Santos 1 x 3 Internacional

Data: 26/09/1976, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 1ª fase – Grupo A – 7ª rodada (penúltima)
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo, SP.
Público: 83.895 presentes (79.892 pagantes e 4.003 menores)
Renda: Cr$ 1.846.680.00
Árbitro: Airton Vieira de Morais
Gols: Tata (20-1); Escurinho (22-2), Dario (26-2) e Escurinho (28-2).

SANTOS
Wilson Quiqueto; Fernando, Neto, Bianchi e Almeida; Carlos Roberto e Zé Mário (Capitão); Tata, Toinzinho, Aílton Lira e Edu.
Técnico: Zé Duarte

INTERNACIONAL
Manga; Cláudio, Figueroa, Marinho e Chico Fraga (Zé Maria); Caçapava e Batista; Valdomiro, Jair (Escurinho), Dario Maravilha e Lula.
Técnico: Rubens Minelli



Santos caiu na reação do Internacional

Escurinho entrou para decidir mais um jogo para o campeão brasileiro, numa virada de seis minutos: 3 a 1. Faltou malícia ao time de Zé Duarte

Contra o Inter veio o teste mais difícil para o novo Santos. Preocupado em enfrentar o atual campeão brasileiro e octa gaúcho, o técnico Zé Duarte mudou sistema tático e despersonalizou o time.

Mesmo refugiando-se e temendo o adversário, o Santos conseguiu marcar o primeiro gol da partida. Depois disso, por ter-se encolhido, foi castigado com uma virada desmoralizante: 2 a 1. O grande público que prestigiou este jogo, deixando nas bilheterias a renda recorde do campeonato, saiu frustrado e desanimado de ver mais uma falha: a covardia.

A desolação da primeira derrota

Fonte: Jornal Folha de SP