Goleiros:
Zetti
Fernando Leão
Nando
Edinho


Laterais:
Ânderson Lima
Gustavo Nery
Michel
Dutra
Valdir


Zagueiros:
Argel
Andrei
Sandro
Jean


Volantes:
Marcos Assunção
Claudiomiro
Marcos Bazílio
Élder
Sugawara


Meias:
Jorginho
Rodrigo Fabri
Lúcio
Eduardo Marques
Bechara
Fernando Fumagalli


Atacantes:
Viola
Alessandro
Aristizábal
Camanducaia
Rodrigão
Adiel
Paulo Rink


Técnicos:
Emerson Leão



Santos Futebol Clube

– Presidente: Samir Jorge Abdul-Hak (1998-1999)
– Patrocínio: Duprat Hospital
– Fornecedor: Umbro

Elenco:

G – Armelindo Donizetti Quagliato (Zetti)
G – Fernando Garcia Moreno Leão
G – Antônio Fernando Remiro Barroso (Nando)
G – Edson Cholbi do Nascimento (Edinho)

LD – Ânderson Lima Veiga
LD – Michel dos Reis Santana
LE – Gustavo Nery de Sá da Silva
LE – Antonio Monteiro Dutra
LD, Z – Valdir Teodoro

Z – Argélico Fucks (Argel)
Z – Andrei Frascarelli
Z – Sandro Barbosa Carneiro da Cunha
Z – Jean Carlo Witte

V – Marcos dos Santos Assunção
V,Z – Claudiomiro Salenave Santiago
V – Marcos Roberto Pereira Bazílio
V – Élder Alencar Machado de Campos
V – Tomo Sugawara

M – Jorge Luís da Silva (Jorginho)
M – Rodrigo Fabri
ME – Lucenilde Pereira da Silva (Lúcio)
MD – Eduardo Marques de Jesus Passos
M – Bechara Jalkh Leonardo de Oliveira
M,A – José Fernando Fumagalli

CA – Paulo Sérgio Rosa (Viola)
A – Alessandro Andrade de Oliveira
A – Víctor Hugo Aristizábal Posada
PD – Marcelo Domingues Rezende (Camanducaia)
CA – Rodrigo Fernandes Alflen (Rodrigão)
AE – Adiel de Oliveira Amorim
A – Paulo Roberto Rink

T – Emerson Leão



Quem chegou: Rodrigo Fabri (M, Flamengo), Andrei (Z, Betis-ESP), Aristizábal (A, São Paulo), Narciso (V, Flamengo), Paulo Rink (A, Bayer Leverkusen-ALE)

Quem saiu: Jadson (V, Portuguesa Santista)

Time-base: Zetti; Ânderson Lima, Argel, Andrei (Claudiomiro) e Gustavo Nery; Marcos Assunção, Narciso, Jorginho e Rodrigo Fabri; Alessandro (Lúcio) e Viola.



Histórico:

O Peixe quer quebrar um jejum de 15 anos sem título paulista com uma forte equipe montada aos poucos pelo técnico durão Emerson Leão

Será que desta vez vai? A torcida do Santos tem bons motivos para acreditar que o jejum de 15 anos sem títulos paulistas será quebrado este ano (1999). O clube manteve o bem-sucedido Emerson Leão, que no ano passado levou a equipe ao título da Conmebol, manteve a base e ainda trouxe reforços, como o zagueiro Andrei e o meia Rodrigo Fabri, cobiçado pelo Palmeiras. Com tudo isso, o Santos tem talvez sua equipe mais forte em Campeonatos Paulistas desde a que foi campeã em 1984.

No gol, a experiência de Zetti pode ser decisiva nos momentos finais de uma competição. A defesa é sólida, com o bom Ânderson Lima, o experiente Andrei e o Dragão Argel, com sua fama (injusta?) de valentão.

No meio, o talento de Marcos Assunção e Rodrigo e a raça de Jorginho; à frente a velocidade de Alessandro e o oportunismo de Viola.

Que torcedor não sonha em ter um time desses? Se os santistas souberem controlar seus nervos e reclamarem um pouco menos da arbitragem, podem chegar lá.