São Paulo 5 x 2 Santos

Data: 26/01/2000, quarta-feira, 20h30.
Competição: Torneio Rio SP – 1ª fase – 2ª rodada
Local: Estádio Morumbi, em São Paulo, SP.
Público: 3.070 pagantes
Renda: R$ 26.759,00
Árbitro: Léo Feldman (RJ)
Auxiliares: Francisco Augusto (RJ) e Jovair Miranda (SP).
Cartões amarelos: Beletti e Wilson (SP); Anderson Lima, Marcelo Silva, Claudiomiro e Eduardo Marques (S).
Gols: França (20-1), França (22-1), Dodô (34-1, de pênalti) e Evair (45-1); França (02-2), Evair (17-2) e Caio (47-2).

SANTOS
Nei; Anderson Lima, Galván, Jean e Rubens Cardoso; Claudiomiro, Marcelo Silva, Eduardo Marques (Michel) e Adiel (Caíco); Caio e Dodô (Rodrigão).
Técnico: Carlos Alberto Silva.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Beletti, Wilson, Paulão e Ricardinho; Edmílson, Vagner, Souza (Raí) e Marcelinho (Alexandre); França e Evair (Carlos Miguel).
Técnico: Levir Culpi



Santos falha, e São Paulo goleia

Aproveitando as falhas da defesa do Santos, o São Paulo venceu o clássico de ontem, no Morumbi, por 5 a 2, com três gols de Evair e dois de França.

Foi a segunda derrota seguida do time da Vila Belmiro no Rio-São Paulo. Na estréia, os santistas perderam em casa para o Botafogo-RJ por 3 a 0.

Além de vencer a partida com facilidade, os jogadores do São Paulo conseguiram cumprir a ordem do técnico Levir Culpi de evitar os cartões vermelhos.

O jogo começou com as duas equipes errando muito passes. Os erros da zaga santista, que teve a estréia do argentino Galván, começaram a comprometer aos 20min, quando aconteceu o primeiro gol da partida.

França recebeu de Evair, livrou-se com facilidade do zagueiro Jean e tocou por cima do goleiro Nei para fazer 1 a 0.

O Santos sentiu o baque e sofreu o segundo gol dois minutos depois. Claudiomiro falhou ao tentar afastar a bola, Evair não conseguiu pegar, mas França, que estava livre, marcou.

Com a vantagem, o São Paulo diminuiu o ritmo. O juiz Léo Feldman marcou pênalti de Ricardinho em Ânderson, aos 34min. Dodô cobrou no canto esquerdo de Rogério, que foi na bola, mas não defendeu. Os são-paulinos não se conformaram com a marcação.

A pressão santista aumentou, mas outra falha da defesa enterrou os planos de conseguir o empate ainda no primeiro tempo.

Aos 45min, Claudiomiro falhou outra vez ao tentar cortar um cruzamento, e Evair ficou sozinho para marcar.

Logo aos 2min do segundo tempo, o São Paulo fez o quarto, em outra falha de marcação. Belletti chutou de fora da área, Nei espalmou para frente, e França, sozinho, marcou seu terceiro.

A jogada do quinto gol começou com Marcelinho, que chutou forte. A bola desviou em França e sobrou para Evair, livre, marcar. Nos descontos, Caio fez o segundo do Santos.