São Caetano 2 x 3 Santos

Data: 01/03/2006
Competição: Campeonato Paulista – 12ª rodada
Local: Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul, SP.
Público: 3.574 pessoas
Renda: R$ 45.787,00
Árbitro: Élcio Paschoal Borborema
Auxiliares: Osny Antonio Silveira e Junivan Rodrigues de Souza
Cartões amarelos: Gustavo, Thiago, Zé Luis e Ânderson Lima (SC); Heleno e Domingos.
Gols: Rodrigo Tabata (22-1), Fabinho (31-1) e Marabá (39-1); Léo Lima (23-2) Marcelinho (35-2).

SÃO CAETANO
Sílvio Luiz; Thiago, Cléber (Paulo Miranda) e Gustavo; Ânderson Lima, Zé Luis, Marabá, Leandro Lima (Canindé) e Alex; Igor (Dimba) e Marcelinho
Técnico: Nelsinho Baptista

SANTOS
Roger; Luiz Alberto, Ronaldo Guiaro e Domingos; Fabinho, Heleno (Wendel), Cléber Santana, Rodrigo Tabata (Neto) e Kléber; Geílson e Magnum (Léo Lima)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo



Santos vence o São Caetano e assume liderança do Paulista

O Santos venceu o São Caetano por 3 a 2, nesta quarta-feira, no estádio Anacleto Campanella, no ABC, pela 12ª rodada do Campeonato Paulista-2006, e assumiu a liderança isolada da competição.

A equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo, que ganhou o quinto jogo seguido no Estadual (não perde desde 5 de fevereiro), lidera com 28 pontos, dois de vantagem para o São Paulo e o Palmeiras.

Nesta quarta, o ataque santista também desencantou –nas quatro vitórias anteriores no Paulista, o Santos tinha vencido por 1 a 0. A defesa, porém, voltou a ser vazada após seis jogos (incluindo Copa do Brasil).

No entanto a defesa do Santos jogou desfalcada do goleiro Fábio Costa, que foi expulso na última partida, e do zagueiro Manzur, que estava com a seleção paraguaia, que disputou amistoso nesta quarta.

O jogo

O atacante Geílson foi o destaque do Santos no primeiro tempo. O time de Vanderlei Luxemburgo chegou a fazer 2 a 0 após dois cruzamentos do jogador. A defesa, porém, falhou no primeiro gol do rival.

Aos 23min, Geílson cruzou da esquerda e Rodrigo Tabata, quase na pequena área, bateu para abrir o placar. Aos 32min, em novo levantamento de Geílson da esquerda, Fabinho, de cabeça, ampliou.

O São Caetano acabou diminuindo graças a uma falha da defesa rival, que não levava gol há seis jogos. Aos 36min, o zagueiro Ronaldo recuou errado para o goleiro Roger e Marabá aproveitou para marcar.

O time da casa chegou com perigo logo a 1min do segundo tempo, mas o zagueiro Ronaldo afastou. Aos 5min, o meia Marcelinho invadiu área, mas finalizou errado, por cima do gol de Roger.

Aos poucos, o Santos retomou o controle da partida e quase não foi ameaçado pelo adversário. Aos 23min, o time de Luxemburgo ampliou o placar em chute cruzado do meia Léo Lima: 3 a 1.

Aos 35min, em jogada individual, o meia Marcelinho avançou em velocidade, passou pelo marcadores santistas e, após entrar na área, bateu cruzado, diminuindo outra vez para os donos da casa.

No domingo, o Santos faz o clássico contra o Palmeiras, no estádio da Vila Belmiro. No mesmo dia, o São Caetano tentará a reabilitação no Estadual contra o Bragantino, no estádio Marcelo Stefani.