O técnico Paulo Autuori despediu-se nesta terça-feira do Santos e está assumindo o comando técnico do Cruzeiro, substituindo Levir Culpi, dispensado segunda-feira pelo time mineiro. Houve uma reuniao no final da manha entre os dirigentes e o treinador, tendo ocorrido um acordo amigável.

Embora os santistas estejam envolvidos no processo eleitoral, que impede contrataçoes no momento, já se fala em pelo menos três nomes para dirigir o time no Paulista: Oswaldo de Oliveira, Nelsinho Batista e Levir Culpi. “Se houver necessidade, podemos até reunir as duas chapas depois de definida a eleição do Conselho Deliberativo e fazer a contratação, desde que haja consenso”, disse o vice-presidente José Paulo Fernandes, candidato à presidência pela Tradição Alvinegra.

“Não saio frustrado com o fato de nao ter ganho o título, pois minha posição é clara, é ser campeão na vida e isso não vou conseguir colocando um monte de faixas no peito”, disse Paulo Autuori logo depois de deixar a reunião, sem esconder uma certa tristeza. Ele contou que, quando recebeu o convite para dirigir o Cruzeiro, pediu licença aos dirigentes santistas para iniciar os entendimentos.

“Deixei as coisas bem encaminhadas e depois informei ao José Paulo Fernandes (o vice-presidente do Santos) a proposta recebida”. Com o contrato acertado, Paulo Autuori já dirigirá o Cruzeiro no sábado, no primeiro jogo de seu novo time pela seletiva.

Nesta terça-feira, Autuori e os dirigentes conversaram durante meia hora, quando foi definido o acordo para sua saída. Seu contrato verbal era para até o final do ano, e ele já havia manifestado interesse em continuar na Vila Belmiro, mas a proposta do clube mineiro e a indefinição do quadro sucessório fizeram com que ele optasse por sair. O treinador dirigiu o Santos em 18 partidas, com 6 vitórias, 5 empates e 7 derrotas.

“Gostaria de disputar um Campeonato Paulista”, disse ele, confessando ter ficado satisfeito com o trabalho que realizou no Santos. “Saio com a cabeça erguida e com a certeza de que dei o máximo de mim”.