Juventude 1 x 3 Santos

Data: 24/05/2000, quarta-feira
Competição: Copa do Brasil – Oitavas de final – Jogo de ida
Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, RS.
Público: 6.810 pagantes
Renda: R$
Árbitro: Carlos Magno
Cartões amarelos: André Luis, Eduardo Marques, Michel, Anderson e Rubens Cardoso (S).
Cartão vermelho: Claudiomiro (S, 31-2).
Gols: Mabília (11-1); Robert (16-2), Rincón (24-2, de pênalti) e Robert (47-2).

JUVENTUDE
Wellerson; Picolli, Adilson, Luiz Oscar; Denis, Djair (Luciano Fonseca), Lauro, Luiz Antonio, Mabília; Cris (Maurílio), Adriano Chuva.
Técnico: Flavio Campos

SANTOS
Fábio Costa; Baiano, Claudiomiro, André Luis, Galván e Rubens Cardoso; Anderson Luiz (Robert), Rincón, Caio (Valdo), Eduardo Marques (Michel); Valdir Bigode.
Técnico: Giba



Santos derrota Juventude por 3 a 1, de virada, e mantém boa fase

Com uma ótima atuação de Robert, o Santos venceu de virada o Juventude, em Caxias do Sul, por 3 a 1, na partida de ida pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil.

O meia, que entrou na etapa final, fez dois gols e sofreu o pênalti que resultou no outro, de Rincón.

Com o resultado, o Santos se classifica para a próxima fase até com uma derrota por 2 a 0 no jogo de volta. Se perder pelo mesmo placar de ontem, a vaga será decidida nos pênaltis. A vitória foi a quarta do Santos nas últimas cinco partidas que disputou.

No começo do jogo de ontem, o Juventude se aproveitou da displicência dos santistas para abrir o placar, aos 11min. Mabília chutou forte e a bola desviou em André Luiz antes de entrar.

Apático, o Santos ameaçava em cobranças de falta o fraco time adversário. Aos 30min, num dessas cobranças, Claudiomiro chutou forte e a bola passou rente à trave.

O Juventude só oferecia perigo em jogadas do atacante Adriano.

No segundo tempo, o panorama do jogo se alterou. Com Robert no time, o Santos passou a ousar mais e, aos 16min, Valdir sofreu falta na entrada da área.

Robert bateu fora do alcance de Wellerson, empatando o jogo.

Aos 24min, Robert foi lançado e derrubado na área. Rincón cobrou o pênalti com força, sem defesa para o goleiro do Juventude.

O Santos dominava a partida e utilizava contra-ataques para surpreender o time da casa, que precisava empatar.

Aos 31min, o volante Claudiomiro foi expulso por falta sobre Adriano. O Juventude passou a pressionar e, aos 37min, quase marcou numa cabeçada de Adriano, que bateu na trave.

Aos 47min, Robert recebeu passe de Valdir pela direita, invadiu a área e chutou forte. O goleiro do Juventude falhou e a bola entrou, fechando o placar em 3 a 1.