Ceará 0 x 1 Santos

Data: 02/06/2019, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 7ª rodada
Local: Arena Castelão, em Fortaleza, CE.
Público: 50.809 presentes
Renda: R$ 769.376,00
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG).
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira e Ricardo Junio de Souza (ambos de MG).
VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Cartões amarelos: Luiz Otávio e Fernando Sobral (C); Carlos Sánchez (S).
Gol: Eduardo Sasha (06-2).

CEARÁ
Diogo Silva; Samuel Xavier, Valdo, Luiz Otávio e Jean Lucas; Fabinho, Pedro Ken (Felipe Baixola), Fernando Sobral e Thiago Galhardo; Leandro Carvalho (Mateus Gonçalves) e Bergson (Ricardo Bueno).
Técnico: Enderson Moreira

SANTOS
Everson; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Felipe Aguilar e Jorge; Carlos Sánchez, Jean Lucas, Jean Mota e Copete (Felipe Jonatan); Eduardo Sasha (Marinho) e Uribe (Alison).
Técnico: Jorge Sampaoli



Sasha ofusca Uribe e faz gol da vitória do Santos contra o Ceará

O Santos venceu o Ceará por 1 a 0 neste domingo, no Estádio Castelão, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro, e assumiu a liderança provisória.

Na estreia de Fernando Uribe, o tão sonhado centroavante por Jorge Sampaoli, foi Eduardo Sasha o destaque. O camisa 27 fez o gol da vitória, de cabeça, como um autêntico 9, aos seis minutos do segundo tempo. A alteração no intervalo, de Felipe Jonatan por Copete, foi decisiva para o resultado.

O Peixe foi a 14 pontos e aguarda pelo fechamento da rodada. Palmeiras enfrenta a Chapecoense e Internacional recebe o Avaí. Ambos podem ultrapassar o Alvinegro. O Ceará caiu para 11º, com nove pontos.

O Santos voltará a campo para enfrentar o Atlético-MG, quinta-feira, no Pacaembu, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Na ida, as equipes empataram por 0 a 0.

O jogo

O primeiro tempo teve 66% de posse de bola para o Santos, mas o Ceará muito mais perigoso, dando trabalho em pelo menos três ocasiões para o goleiro Everson.

O Peixe teve a bola, mas a maioria dos toques foram de lado, sem profundidade. Uribe quase não foi acionado em seu primeiro tempo pelo Alvinegro.

A única chance real santista foi de Sánchez, aos 44. Jean Mota encontrou o uruguaio livre na área, mas, de costas, ele não conseguiu girar e foi interceptado pelo goleiro Diogo.

A etapa final teve um Santos mais incisivo, transformando a posse de bola em perigo ao gol de Diogo. A primeira chance, porém, foi do Ceará. Aos três, Thiago Carvalho cruzou e a bola sobrou para Bergson, com Everson caído. O atacante, porém, chutou torto.

E quando o placar marcava seis minutos jogados, saiu o primeiro gol. E um lindo gol. Jean Mota lançou Felipe Jonatan, o lateral-esquerdo tocou para trás, Sánchez cruzou bem e Eduardo Sasha fez de cabeça.

Aos 11, quase veio o segundo de Sasha. Sánchez lançou Felipe Jonatan, que tocou para trás. Depois do bate-rebate, Sasha bateu cruzado, rente à trave. A arbitragem assinalava falta de Uribe.

No minuto 16, a resposta do Ceará. Victor Ferraz não interceptou lançamento, Everson saiu de cabeça e a bola sobrou para Thiago Galhardo. O meia-atacante bateu bonito, de cobertura, e a bola bateu no travessão.

Aos 28, Sobral cruzou e a bola bateu entre o peito e o ombro de Aguilar. A arbitragem não marcou pênalti, mas acionou o VAR e deixou o jogo seguir.

O Ceará se lançou ao ataque nos minutos finais e deu mais espaço ao Santos. Aos 37, quase que o estreante Marinho marcou logo após entrar na vaga de Sasha. Depois do rebote, o atacante bateu forte, alto, para Diogo Silva espalmar.

Nos últimos instantes, o Santos se resguardou e só deixou Marinho à frente. O ferrolho funcionou e garantiu os três pontos em Fortaleza.

Bastidores – Santos TV: