O novo técnico do Santos, Carlos Roberto Ferreira Cabral, 50 anos, o Cabralzinho, disse ontem que quer “disciplina e trabalho” para conseguir melhorar o desempenho do time no Campeonato Brasileiro.

“Estou sentindo que o grupo está um pouco cabisbaixo e quero trabalhar psicologicamente em cima disso para recuperá-los o mais rápido possível”, disse.

Cabralzinho afirmou que procurará se empenhar “ao máximo” para que dentro de um curto prazo possa se adaptar ao elenco que o Santos tem hoje.

“Quando comandei o time santista, em 91, apenas o Edinho e o meio-campo Carlinhos estavam na equipe. Mas conheço o elenco e pretendo tirar proveito do melhor de cada jogador”, afirmou.

Em relação a reforços, o técnico disse que, a princípio, não pretende pedir a contratação de novos jogadores à diretoria. “Quero avaliar criteriosamente a equipe para que depois, se houver necessidade e possibilidade, pensar em reforços”, disse Cabralzinho.

O Santos fez três jogos no Campeonato Brasileiro e obteve apenas um ponto. Depois de duas derrotas (Vasco e Fluminense) e um empate (Goiás), joga amanhã, contra o Criciúma, às 16h, na Vila Belmiro, em Santos.