Santos 4 x 1 Oeste

Data: 09/03/2014, domingo, 18h30.
Competição: Campeonato Paulista 1ª fase – 13ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 6.338 pagantes
Renda: R$ 179.623,00
Árbitro: Flavio Rodrigues Guerra
Cartões amarelos: Vladimir, Gabriel e Thiago Ribeiro (S); Eric e Mauro Vianna (O).
Gols: Leandro Damião (21-1); Thiago Ribeiro (14-2), Thiago Ribeiro (30-2), Diego Cardoso (37-2) e Eric (46-2).

SANTOS
Vladimir; Bruno Peres, Neto, Jubal e Emerson Palmieri (Zeca); Arouca, Cícero e Lucas Lima (Serginho); Gabriel (Diego Cardoso), Thiago Ribeiro e Leandro Damião.
Técnico: Oswaldo de Oliveira

OESTE
Paes; Eric, Mauro Viana, Liggier e Thiago Timbó (Fernandinho); João Denoni (Pablo), Arthur, Denis e Jefferson Paulista (Piauí); Lelê e Waguininho.
Técnico: Sérgio Guedes



Santos volta a golear e segue 100% na Vila

Fim de tarde agradável em Santos, e o Peixe já classificado recebeu o vice-lanterna Oeste, na Vila Belmiro. E o cenário de goleada dos últimos jogos foi repetido pelo alvinegro praiano, que não deu chances para o time de Itápolis e venceu sem dificuldades por 4 a 1, com gols de Leandro Damião, Thiago Ribeiro (duas vezes) e Diego Cardoso, em partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Paulista.

A vitória mantém o Santos com 100% na Vila Belmiro, e como o time de melhor campanha da primeira fase com 32 pontos, empatado com o Palmeiras, que venceu o Paulista por 3 a 1. Os times se enfrentam na última rodada do Campeonato Paulista, para ver qual equipe terá vantagem de atuar em casa nas fases finais da competição.

O Peixe também possui o melhor ataque da competição com 34 gols marcados. De quebra, o alvinegro praiano tem uma das melhores zagas do torneio com doze tentos sofridos, atrás apenas de Botafogo (10) e Palmeiras (9).

Por sua vez, o Oeste segue em situação complicada na tabela e após mais uma derrota segue não dependendo de si mesmo para permanecer na série A. Restando mais dois jogos no Paulistão, o time de Itápolis possui oito pontos e deve torcer e muito para Comercial, Linense e Atlético Sorocaba não vencerem os jogos restantes.

Visando a próxima rodada, o Santos terá uma semana inteira de descanso, já que não disputa a Copa Libertadores e nem jogará pela Copa do Brasil. O Peixe volta a campo no próximo domingo contra o Rio Claro, às 18h30 (de Brasília), no Estádio Augusto Schmidt, no interior de São Paulo. Já o Oeste, virtualmente rebaixado, recebe em casa a Portuguesa, na terça-feira, 18, às 19h30.

O jogo

Aos 12 minutos, roubada de bola no meio de campo em cima de Cícero. Lelê tocou a bola para Waguininho que deixou Tiago Timbó livre na pequena área, porém o volante chutou justamente aonde estava o goleiro Vladimir, que espalmou e evitou que o time de Itápolis abrisse o marcador na Vila Belmiro.

A resposta do Santos veio aos 16 minutos. Após cobrança de escanteio de Lucas Lima, o atacante Leandro Damião subiu mais que a zaga adversária e cabeceou com perigo para o gol. A bola passou raspando a trave esquerda do goleiro Paes.

Aos 21 minutos o placar foi aberto na Vila Belmiro. O lateral esquerdo Emerson cruzou na medida para Leandro Damião, que se antecipou aos defensores do Oeste e de ombro viu a bola bater no canto esquerdo da trave, antes de balançar o fundo das redes.

O Santos sobrava na partida. Aos 28 minutos, passe de Bruno Peres para Lucas Lima. O meia entrou na área adversária, porém na hora de chutar, acabou batendo fraco e sem perigo para Paes. Aos 35, mais um ataque rápido santista. O número 10 do Peixe avançou pela esquerda e cruzou na medida para Gabriel, que no meio da área chegou finalizando por cima do gol, assustando o time de Itápolis.

Aos 38 minutos, o Oeste chegou com perigo e mais uma vez Vladimir fez uma excelente defesa. Jeferson Paulista recebeu livre na entrada da área, e de canhota chutou firme para o gol. O goleiro santista salvou com os pés o que seria o empate do time de Itápolis, que encontrava dificuldades para criar jogadas.

O segundo tempo estava morno, com poucas jogadas dos dois lados. Porém, aos 14 minutos o Peixe ampliou em um lance polêmico. Após cruzamento de Bruno Peres, o atacante Thiago Ribeiro cabeceou para o gol, entretanto a bola bateu no travessão e dentro do gol, e se não fosse o auxiliar Alex Alexandrino, o tento santista não seria marcado.

Através das bolas paradas, mas principalmente por meio dos escanteios, o Santos chegava com perigo ao gol defendido por Paes. Aos 27 minutos, mais uma excelente cobrança de Lucas Lima. Neto subiu sozinho e cabeceou com muito perigo e o Peixe quase ampliou o marcador.

Porém aos 30 minutos do segundo tempo, após nova cobrança de escanteio, desta vez de Serginho, que acabara de entrar no lugar de Lucas Lima, Leandro Damião cabeceou firme para o gol e o goleiro Paes espalmou. No rebote, Thiago Ribeiro chutou para o gol vazio e marcou o seu segundo tento na partida.

Aos 37 minutos, em noite inspirada, Thiago Ribeiro recebeu bola em profundidade, avançou pela esquerda e tocou para o garoto Diego Cardoso. O atacante teve calma, dominou a bola e na saída do goleiro fuzilou a rede adversária, anotando o seu primeiro gol pelo profissional e o quarto da partida.

Já nos acréscimos, após falta de Neto, muito próximo a área, o time do Oeste descontou com Eric. O lateral direito e número dois de Itápolis bateu forte no canto esquerdo de Vladimir, que desta vez não pode evitar o gol dos visitantes.