Botafogo-SP 4 x 0 Santos

Data: 20/03/2019, quarta-feira, 21h30.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 12ª rodada (última)
Local: Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, SP.
Público: 6.029 pagantes
Renda: R$ 87.200,00
Arbitragem: Raphael Claus
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis e Luiz Alberto Andrini Nogueira.
Cartões amarelos: Pará (B): Lucas Veríssimo e Matheus Ribeiro (S).
Cartão vermelho: Lucas Veríssimo (S).
Gols: Rafael Costa (01-1) e Plínio (18-1); Rafael Costa (05-2) e (43-2).

BOTAFOGO-SP
Darley; Bruno José (Evandro), Naylhor, Plínio e Pará; Willian Oliveira, Marlon Freitas e Nadson (Wellington Bruno); Rafael Costa, Felipe Saraiva e Erick (Ednei).
Técnico: Roberto Cavalo

SANTOS
Vanderlei; Matheus Ribeiro, Luiz Felipe (Rodrygo), Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo e Copete; Yuri, Jean Lucas (Felipe Jonatan) e Diego Pituca; Eduardo Sasha e Felippe Cardoso (Orinho).
Técnico: Jorge Sampaoli



Com reservas, Santos é goleado em Ribeirão Preto e Botafogo se salva de rebaixamento

O time reserva do Santos jogou muito mal e perdeu por 3 a 0 para o Botafogo na noite desta quarta-feira, em Ribeirão Preto, pela 12ª e última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista. Os gols foram marcados por Rafael Silva (3) e Plínio.

Com a derrota, o Peixe fechou a etapa inicial do Estadual na segunda colocação do Grupo A e terceiro no geral, ultrapassado pelo Palmeiras e atrás do líder Red Bull Brasil, seu adversário das quartas de final – o Alvinegro decidirá fora de casa.

O Botinha ultrapassou Mirassol e Bragantino e se livrou do rebaixamento. A equipe do interior foi lanterna do Grupo D, com 11 pontos.

O jogo

Seria normal o Santos, completamente reserva, não começar bem o jogo contra o Botafogo em Ribeirão Preto. Mas um início tão ruim nem o torcedor mais pessimista esperava.

Logo no primeiro minuto, Copete errou na saída da defesa, o Botafogo martelou pelo alto e abriu o placar com Rafael Costa. E o Peixe não reagiu depois da bola balançar as redes.

Os donos da casa seguiram em cima e empilharam chances contra um assustado Peixe. Aos 18, veio o segundo. Após ponte aérea em escanteio, Plínio desviou, sozinho na pequena área.

Com três zagueiros e três volantes, o Alvinegro foi frágil na defesa e inofensivo no meio-campo. A única chance chegou no minuto 43, quando Gustavo Henrique acertou o travessão.

Sampaoli desfez a linha de três zagueiros e sacou Luiz Felipe para a entrada de Rodrygo. Não funcionou e o terceiro gol veio logo aos cinco minutos.

Como num fim de pelada, a defesa do Santos ficou toda exposta em contra-ataque e Rafael Costa chutou por baixo de Vanderlei para marcar o segundo dele.

Com 0-3 no placar, o Peixe se desorganizou mais ainda e abusou da ligação direta para tentar reagir. O time até levou perigo com Eduardo Sasha e Jean Lucas, mas foi pouco. E aos 32, na expulsão de Lucas Veríssimo após o segundo cartão amarelo, qualquer chance de pontuar acabou.

E ainda deu tempo de Rafael Costa fazer seu hat-trick. Centroavante, sozinho contra a exposta defesa santista, deslocou Vanderlei e fechou o placar aos 43 minutos. Goleada e vexame alvinegro.

Após goleada, Sampaoli analisa 1ª fase “favorável” do Santos no Paulistão

Mesmo com a goleada de 4 a 0 para o Botafogo-SP e a queda para o terceiro lugar geral no Campeonato Paulista, o técnico Jorge Sampaoli analisa como “favorável” a primeira fase do Santos.

O Peixe terminou na segunda colocação do Grupo A, com 23 pontos, quatro atrás do Red Bull Brasil, seu adversário nas quartas de final. O Palmeiras foi o segundo no geral, com 25.

“Nossa primeira fase foi favorável no processo, mas sabendo que temos proposta nova, com muitos jovens e temos que implementar e melhorar. Sabendo que isso só se melhora com o trabalho, com essa condição. Chegamos aqui e agora temos bem claro o que temos e o que precisamos para enfrentar o que temos. E isso depende de outros fatores para sabermos o que se sucede”, disse Sampaoli, em entrevista coletiva.

Sobre a derrota para o Botinha, Sampaoli lamentou o desempenho dos reservas e a falta de variações no elenco para o mata-mata.

“Preocupa, além de tudo, a forma (da derrota). Mais do que a alternância de hoje, queríamos jogar a bola, com variantes para tudo que vem pela frente, e não tivemos o jogo que pensávamos. Agora é pensar na partida de daqui a três dias e nos prepararmos bem”, analisou..

“Não temos um elenco grande e ele é jovem. A falta dos selecionados para os dois jogos contra o Red Bull nos incomoda, mas é a realidade. Temos que enfrentar com o que temos e pensar rápido no jogo do fim de semana”, completou.

Cueva, Derlis González e Soteldo, convocados para Peru, Paraguai e Venezuela, respectivamente, serão desfalques diante do Red Bull. O Santos decidirá fora de casa.

A Federação Paulista definirá em congresso técnico na manhã desta quinta-feira as datas, horários e mandos. As partidas de ida serão no sábado e domingo. E as de volta na terça e quarta.

Sampaoli confirma devolução de salário e pede diretoria “à altura do Santos”

O técnico Jorge Sampaoli confirmou a devolução do seu salário ao Santos. Como a comissão recebeu e o elenco não, o argentino optou por não ficar com o dinheiro. A informação foi antecipada pela Gazeta Esportiva na última segunda-feira.

O treinador disse que a diretoria precisa estar à altura da história do clube para resolver o problema financeiro. Os salários de fevereiro não foram pagos e há atraso de dois meses no direito de imagem.

“A condição financeira do clube não tenho motivo para saber. Cheguei com o conhecimento do elenco, da necessidade que tinha, da necessidade da equipe. É uma realidade que o clube tinha que resolver. Santos é um clube de grande história, e o clube tem que estar à altura, os dirigentes também”, disse Sampaoli, em entrevista coletiva depois da goleada sofrida para o Botafogo-SP, nesta quarta-feira.

“Sobre os salários, a comissão recebeu e qualquer um teria feito o mesmo (de devolver). Tem que pagar o salário na mesma data para todos”, completou.

O Santos terminou a primeira fase como segundo colocado do Grupo A e terceiro no geral, atrás de Palmeiras e Red Bull Brasil. O RB será o adversário nas quartas de final. A Federação Paulista definirá em congresso técnico na manhã desta quinta-feira as datas, horários e mandos As partidas de ida serão no sábado e domingo. E as de volta na terça e quarta.

Sasha vê derrota justa do Santos e fala em “erguer a cabeça” antes do mata-mata

Eduardo Sasha, um dos reservas na goleada de 4 a 0 sofrida pelo Santos diante do Botafogo, em Ribeirão Preto, vê derrota merecida e pede para o time erguer a cabeça antes do mata-mata.

O Peixe enfrentará o Red Bull, melhor campanha da primeira fase do Campeonato Paulista, nas quartas de final. O Alvinegro decidirá fora de casa.

“Independentemente do time que entra, cada um tem que mostrar seu valor. Entrosamento atrapalha, mas temos que compensar na vontade. Agora é ver o que erramos, merecemos a derrota. É erguer a cabeça”, disse Sasha, ao Premiere.

“Temos jogo importante no fim de semana e temos tudo para retomar e fazer um bom jogo”, completou.