Sport Recife 2 x 1 Santos

Data: 02/12/2018, domingo, 17h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 38ª rodada (última)
Local: Estádio da Ilha do Retiro, em Recife, PE.
Público: 23.451 torcedores
Renda: R$ 225.305,00
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Cleriston Barreto Rios (SE).
Cartões amarelos: Adryelson, Andrigo e Rogério (SR); Yuri (S).
Gols: Rogerio (38-2), Hernane (46-2) e Rodrygo (48-2).

SPORT RECIFE
Maílson; Andrigo, Adryelson, Ernando e Raul Prata; Marcão, Fellipe Bastos (Marlone), Neto Moura (Rogério) Gabriel, Mateus Gonçalves e Matheus Peixoto (Hernane).
Técnico: Milton Mendes

SANTOS
Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Copete; Guilherme Nunes (Yuri), Diego Pituca (Eduardo Sasha) e Jean Mota (Lucas Lourenço); Arthur Gomes, Rodrygo e Felippe Cardoso.
Técnico: Cuca



Sport vence o Santos, mas é rebaixado para a Série B

O Sport venceu o Santos por 2 a 1 neste domingo, na Ilha do Retiro, mas mesmo assim foi rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro em 2019 por causa da vitória da Chapecoense diante do São Paulo. O Leão termina em 17º, com 42 pontos.

O Peixe entrou em campo sem aspirações e com a vaga na próxima Sul-Americana confirmada. A partida foi sofrível, teve pouquíssimas oportunidades criadas e só apresentou emoção nos minutos finais. Os gols foram de Rogerio e Hernane, aos 38 e 46, e de Rodrygo, aos 48.

O Sport volta para a segunda divisão ao lado de América-MG, Vitória e Paraná. Fortaleza, CSA, Avaí e Goiás conquistaram o acesso.

O jogo

A partida desde os primeiros minutos mostrou a falta de qualidade das equipes. O Sport, na zona do rebaixamento, só tinha a raça a oferecer. O Santos, cheio de desfalques e sem aspirações, errou quase tudo.

Mesmo desesperado, o Leão não criou uma chance sequer. O Peixe teve duas com Jean Mota, aos 22 e 43. Na primeira, ele hesitou e parou em Mailson. Na segunda, da entrada da área, chutou forte, mas longe.

Na etapa final, o cenário não mudou. Sem criatividade, o Sport se lançou ao ataque. O Alvinegro, em contrapartida, se armou para o contra-ataque e ficou menos com a bola.

Na base do abafa, os donos da casa se lançaram ao ataque e foram recompensados. Rogerio, aos 36, quase fez de fora da área. E dois minutos depois, o atacante marcou. Mateus Gonçalves fez boa jogada antes do voleio para o fundo da rede de Vanderlei, depois de desvio em Gustavo Henrique.

Rogerio tirou a camisa e o Sport comemorou muito, mas o gol não foi suficiente. Ainda deu tempo para Hernane marcar, aos 46, e Rodrygo diminuir, aos 48.

Cuca vê 1º tempo bom e cita lado positivo em derrota do Santos

Cuca gostou do primeiro tempo do Santos na derrota por 2 a 1 para o Sport nesse domingo, na Ilha do Retiro, pela 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro.

O técnico citou o nervosismo do jogo diante do desesperado Sport e agradeceu por chegar no último jogo só para cumprir tabela.

“Campeonato guardou emoções na parte de baixo para a última tabela. Sport esperou até o último momento o fechamento da rodada. Nós fizemos jogo muito no primeiro tempo, com posse de bola e movimentação, mas perdemos a chance de jogar um peso a mais. Adversário fez três trocas aos 10 minutos, veio para o abafa e conseguiu fazer o gol no fim, depois fez segundo em bola parada e ainda diminuímos. Serviu para alguns jogadores terem minutos a mais, experiência boa para Lucas Lourenço, enfim… Não foi o resultado esperado, mas agora é para o Santos se preparar e fazer um 2019 melhor. Para o Sport, fica o desejo de boa sorte e que volte ainda mais fortalecido em 2020”, disse Cuca, em entrevista coletiva.

“Chegar na última rodada como hoje… É positivo. Se tivéssemos hoje como Fluminense, Chapecoense e Sport, é difícil. Dois anos, um para lutar e outro para voltar em uma partida. Em geral, foi trabalho bom e desejo toda sorte a quem vier no meu lugar”, completou.

A prioridade do Santos para o lugar de Cuca é Abel Braga, ex-Fluminense – as negociações estão em andamento. O técnico agora pausa a carreira para cuidar da sua saúde e, provavelmente, terá de passar por cirurgia cardíaca devido a duas artérias comprometidas.