Portuguesa 0 x 1 Santos

Data: 28/06/1986, sábado, 15h00.
Competição: Campeonato Paulista – 2º turno – 8ª rodada
Local: Estádio do Canindé, em São Paulo, SP.
Público: 4.032 pagantes
Renda; Cz$ 85.140,00
Árbitro: Oswaldo dos Santos Ramos
Cartão vermelho: Celso (S).
Gol: Hugo De León (31-2, de pênalti).

PORTUGUESA
Serginho; Mococa, Mauro Ramos, Eduardo e Zé Roberto; Célio, Toninho e Edu; Niltinho (Hamílton), Luís Muller e Esquerdinha.
Técnico:

SANTOS
Mano; César Sampaio, Celso, Pedro Paulo e Paulo Róbson; Dunga, Hugo De León e Carlos Alberto Borges (Ribamar); Junior, Paulo Leme e Zé Sérgio (Gilberto Sorriso).
Técnico: Julio Espinosa



Gol da vitória santista provoca briga

O Santos reabilitou-se ao vencer e agora soma 32 pontos na classificação geral (soma dos dois turnos), dividindo a liderança com a Inter de Limeira.

Dos clubes grandes o Santos, teoricamente, é o que tem a situação mais tranquila, pois foi campeão do 1º turno e já garantiu uma vaga nas semifinais do campeonato, além de ainda liderar na contagem geral após derrotar a Portuguesa.

A vitória dá sobrevida ao técnico Julio Espinosa, que estava ameaçado de demissão.

Após a cobrança de pênalti de Hugo De León, as duas torcidas iniciaram uma briga nas sociais por mais de 10 minutos. Os policiais tentaram intervir e também foram agredidos.

Fonte: Jornal Folha de SP