Santos 1 x 1 Avaí

Data: 03/11/2017, domingo, 17h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 38ª rodada (última)
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 7.539 pagantes
Renda: R$ 122.215,00
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ/FIFA).
Auxiliares: Rodrigo F. Henrique Correa (RJ/FIFA) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ).
Cartões amarelos: Matheus Jesus e Emerson (S); Simião (A).
Gols: Copete (30-1) e Pedro Castro (31-1).

SANTOS
Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe e Jean Mota; Matheus Jesus, Renato e Vecchio (Emerson); Copete (Rodrygo), Bruno Henrique e Kayke (Yuri Alberto).
Técnico: Elano

AVAÍ
Douglas; Maicon, Betão, Alemão e João Paulo; Simião, Pedro Castro e Marquinhos (Juan); Maurinho, Lourenço (Rômulo) e Júnior Dutra (Luanzinho).
Técnico: Claudinei Oliveira



Santos empata na Vila, rebaixa Avaí e termina o Brasileirão em terceiro

O Santos tinha tudo para terminar o Campeonato Brasileiro em segundo na tabela, garantindo R$ 11,3 milhões no caixa. Porém, o Peixe sofreu contra um desesperado Avaí, na tarde deste domingo, na Vila Belmiro. Em partida recheada de oportunidades para os dois lados, o placar acabou mesmo ficando no empate em 1 a 1, que pulverizou os sonhos das duas equipes.

Com a igualdade em Urbano Caldeira, a equipe comandada por Elano não aproveitou o tropeço do rival Palmeiras, e terminou o torneio nacional na terceira colocação, com 63 pontos, a vaga direta na fase de grupos da Libertadores garantida e ainda uma premiação de R$ 7,7 milhões.

O Leão da Ressacada, por sua vez, encerrou o Brasileirão em 18º, com 43 pontos, e confirmou a queda para a Série B.

O jogo

Precisando da vitória para escapar do rebaixamento, o Avaí começou a partida pressionando o Santos na defesa. Em contrapartida, a equipe de Santa Catarina abria espaços para o Peixe criar. Tanto que a primeira boa oportunidade surgiu aos 6 minutos, quando Victor Ferraz avançou pela direita e soltou uma bomba para Douglas espalmar.

O Leão respondeu com João Paulo. Aos 12, o lateral arriscou uma bomba de muito longe e mandou no travessão de Vanderlei.

Com o passar do primeiro tempo, o alvinegro foi sendo mais incisivo e só não abriu o placar porque Douglas estava inspirado. Aos 24, Kayke mandou uma paulada de fora e o goleiro espalmou. Quatro minutos depois, após bate-rebate, a bola sobrou para Lucas Veríssimo dentro da pequena área. O zagueiro bateu fraco e o arqueiro salvou mais uma.

Aos 30, porém, Douglas não conseguiu salvar quando Jean Mota iniciou contra-ataque lançando para Matheus Jesus, que rolou para Copete. Em velocidade, o colombiano passou pelo camisa 1 e empurrou para o fundo das redes.

Mas a alegria dos santistas durou pouco. Na jogada seguinte, Pedro Castro dominou do lado esquerdo e mandou uma pedrada na gaveta, vencendo Vanderlei e empatando o mais uma vez o confronto.

Dois minutos depois do tento, Bruno Henrique dá belo passe para Kayke dentro da área. O atacante, porém, mandou para fora, decretando o 1 a 1 no primeiro tempo.

A partida voltou do intervalo com a mesma tônica da primeira etapa: aberta e com chances para os dois lados. Aos 2 minutos, Maicon cruzou e bola sobrou para Lourenço, que chutou em cima de Lucas Veríssimo. O Santos respondeu na jogada seguinte, quando Vecchio lançou para Bruno Henrique dentro da área. O atacante driblou a marcação, mas mandou pra fora.

Após o bom início, a partida caiu de produção, tanto que uma boa oportunidade surgiu apenas aos 22 minutos, quando Renato arriscou de longe e a redonda passou perto da trave de Douglas.

Na jogada seguinte, Jean Mota aproveitou sobra e também arriscou de fora da área. A bola encobriu o goleiro do Avaí, mas não entrou na meta.

Apesar do Avaí ainda buscar o ataque, foi o Santos que seguiu perdendo as melhores chances. Aos 29, Matheus Jesus finalizou e Yuri Alberto, que havia entrado na vaga do vaiado Kayke, perdeu gol inacreditável. Porém, o bandeirinha já assinalava impedimento na jogada.

Nos últimos minutos, o Avaí se desesperou e foi com tudo em busca do gol que o salvaria do rebaixamento. O Peixe, por sua vez, tinha o contra-ataque como arma para alcançar a vitória e o vice. Porém, nenhuma das equipes aproveitou as chances e o jogo acabou mesmo no 1 a 1.

Bastidores – Santos TV:

Elano lamenta ‘chances claras’ perdidas e elogia meninos do Santos: “Confio neles”

Com o título nas mãos do Corinthians e a vaga direta na fase de grupos da Libertadores garantida, o Santos tinha apenas um objetivo no embate com o Avaí, neste domingo, na Vila Belmiro, pela última rodada do Campeonato Brasileiro: conquistar o vice e ganhar R$ 11,3 milhões de premiação.

Grêmio e Palmeiras até ajudaram, já que foram derrotados por Atlético-MG e Atlético-PR, respectivamente. Porém, os santistas não fizeram sua parte, ficaram no empate em 1 a 1 com o time catarinense e terminaram o torneio nacional na terceira colocação, com 63 pontos.

Apesar do tropeço, o técnico Elano elogiou bastante o time e fez questão de exaltar o lateral-esquerdo Emerson, e os atacante Rodrygo e Yuri Alberto, que entraram em campo no segundo tempo da partida.

“Tivemos chances claras de gol. Criamos muitas oportunidades, mas faltou a bola entrar. Estávamos treinando, e coloquei os meninos por confiar muito neles. São dois meninos de 16 anos e o Emerson de 19, eu coloco sem medo. Não por eu achar que são “bonitinhos”, mas por achar que são bons. Eles tentaram. Foi uma dedicação muito grande de todos. Fico feliz por ter tido uma oportunidade, mas triste por não conseguir conquistar nenhum título”, disse o treinador em entrevista coletiva após o confronto.

Após o término do Brasileirão, o elenco do Santos se reapresenta no dia 3 de janeiro de 2018. Para Elano, o Peixe já tem uma boa base e precisa de poucos reforços para conquistar títulos na próxima temporada.

“Os meninos merecem uma conquista, já são dois anos batendo na trave. E o Santos tem um bom elenco, tenho certeza que no próximo ano vamos nos reapresentar dia 3 e vamos nos preparar para conquistar algo. Foi assim que eu me acostumei a viver. Pedi dedicação da parte deles na próxima temporada, já que nem todos estão indo para cada felizes”, concluiu o comandante.

Veríssimo lamenta ano sem títulos para o Santos: “Esse grupo merecia”

Mesmo classificado para a fase de grupos da próxima Libertadores, os torcedores do Santos veem a temporada de 2017 como frustrante. Afinal, o Peixe terminou o ano sem conquistar um título sequer, coisa que não acontecia de 2014.

Além da terceira colocação no Campeonato Brasileiro, o alvinegro foi eliminado nas quartas de final do Paulistão, Copa do Brasil e Libertadores. Para o zagueiro Lucas Veríssimo, porém, o elenco santista tinha condições de terminar 2017 com alguma conquista.

“Acho que o Santos merecia mais. Esse grupo merece títulos”, resumiu o defensor na saída do gramado após o empate em 1 a 1 com o Avaí, na Vila Belmiro, pela 38ª rodada do Brasileirão.

A igualdade com os catarinenses, inclusive, fez o Santos perder o último objetivo do ano, que era ficar com o vice. Como o Palmeiras perdeu por 3 a 0 para o Atlético-PR, bastava uma vitória simples na Vila para o Peixe terminar na segunda colocação, ganhando R$ 11,3 milhões de premiação.