Santa Cruz 0 x 1 Santos

Data: 09/09/2000, sábado, 16h00.
Competição: Copa João Havelange (Campeonato Brasileiro) – Módulo Azul – 1ª fase – 11ª rodada
Local: Estádio do Arruda, em Recife, PE.
Público: 17.279
Renda: R$ 57.283,00
Árbitro: Wagner Tardelli azevedo (RJ).
Cartões amarelos: Valnei e Joelson (SC); Sangaletti e Dodô (S).
Cartão vermelho: Robert (S, 25-2).
Gol: Dodô (07-2).

SANTA CRUZ
João Carlos; Wellington (Fabiano), Janduir, Valnei e Hilton; Dário, Marcílio, Valdinho (Márcio Allan) e Joelson; Róbson e Tiago Gentil (Genílson).
Técnico: Renê Simões

SANTOS
Pitarelli; Wellington (Preto), Sangaletti, Claudiomiro e Léo; Rincón, Renato, Valdo e Robert; Edmundo (Caio) e Dodô (Júlio Cesar).
Técnico: Giba



Santos abafa disputa de Dodô e Edmundo

O clima no vestiário do Santos era de alívio após a vitória sobre o Santa Cruz (1 a 0), anteontem, em Recife (PE). As brigas e conflitos que marcaram a semana passada foram esquecidos.

“Não disse que Edmundo era “fominha”, aliás, não disse nada, foi tudo invenção da imprensa”, afirmou Dodô, autor do único gol do Santos. Ele declarou que os dois têm a mesma característica -a de sair com a bola dominada em direção ao gol.

O treinador Giba minimizou o conflito entre as duas estrelas. “São dois atacantes que gostam de ter a posse da bola e ainda estão se conhecendo. Não há nenhuma crise na equipe, ao contrário.”

Com a derrota do Fluminense, o Santos entrou na luta pela liderança. Giba só lamentou o fato de ser o terceiro jogo do Santos sob chuva, prejudicando o time, que ele considera técnico e que tem como ponto forte o toque de bola.

“Mesmo assim nosso rendimento foi muito bom. A equipe mostrou determinação e vem subindo de produção. Jogamos contra um bom adversário, na casa dele, e conseguimos vencer.”

O treinador elogiou a estréia na lateral direita de Wellington, de 18 anos.