Santos 3 x 0 Juventude

Data: 31/05/2000, quarta-feira, 21h40.
Competição: Copa do Brasil – Oitavas de final – Jogo de volta
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 4.621 pagantes
Renda: R$
Árbitro: Jamir Carlos Garcez (DF).
Cartões amarelos: Lauro, Carlão e Luiz Antonio (J).
Gols: Rubens Cardoso (33-1), Valdo (29-2) e Baiano (39-2).

SANTOS
Fábio Costa; Baiano, Preto, André Luis e Rubens Cardoso; Rincón (Márcio Santos), Anderson Luiz, Valdo e Robert (Canindé); Dodô e Deivid (Eduardo Marques).
Técnico: Giba

JUVENTUDE
Wellerson; Denis, Luiz Oscar, Carlão (Clairton), Vanderlei; Mabília (Kiko), Lauro, Wallace, Luiz Antonio; Luciano Fonseca (Cris) e Adriano Chuva.
Técnico: Flávio Campos



Santos vence Juventude e pega o Fla na próxima fase

Jogando com uma equipe quase só formada por reservas, para poupar os titulares para a semifinal do Paulista, o Santos classificou-se às quartas-de-final da Copa do Brasil ao vencer o Juventude por 3 a 0, na Vila Belmiro.

Os gols foram marcados por Wanderley, contra, Valdo e Baiano. Na partida de ida, os santistas haviam vencido por 3 a 1.

Nas quartas-de-final, o Santos irá enfrentar o Flamengo, que ontem empatou com o Bahia em 1 a 1, no Maracanã, após ter vencido o primeiro jogo por 3 a 1.

Dos jogadores que reivindicam um lugar na equipe, os atacantes Dodô e Deivid e os meias Robert e Valdo, só este teve uma atuação destacada. Dodô, o principal insatisfeito com o banco, repetiu suas últimas atuações, com pouca mobilidade e disposição para divididas, sendo vaiado outra vez.
No primeiro tempo, as duas equipes criaram duas chances de gol cada, sempre aproveitando erros dos defensores do adversário -as do Santos em lances de bola parada e as do Juventude na saída para o ataque.

Mas logo o jogo tornou-se mais lento e truncado. O Juventude recuou e o Santos dominava a bola, mas não ameaçava o gol gaúcho. Aos 33min, porém, o zagueiro Wanderley, do Juventude, “resolveu” o problema santista.

Rubens Cardoso foi à linha de fundo e cruzou. O zagueiro se antecipou ao goleiro Wellerson e desviou para as próprias redes.

O Juventude só voltou a ameaçar numa cobrança de falta, aos 41min, que Fábio Costa desviou para escanteio.

No segundo tempo, o jogo ficou no mesmo ritmo morno. O principal momento de emoção aconteceu aos 21min, quando o goleiro Fábio Costa fez duas defesas importantes em poucos segundos, em finalizações dos gaúchos dentro da pequena área.

Aos 29min, Valdo dividiu uma bola na entrada da área do Juventude e bateu, aproveitando a má colocação do goleiro Wellerson, ampliando o placar.

No final, o Juventude desistiu da reação, e o Santos, por meio de um sem-pulo de Baiano, aos 39min, chegou aos 3 a 0.