duas derrotas consecutivas. A vitória deixa o time do Distrito Federal com chances de classificação à próxima fase. O Gama tem 21 pontos ganhos.

Os gols da partida foram marcados por Silva e Marcos Piauí, para o Gama, e Dodô, para o Santos.

A equipe da casa abriu o placar aos 20 minutos de jogo. Romualdo fez boa jogada pela esquerda e deixou Silva livre para marcar.

Em desvantagem, o Santos partiu um busca do empate, que saiu em uma arrancada de Léo pela esquerda. Ele viu a entrada de Robert e tocou. O meia santista foi derrubado dentro da área, e o árbitro Léo Feldmann marcou pênalti. Dodô empatou.

Mas o ímpeto santista diminuiu após o intervato da partida. O Gama, então, voltou a crescer em campo.

Aos 33min, Marcos Piauí, que estava havia acabo de entrar no time do DF, acertou um chute forte, de fora da área, sem chance de defesa para Carlos Germano. Antes de entrar, a bola ainda tocou nas duas traves.

O time paulista se abateu e não encontrou forças para reagir. Fora de campo, o Santos se atrasou e perdeu o vôo que o transportaria para São Paulo. A delegação passaria a noite em Brasília.

Santos pode ter volta de Edmundo sábado

É remota, mas existe a possibilidade do atacante Edmundo voltar a equipe do Santos no jogo do próximo sábado, contra a Ponte Preta, na Vila Belmiro.

O jogador, que se recupera de uma contratura muscular na perna direita, não jogaria ontem contra o Gama, mas voltou a se exercitar, fazendo exercícios em torno dos campos do CT santista.

Rincón, que se reapresenta hoje após um período de licença na Colômbia, desfalcará o time de novo porque cumprirá o segundo jogo de suspensão devido ao cartão vermelho que recebeu na derrota para o Flamengo (3 a 0).

Pelo regulamento da Copa João Havelange, a suspensão automática é dobrada a cada expulsão. O volante já havia recebido cartão vermelho no empate com o Juventude (1 a 1), em 23 de agosto.

Caso Edmundo não atue sábado, ele e Rincón, mais o zagueiro Claudiomiro, contundido, deverão retornar juntos à equipe no dia 14, contra o Vasco, em Santos.

O zagueiro Márcio Santos, afastado do grupo por indisciplina, não comparece ao CT para treinar em separado desde a última quinta-feira. O Santos aguarda o interesse de algum clube para negociar o atleta.