River Plate-URU 0 x 0 Santos

Data: 12/02/2019, terça-feira, 19h15.
Competição: Copa Sul-Americana – 1ª fase – Jogo de ida
Local: Estádio Luis Franzini, em Montevidéu, Uruguai.
Árbitro: Germán Delfino (ARG)
Auxiliares: Gabriel Chade e Lucas Germanotta (ambos da ARG).
Cartões amarelos: Leyes (RP); Derlis González (S).
Cartão vermelho: Orinho (S).

RIVER PLATE-URU
Gastón; Herrera, Augustín Ale, Ivan Silva e Luis Oliveira; Maximiliano Calzada, Sebastián Piriz, Mauro Da Luz e Facundo Ospitaleche; Juan Oliveira (Leyes) e Juan Plada.
Técnico: Jorge Giordano

SANTOS
Vanderlei; Victor Ferraz, Aguilar, Gustavo Henrique e Orinho; Alison, Diego Pituca (Yuri), Carlos Sánchez e Jean Mota (Matheus Ribeiro); Copete (Soteldo) e Derlis González.
Técnico: Jorge Sampaoli



Expulsão compromete atuação, e Santos empata na estreia pela Sul-Americana

O Santos empatou em 0 a 0 com o River Plate-URU nesta terça-feira, em Montevidéu, pelo jogo de ida da primeira fase da Copa Sul-Americana.

O Peixe dominava o jogo sem sofrer sustos e com várias oportunidades criadas, mas teve a atuação comprometida em erro infantil de Orinho.

O lateral-esquerdo errou o recuou parou o adversário com um pontapé e foi expulso aos 21 minutos do segundo tempo. Com um a menos, o Alvinegro recompôs a defesa e administrou o empate.

O jogo:

O Santos teve mais de 70% da posse de bola no primeiro tempo, mas só criou uma chance realmente clara, com Derlis González e Copete, aos 13 minutos.

Jean Mota lançou o paraguaio, que tentou por cobertura e parou em Gastón. No rebote, Copete bateu forte e Silva tirou de cabeça, debaixo do gol.

Com muitos erros de passe e menor intensidade que o normal no Campeonato Paulista, o Peixe ficou com a bola, não sofreu e também foi para o intervalo sem criar muitas oportunidades.

Na segunda etapa, o jogo ficou mais animado. Aos quatro minutos, Derlis cruzou e a arbitragem marcou impedimento duvidoso em gol de cabeça de Copete. Aos oito, Da Luz acertou a trave de fora da área.

O Peixe começou a empilhar chances e parecia perto de abrir o placar. Aos 12, Derlis, Sánchez e Pituca tiveram boas oportunidades de marcar no mesmo lance, mas pararam no goleiro uruguaio. No minuto 17, Pituca teve duas chances na pequena área e desperdiçou.

E aos 21, veio a notícia ruim. Em lance simples, Orinho errou o recuou, parou Da Luz com um pontapé e foi expulso. Com um a menos, Sampaoli recompôs a defesa e viu o River crescer. Ao 24, Vanderlei salvou o Santos em nova finalização de Da Luz.

Depois do susto, o Peixe se fechou na defesa e administrou o empate para decidir no Pacaembu, dia 26, no jogo de volta.

Bastidores – Santos TV:

Sampaoli analisa empate do Santos com o River: “Não é conveniente”

O técnico Jorge Sampaoli não gostou do empate do Santos com o River Plate-URU por 0 a 0 na noite desta terça-feira, em Montevidéu, pela ida da primeira fase da Copa Sul-Americana.

O treinador destacou a falta de pontaria do time e a dificuldade em atuar com um a menos por quase 30 minutos, depois da expulsão de Orinho.

“O controle da partida foi favorável ao Santos, o River complicou em algumas jogadas profundas, principalmente depois da expulsão. A expulsão aos 25 minutos deu o controle da partida. Tivemos chances claras para ganhar no segundo tempo como no primeiro, mas não fomos contundentes. Não pudemos converter. Viemos para ganhar e não ganhamos, não é conveniente, queríamos ganhar. Mas reforço os jogadores e a a capacidade de se colocar em campo, sabendo o contra-ataque rápido que tem o River pelas costas. Pensar na revanche, numa partida que será diferente. A definição pode ser qualquer uma”, disse Sampaoli, em entrevista coletiva.

“Porque não tivemos as mesmas chances de sempre e capacidade de completar. Isso não me preocupa muito. Viemos ao Uruguai, contra uma equipe forte coletivamente, defensivamente, criamos bastante chances, a ideia e a forma se mantiveram aqui”, completou.

Victor Ferraz discorda de expulsão e diz que Santos mereceu vencer o River

Victor Ferraz discordou da expulsão de Orinho no segundo tempo do empate do Santos em 0 a 0 com o River Plate-URU nesta terça-feira, em Montevidéu, pela ida da primeira fase da Copa Sul-Americana.

O lateral-esquerdo errou um recuou e parou o lance com um pontapé em Da Luz. O Peixe, que vinha empilhando chances, precisou administrar o empate.

“Uma expulsão em jogo como esse faz toda a diferença. Não foi para expulsão, o jogador já tinha perdido a jogada”, disse o capitão Victor Ferraz, ao DAZN.

“Jogo duro, campo diferente, seco porque não molham. Tivemos boas chances de gol e se tivesse que ter um vencedor, tinha que ser o Santos”, completou.