Santos 3 x 1 Mogi Mirim

Data: 13/04/2000, quinta-feira, 20h30.
Competição: Campeonato Paulista – 2ª fase
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público e renda: N/D
Árbitros: Luciano Quilichini e Wilson Seneme.
Gols: Caio (13-1), Dodô (39-1), Dodô (13-2) e Sandro Gaúcho (31-2).

SANTOS
Carlos Germano; Michel, André Luis, Claudiomiro e Dutra; Baiano (Anderson Luiz), Rincón e Valdo (Robert); Caio (Eduardo Marques), Valdir e Dodô.
Técnico: Carlos Alberto Silva

MOGI MIRIM
Mauro; Picón, Fábio Paulista e Marcelo Batatais; Márcio, Zé Luiz, Tião (Guto), Rogerinho (Jô) e ALexandre Salles; Régis (Ênio) e Sandro Gaúcho.
Técnico: Pedro Rocha



Dodô faz dois gols, se reconcilia com a torcida, e Santos vence

Sem necessitar de muito esforço, o Santos venceu o Mogi Mirim por 3 a 1 ontem à noite, na Vila Belmiro, e se reabilitou da derrota por 1 a 0 para o mesmo adversário no último domingo.

O jogo também serviu para reconciliar o atacante Dodô e a torcida do Santos. Vaiado nos últimos jogos na Vila Belmiro, Dodô fez dois gols e deixou o gramado aplaudido pelos torcedores.

“Dei carrinho, corri, fiz tudo que faço sempre. Só que, nos jogos anteriores, não fiz gols e hoje marquei dois. Aí, a gente aparece mais”, declarou o atacante.

Para o meia-atacante Caio, o resultado provou que o time reagiu positivamente à cobrança do presidente Marcelo Teixeira. Durante a semana, o dirigente convocou os principais atletas do clube para uma reunião e exigiu “garra”.

Apesar do entusiasmo dos jogadores ao final da partida, a primeira etapa foi monótona.

Embora mantivesse a posse da bola na maior parte do tempo, o Santos esbarrava no esquema defensivo do Mogi, que não deixava espaços para as articulações ofensivas do adversário.

Além disso, o time santista demonstrava lentidão. Faltava velocidade nas trocas de bola, e, sem deslocamentos dos homens de frente, não havia opções de jogadas para os meio-campistas.

Os gols nasceram em dois dos raros lances construídos com rapidez. No primeiro, aos 22min, Valdir recebeu na entrada da área e tocou de primeira para Caio. O meia-atacante invadiu a área em diagonal, ameaçou chutar, driblou o goleiro e acabou completando para o gol vazio.

Aos 39min, o Santos ampliou após arrancada do volante Baiano. Ele partiu com a bola dominada do meio-campo e lançou Dodô. De fora da área, o atacante observou o goleiro Mauro adiantado e tocou por cima, no ângulo.

Preocupado em se defender, o Mogi se manteve distante do gol de Carlos Germano, mesmo inferiorizado no placar. Durante todo o primeiro tempo, deu um único chute a gol, para fora.

Na etapa final, a equipe do interior tentou ensaiar uma reação nos minutos iniciais, mas, sem criatividade, levou o terceiro gol. Lançado na direita, aos 13min, o volante Baiano cruzou na área. Dodô dividiu com o zagueiro Picón de cabeça e marcou.

Depois do gol, o Santos passou a administrar o resultado, mas aos 30min o Mogi acabou descontando. Em jogada pelo lado esquerdo, Guto cruzou rasteiro e Sandro completou de primeira para o gol.

Santos libera Caíco e traz dois reforços

O Santos emprestou ontem o passe do meia Caíco para o Atlético-MG e acertou a contratação do atacante Júlio César e a volta do meia Piá, ambos da Matonense.

Caíco não vinha sendo aproveitado pelo técnico Carlos Alberto Silva nem mesmo no banco de reservas. Ele ficará no Atlético-MG pelo menos até 31 de dezembro. Júlio César e Piá defenderão o Santos após o encerramento da participação da Matonense no Campeonato Paulista.

A diretoria santista comprou metade do passe de Júlio César, 22. O proprietário da outra metade é o próprio presidente da Matonense, Antonio Galli. Os valores da negociação entre os clubes não foram revelados.

O passe de Piá, 26, pertence ao Santos. Ele deixou o clube em 1996, e, desde então, vem sendo seguidamente emprestado para equipes do interior paulista. Agora, os dirigentes pretendem reintegrá-lo ao grupo.

Se a Matonense não chegar às finais do Campeonato Paulista, o Santos terá a opção de utilizar os dois jogadores durante a Copa do Brasil. Do contrário, eles só serão aproveitados no Campeonato Brasileiro.