São Paulo 1 x 2 Santos

Data: 10/05/2000, quarta-feira, 21h30.
Competição: Campeonato Paulista
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo, SP.
Público: 24.762 pagantes
Renda: R$ 187.871,00
Árbitros: Paulo César de Oliveira e Ilson Honorato.
Gols: Eduardo Marques (31-1), França (44-1) e Robert (43-2).

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Beletti, Wilson, Edmílson e Fábio Aurélio; Axel, Vagner, Raí e Marcelinho Paraíba (Souza); Edu (Evair, depois Fabiano) e França.
Técnico: Levir Culpi

SANTOS
Carlos Germano; Michel, Galván, André Luis e Rubens Cardoso; Claudiomiro, Anderson Luiz, Valdo (Preto) e Eduardo Marques (Robert); Caio (Dodô) e Valdir.
Técnico: Giba (interino)



Santos vence São Paulo com gol polêmico

Equipe treinada por Giba ganha por 2 a 1 no Morumbi com um gol em que a bola quase não ultrapassou a linha

O Santos venceu o São Paulo por 2 a 1 no estádio do Morumbi com um polêmico gol. Aos 45min do segundo tempo, uma bola chutada por Robert, que tocou na trave e foi rebatida pela zaga são-paulina, quase não ultrapassou a linha do gol.

Com o resultado, o Santos assumiu a vice-liderança do Grupo 7, com seis pontos. O São Paulo está na terceira posição, com quatro pontos. Os times voltam a jogar no sábado, na Vila Belmiro.

Apesar da aparente boa fase são-paulina e da explícita crise santista, a partida foi equilibrada.

O Santos, dirigido interinamente pelo técnico Giba, começou inclusive melhor o jogo, explorando contra-ataques e erros do sistema defensivo do São Paulo.

Na primeira grande chance de gol do jogo, Valdir aproveitou trombada entre os zagueiros são-paulinos e chutou forte. O goleiro Rogério conseguiu espalmar.

Com dificuldade para furar o bloqueio santista, o São Paulo arriscou de longa distância. Aos 21min, Fábio Aurélio finalizou à esquerda do gol de Carlos Germano. Três minutos mais tarde, Marcelinho quase fez de falta.

O Santos, porém, continuou melhor. Após cruzamento da esquerda, Anderson desperdiçou com o gol livre na pequena área.

O São Paulo ameaçou com Raí, que, de cabeça, acertou a trave santista, aos 29min. Mas, passados mais três minutos, o Santos abriu o placar. Caio falhou ao chutar, a zaga desviou e, no rebote, Eduardo Marques marcou.

O gol santista melhorou o desempenho são-paulino. Na busca pelo empate, o time de Levir Culpi criou várias chances.

Aos 40min, França chutou cruzado, e a bola passou à esquerda de Carlos Germano, com perigo. Dois minutos depois, Marcelinho bateu bem falta, mas a bola passou por cima do gol.

O empate veio aos 45min. França dominou cruzamento da direita e tocou com estilo no canto esquerdo de Carlos Germano.

No segundo tempo, o São Paulo começou melhor, mas o Santos continuou ameaçando. Caio teve boa chance aos 5min, mas foi travado na hora do chute.

Um minuto depois, Marcelinho obrigou Germano a fazer boa defesa. Levir Culpi colocou então Evair. Ele serviu Raí aos 11min, mas o meia tocou para fora. Mais um minuto e Germano salvou o Santos em cabeçada de Edmílson.

O Santos respondeu com Valdir, que invadiu a área e chutou em cima do goleiro Rogério.

A partir dos 30min, o São Paulo pressionou, criou boas oportunidades, mas falhou na conclusão.

Aos 45min, o Santos, com um jogador a mais após a expulsão de Axel, obteve a vitória. Robert tocou forte na trave. A bola rebateu na zaga são-paulina e entrou. Belletti chutou a bola para fora do gol quase em cima da linha. Os são-paulinos ficaram revoltados. Rogério, exaltado, foi expulso. Belletti acabou o jogo no gol.

Técnico interino do Santos pode ser efetivado no cargo

O técnico Giba, que assumiu o comando da equipe principal do Santos após a demissão de Carlos Alberto Silva, pode ser efetivado no cargo, segundo Marcelo Teixeira, presidente do clube.

O dirigente negou que já tenha acertado a contratação de Oswaldo Alvarez, treinador do Atlético-PR. “Por enquanto, a nossa prioridade é o Giba. Confiamos nele”, disse Teixeira.

Giba, ex-lateral do Corinthians, estava treinando os aspirantes do Santos quando foi chamado para assumir a nova função.

Apesar de negar a negociação com Alvarez, Teixeira admitiu ter pensado em um substituto para Silva. “Fizemos contatos com pessoas que já tinham outros compromissos”, falou.

Giba está confirmado para a partida de sábado, também contra o São Paulo, na Vila Belmiro. Rincón, que não jogou ontem por estar contundido, deve voltar ao time.