A diretoria do Santos resolveu hoje não renovar o contrato do técnico Celso Roth. A decisão foi tomada devido ao impasse nos valores financeiros entre as partes. O presidente Marcelo Teixeira queria reduzir o salário do treinador de R$ 100 mil para cerca de R$ 55 mil, mas a proposta foi recusada pelo gaúcho.

Segundo a assessoria de imprensa do clube, o nome do novo técnico será anunciado até segunda-feira. Entre os mais cotados estão Nelsinho Baptista, demitido do São Paulo, e Emerson Leão, que já esteve no cargo em 1998, quando o time conquistou a Copa Conmebol.

Sob o comando de Roth neste ano, o Santos fracassou nas duas competições que disputou. Foi eliminado pelo Inter-RS logo na segunda fase da Copa do Brasil e terminou o Torneio Rio-São Paulo em nono lugar. O desempenho no interestadual fez a equipe ficar de fora tanto do Supercampeonato Paulista quanto da Copa dos Campeões.



Santos demite Roth e deve anunciar Leão

Clube oficializa dispensa de treinador e faz proposta para ex-técnico da seleção comandar a equipe no Brasileiro

O Santos oficializou ontem a dispensa de Celso Roth, que não aceitou diminuir seu salário para permanecer no clube, e poderá confirmar hoje a contratação de Emerson Leão como novo treinador do time da Vila Belmiro.

A opção Leão ganhou força depois de Nelsinho Baptista, que treinava o São Paulo até a semana passada, ter pedido R$ 100 mil mensais -o clube admitia pagar até R$ 80 mil- e, com receio de não receber, exigido ainda o pagamento adiantado de seis meses de salários para assumir o Santos.

Em nota divulgada ontem, a diretoria do clube santista informou que o substituto de Celso Roth se enquadrará na política administrativa da equipe.
Ontem, Leão recebeu duas propostas -uma do Santos e outra do Atlético-MG, que ontem perdeu o técnico Levir Culpi. A tendência do treinador é optar pelo Santos, já que, do clube mineiro, ele ainda tem algum dinheiro a receber, referente a uma dívida pendente desde sua primeira passagem por Belo Horizonte, em 1997.

Nos dois últimos dias, um representante do Santos manteve contato com Leão e fez a ele uma oferta. A oficialização do acerto dependia ontem de uma convocação do presidente Marcelo Teixeira para que Leão viajasse para Santos a fim de se reunir com os dirigentes.

Se voltar ao Santos -ele trabalhou no clube em 1998 e 1999-, Leão deverá aceitar uma das exigências da diretoria, que é manter a atual comissão técnica. Esse também foi um dos motivos que inviabilizou a contratação de Nelsinho Baptista.

A apresentação do sucessor de Celso Roth deverá acontecer na segunda-feira pela manhã. Para o período da tarde, está previsto o retorno das férias do grupo de jogadores. Assim, o novo treinador começaria a trabalhar imediatamente.

Antecessor de Luiz Felipe Scolari na seleção brasileira, Leão está desempregado desde que deixou o Juventude-RS, no ano passado.

Depois do vice-campeonato brasileiro de 1995, quando o time era comandado por Cabralzinho, Leão foi o treinador que melhores resultados obteve no Santos. Além da conquista da Copa Conmebol em 1998, ele levou o time às semifinais do Campeonato Paulista de 1999, do Campeonato Brasileiro em 1998, da Copa do Brasil no mesmo ano e à final do Torneio Rio-São Paulo em 1999, contra o Vasco, que acabou ficando com o título da competição.