Atlético-GO 1 x 0 Santos

Data: 04/04/2019, quinta-feira, 19h15.
Competição: Copa do Brasil – 3ª fase – Jogo de ida
Local: Estádio Antonio Accioly, em Goiânia, GO.
Público: 10.525
Renda: R$ 212.185,00
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior
Auxiliares: Luciano Roggenbaum e Rafael Trombeta.
Cartões amarelos: Moraes, Lucas Rocha e Gilvan (A); Gustavo Henrique, Cueva e Soteldo (S).
Cartão vermelho: Gustavo Henrique (S, 06-2).
Gol: Jorginho (36-2).

ATLÉTICO-GO
Maurício Kozlinski; Jonathan, Lucas Rocha, Gilvan e Moraes (Reginaldo); Pedro Bambu, Washington (André Luis) e Jorginho; Matheus, Pedro Raul e Mike (Gilsinho).
Técnico: Wagner Lopes

SANTOS
Everson; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Jorge; Yuri (Alison), Jean Lucas e Cueva (Derlis González); Rodrygo (Luiz Felipe), Soteldo e Eduardo Sasha.
Técnico: Jorge Sampaoli



Com um a menos, Santos perde para o Atlético-GO e precisa de virada na Vila

Com um a menos, o Santos perdeu por 1 a 0 para o Atlético-GO na noite desta quinta-feira, em Goiânia, pela ida da terceira fase da Copa do Brasil. O gol foi marcado por Jorginho, aos 36 minutos do segundo tempo.

Gustavo Henrique recebeu o segundo cartão amarelo aos seis minutos da etapa final. Mesmo assim, o Peixe teve algumas chances e equilibrou a maior parte do jogo, mas levou o gol no fim.

A partida de volta ocorrerá na próxima quinta-feira, na reinauguração da Vila Belmiro. Como não há gol qualificado, qualquer decisão levaria a decisão para os pênaltis. Antes o Alvinegro enfrentará o Corinthians, segunda, no Pacaembu, pela volta da semifinal do Campeonato Paulista. Na ida, o rival venceu por 2 a 1.

O jogo

O primeiro tempo de 0 a 0 entre Atlético-GO e Santos teve emoção no início e no fim, com poucas chances na maior parte do tempo.

Logo aos quatro minutos, Pedro Raul recebeu sozinho na entrada área, tentou encobrir e deu no peito do goleiro Everson. Aos 15, Victor Ferraz rolou para Cueva isolar.

No minuto 25, Rodrygo fez boa jogada pela direita e cruzou para Sasha não alcançar na pequena área. Na sequência, o camisa 11 foi bem de novo pela ponta, achou Soteldo e o venezuelano rolou para Cueva bater fraco, de esquerda, para boa defesa de Mauricio Kozlinski.

No fim, o zero quase saiu do placar. Pedro Raul, de novo, cabeceou para boa defesa de Everson. No contra-ataque, Jorge fez boa jogada individual e chutou cruzado, Moraes afastou a bola que ia na direção do gol.

O Atlético-GO voltou a ter a primeira chance, aos cinco minutos. Pedro Raul deu bom passe para Matheuzinho chutar no pé da trave. E segundos depois, Gustavo Henrique foi expulso.

O zagueiro, amarelado por reclamação no primeiro tempo, agarrou Pedro Raul no contra-ataque e foi expulso justamente. Sampaoli imediatamente tirou Rodrygo e recompôs a defesa com Luiz Felipe.

E mesmo com um a menos, o Peixe ficou perto do gol aos 14. Alison chutou cruzado e Sasha, livre na pequena área, chutou mal de canhota antes de Lucas Rocha afastar o perigo.

Aos 27, o Atlético-GO ficou muito perto do primeiro gol. Jonathan chutou de fora da área, a bola desviou em Lucas Veríssimo e raspou a trave. Everson estava vendido no lance.

E no minuto 36, o Santos sucumbiu à pressão. Jonathan cruzou, Jorge ficou exposto contra dois adversários e Jorginho cabeceou para o fundo das redes.

Quando o placar marcava 43, o Atlético quase ampliou. Reginaldo recebeu cara a cara com Everson, se atrapalhou e o goleiro santista defendeu.

Sampaoli explica ‘mistão’ e diz que derrota ajudará a escalar Santos para clássico

O técnico do Santos, Jorge Sampaoli, explicou a decisão de time misto na derrota por 1 a 0 para o Atlético-GO na noite desta quinta-feira, em Goiânia, pela ida da terceira fase da Copa do Brasil.

O argentino diz que essa escalação o ajudará a decidir a equipe para enfrentar o Corinthians, segunda-feira, no Pacaembu, pela volta da semifinal do Campeonato Paulista. Na ida, o Peixe perdeu por 2 a 1 em Itaquera.

“Pensamos em tudo (não só no jogo de segunda). Nós temos uma viagem agora, temos que treinar amanhã, voltar, só dois dias para treinar para enfrentar o Corinthians. São jogadores que estão jogando muito. A equipe teve muita autoridade, contra uma boa equipe. Viemos buscar o resultado, como sempre, mas voltamos sem gol”, disse Sampaoli.

“Todo jogo é importante para todos os que vêm. Cada rival é diferente. Deste jogo teremos conclusões para termos a melhor equipe para segunda (contra o Corinthians) e na quinta (volta da Copa do Brasil)”, completou.

O treinador também comentou sobre a expulsão de Gustavo Henrique, aos seis minutos do segundo tempo. O gol de Jorginho ocorreu aos 37.

“Influenciou em muitos aspectos. Tive que sacar um atacante como Rodrygo para colocar um (zagueiro) central. Isso muda a partida. Foi outra partida. O rival se entusiasmou com a vantagem numérica e ganhou a partida”, concluiu.

Gustavo Henrique reclama de “árbitro rígido” após expulsão pelo Santos

Gustavo Henrique reclamou da rigidez do árbitro Paulo Roberto Alves Júnior na expulsão durante a derrota do Santos por 1 a 0 para o Atlético-GO, em Goiânia, pela ida da terceira fase da Copa do Brasil.

O zagueiro recebeu o cartão amarelo no primeiro tempo, por reclamação. E aos seis da etapa final, agarrou Pedro Raul em contra-ataque e foi expulso.

“O árbitro foi rígido. Todo mundo conversa com a arbitragem… Difícil falar. Ele me deu amarelo porque saí do meu setor para falar com ele. Fui conversar educadamente com ele, mas recebi o amarelo”, disse Gustavo, à Globo.

O Peixe precisará de uma vitória simples para levar aos pênaltis ou dois gols de vantagem para avançar na próxima quinta, na Vila Belmiro.

Everson diz que expulsão não justifica derrota do Santos para o Atlético-GO

Everson não vê a expulsão de Gustavo Henrique como justificativa para a derrota do Santos por 1 a 0 para o Atlético-GO na noite desta quinta-feira, em Goiânia, pela ida da terceira fase da Copa do Brasil.

O zagueiro recebeu o segundo cartão amarelo aos seis minutos do segundo tempo. O gol da vitória atleticana, de Jorginho, ocorreu aos 37 da etapa final.

“(A expulsão) Não justifica o placar, mas atrapalha. Poderíamos mesmo com um a menos termos feito um melhor jogo. Infelizmente sofremos o gol e agora temos que reverter esses dois jogos (Corinthians e Atlético-GO)”, disse Everson, ao SporTV.