Ferroviária 0 x 1 Santos

Data: 05/04/1995, quarta-feira, 20h30.
Competição: Campeonato Paulista
Local: Estádio da Fonte Luminosa, em Araraquara, SP.
Público: 5.784 pagantes
Renda: R$ 47.240,00
Árbitro: Carlos Elias Pimentel
Pedido de tempo: Ferroviária não usou no 1º tempo. Santos usou no 2º tempo.
Cartões amarelos: João Batista e Láercio (F); Narciso, Giovanni, Carlinhos e Maurício Copertino (S).
Gol: Giovanni (17-2).

FERROVIÁRIA
Paulo Sérgio; Marquinhos Capixaba, Ronaldo Marconato, Laércio e Bezerra; João Batista, Gilmar (César), Fabrício e Carlinhos; Catatau e Silvinho.
Técnico: Mazinho

SANTOS
Edinho; Silva, Maurício Copertino, Narciso e Marcos Paulo; Gallo, Carlinhos, Marcelo Passos (Ranielli) e Giovanni; Macedo (Camanducaia) e Jamelli.
Técnico: Joãozinho Rosa



Gol de calcanhar dá a vitória para o Santos

O Santos derrotou ontem a Ferroviária por 1 a 0 com gol de calcanhar marcado por Giovanni.

O time do interior perdeu a chance de conseguir a vitória no primeiro tempo, quando o goleiro Edinho evitou pelo menos cinco gols da Ferroviária.

Observação: O zagueiro Ronaldo Marconato e o lateral direito Marquinhos Capixaba seriam contratados posteriormente, disputando o Brasileiro de 95 pelo Santos.



Marcelo Passos é dúvida do Santos no jogo à noite contra a Ferroviária

O Santos deverá ter o seu time completo hoje, para enfrentar a Ferroviária, em Araraquara. A única dúvida é o meia Marcelo Passos, que sentiu ontem uma contusão na perna direita. Ele fará um teste antes do jogo.

Caso seja vetado, o técnico Joãozinho tem como opções para a posição os jogadores Ranielli e Cerezo. O técnico afirmou ontem que só definiria o time “momentos antes” do jogo.

A dúvida de Joãozinho é se mantém a característica ofensiva da equipe ou reforça o setor de marcação do meio-campo, com a entrada de Cerezo.

Taticamente, a entrada de Ranielli no lugar de Marcelo Passos manteria o mesmo estilo de jogo adotado pelo técnico desde o início do campeonato. Mas Joãozinho pode optar pela escalação do volante Cerezo. Com isso, o meio-campo santista atuaria com três jogadores de marcação no setor: Cerezo, Gallo e Carlinhos.

“Tudo vai depender da recuperação do Marcelo Passos. A única coisa que posso adiantar hoje (ontem) é que pretendo alterar o mínimo possível as características de jogo da equipe”, afirmou Joãozinho.

O treinador disse que a entrada de Cerezo poderia dar maior poder defensivo ao time. “Mas, como teremos a defesa titular, esse problema diminui”, afirmou o treinador.

“O Santos não vai jogar pensando no empate. Mas a Ferroviária tem um ótimo time. Precisamos de muita atenção”, disse.

Os jogadores Maurício Copertino e Silva, que estavam machucados, foram liberados ontem pelo departamento médico.

O zagueiro Narciso, que cumpriu suspensão automática, tem escalação garantida. Com isso, o time volta a ter a sua defesa titular.

Nos últimos cinco jogos, com a defesa praticamente reserva, o Santos perdeu duas partidas, empatou uma e ganhou outras duas, sofreu nove gols e marcou 11.