Data: 12/03/2006
Competição: Campeonato Paulista – 14ª rodada
Local: estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, SP.
Público: 10.656 pagantes
Árbitro: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral
Auxiliares: Marinaldo Silvério e Danilo Ricardo Simon Manis
Cartões amarelos: Rodrigo Tabata (S), Cléber Santana (S), Ronaldo Guiaro (S), Élvis (G), Nelsinho (G), Emerson (G), César (G)
Gols: Edmílson, aos 32min, e Goeber, aos 35min do primeiro tempo; Reinaldo, aos 27min do segundo tempo.

GUARANI
Fernando; Nelsinho, Emerson, Rogério e Adílio (César); Goeber, Rodrigo Sá (Fabinho), Juca e Élvis; Edmílson e Adeílson (Gustavo)
Técnico: Toninho Cerezo

SANTOS
Fábio Costa; Manzur, Luiz Alberto e Ronaldo Guiaro (Léo Lima); Fabinho, Maldonado, Cléber Santana, Rodrigo Tabata (Magnum) e Kléber; Reinaldo e Geílson (Galvão)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo



Santos perde para o Guarani e embola classificação do Paulista

O Santos, líder do Campeonato Paulista, viu sua diferença para os vice-líderes cair de cinco para apenas dois pontos ao perder para o Guarani, neste domingo por 2 a 1.

Estreando o técnico Toninho Cerezo e jogando em casa, o Guarani foi superior em todo o primeiro tempo. A única chance clara do Santos nessa etapa aconteceu aos 23min, quando Geílson driblou o goleiro Fernando, mas acabou acertando a trave.

Aos 31min, o Guarani abriu o placar. Ronaldo fez pênalti em Edmílson. O próprio Edmílson bateu e acabou com as chances de Fábio Costa chegar ao oitavo jogo consecutivo sem sofrer gol e virar o recordista absoluto nesse quesito em toda a história do Santos.

Três minutos depois, o Guarani aumentou com o volante Goeber, que aproveitou um cruzamento vindo da direita e, de cabeça, marcou.

No intervalo, Luxemburgo fez duas substituições e mexeu em seu sistema tático. Saíram o zagueiro Ronaldo e o meia Rodrigo Tabata e entraram os meias Léo Lima e Magnum. Com essas mudanças, o time da Baixada cresceu e, aos 4min, Geílson acertou outra bola na trave.

Aos 27min, em cruzamento para a área em cobrança de falta, Luís Alberto cabeceou e Reinaldo diminui para o alvinegro.

Depos disso e até o fim da partida, o Santos pressionou muito, mas o gol do empate não saiu. Assim, os santistas conheceram a sua terceira derrota na competição, a primeira desde 5 de fevereiro, quando foi derrotado pela Portuguesa Santista, no jogo em que Fábio Costa havia levado seu último gol.

Com esse resultado, o Santos permanece com 31 pontos, dois a frente de São Paulo e Palmeiras. O Guarani chegou aos 16 pontos, mas continua na zona de rebaixamento.