Atlético-MG 0 x 0 Santos

Data: 15/05/2019, quarta-feira, 19h15.
Competição: Copa do Brasil – Oitavas-de-final – Jogo de ida
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte, MG.
Público: 11.176 pagantes
Renda: R$ 178.476,00
Árbitro: Rodrigo D’alonso Pereira (SC)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Kleber Lucio Gil (SC).
VAR: Heber Roberto Lopes (SC)
Cartões amarelos: José Welison e Elias (A).

ATLÉTICO-MG
Victor; Guga, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos (Patric); José Welison, Elias e Luan (Nathan); Geuvânio (Cazares), Chará e Ricardo Oliveira.
Técnico: Rodrigo Santana

SANTOS
Everson; Lucas Veríssimo, Aguilar e Gustavo Henrique; Victor Ferraz, Jean Lucas, Diego Pituca e Jorge; Rodrygo (Cueva), Derlis González (Soteldo) e Jean Mota (Eduardo Sasha).
Técnico: Jorge Desio



Atlético-MG e Santos empatam e decidirão em SP a vaga nas quartas

Atlético-MG e Santos empataram em a 0 a 0 na noite desta quarta-feira, no Estádio Independência, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

O Peixe foi melhor no primeiro tempo, o Galo no segundo. As equipes, porém, se anularam e criaram poucas chances de gol ao longo dos 90 minutos.

A decisão ocorrerá no dia 6 de junho, provavelmente na Vila Belmiro. Novo empate levaria a eliminatória para os pênaltis. Vitória simples garante classificação para as quartas.

O jogo

A pressão habitual do Atlético-MG no Horto não ocorreu. Quem dominou as ações desde o pontapé inicial foi o Santos, colocando os donos da casa no campo de defesa.

O Peixe, porém, pecou no último passe e sentiu demais a falta de um centroavante. A bola correu a área várias vezes sem ninguém finalizar. O Galo não teve chances claras.

No minuto 26, Victor Ferraz invadiu a área e chutou por cima. Aos 39, Jean Mota pedalou e bateu bonito, para Victor espalmar. No escanteio, Gustavo Henrique desviou e Guga interceptou antes de Derlis, sozinho, conseguir empurrar.

O ritmo caiu no segundo tempo. O Atlético-MG equilibrou as ações e melhorou com a entrada de Cazares na vaga de Geuvânio aos 15 minutos.

Aos 20, Cazares finalizou bem de fora da área, para Everson espalmar. No minuto 30, Elias chutou e a bola bateu no braço de Lucas Veríssimo. O VAR foi acionado, mas, como o zagueiro estava de costas, o pênalti não foi marcado.

Na metade final, quase nada ocorreu. Muita correria, pouca criatividade e um 0 a 0 justo de dois tempos distintos em Belo Horizonte.

Bastidores – Santos TV:

Auxiliar de Sampaoli valoriza empate do Santos: “Me parece justo”

Com Jorge Sampaoli expulso depois da expulsão diante do Vasco, em São Januário, o Santos foi comandado pelo auxiliar Jorge Desio no empate em 0 a 0 com o Atlético-MG na noite desta quarta-feira, no Estádio Independência, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Desio avaliou a atuação do Peixe e admitiu a queda de produção na segunda etapa em Belo Horizonte.

“Resultado não é ruim, tendo em conta a qualidade do mandante, os jogadores da equipe contrária. Não é um resultado para lamentar. Tentamos a vitória, como sempre, mas por ser visitante, não é algo ruim e me parece justo o resultado”, disse Jorge Desio.

“No primeiro tempo, pudemos manifestar o que a gente veio buscar. Tivemos controle, faltou um pouco mais de chegada com gente na área para concluir. No segundo, não conseguimos. Tiveram mais posse, tocaram mais. E fomos bem na defesa”, completou.

Convocado, Rodrygo diz que não deve desfalcar o Santos em decisão

Rodrygo não deve desfalcar o Santos contra o Atlético-MG, dia 6, no Pacaembu, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil.

A pedido do Peixe, o atacante deve ser desconvocado da seleção olímpica para o Torneio de Toulon, na França. Como antecipado pela Gazeta Esportiva, o camisa 11 prefere atuar pelo Alvinegro para não adiantar a despedida antes do Real Madrid.

“Espero jogar. Acho que vou jogar, sim”, disse Rodrygo, sem jeito, ao Premiere, depois do empate em 0 a 0 com o Galo na noite desta quarta-feira, no Estádio Independência.

O camisa 11 também falou sobre a atuação do Alvinegro e relatou uma pancada sofrida ainda no primeiro tempo.

“No segundo tempo, Atlético-MG veio mais ligado, encaixou o estilo deles. Dominamos no primeiro e no segundo não. Não sofremos gol, conseguimos empate e creio que é um bom resultado”, afirmou.

“Tomei uma pancada ainda no primeiro tempo, inchou um pouco, mas não é nada grave. É tratar e recuperar”, concluiu.

Santos conversa com presidente da CBF para tentar atuar com selecionados

O Santos conversa diretamente com Rogério Caboclo, presidente da Confederação Brasileira de Futebol, para tentar antecipar a decisão contra o Atlético-MG, pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

O duelo está marcado para 6 de junho, no Pacaembu. Além de pedir o mando de volta para a Vila Belmiro, o Peixe quer atuar neste mês, até o dia 30.

O objetivo do Alvinegro é ter os selecionados à disposição: Aguilar, Cueva, Derlis González e Soteldo foram pré-convocados na Colômbia, Peru, Paraguai e Venezuela para a Copa América. Sánchez também pode ser chamado pelo Uruguai.

O Santos alega que é o clube brasileiro mais prejudicado. E ceder os atletas engrandece a competição continental a ser realizada no país, a partir do dia 14 de junho.

O Peixe trabalha nos bastidores para conseguir a mudança, mas sabe da dificuldade. O técnico Jorge Sampaoli pensa em alternativas para a provável falta dos estrangeiros.