América-SP 1 x 1 Santos

Data: 07/05/1995, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Paulista
Local: Estádio Mário Alves Mendonça, em São José do Rio Preto, SP.
Público: 6.289 pagantes
Renda: R$ 60.171,00
Árbitro: Roberto Perazzi
Cartão vermelho: Rodson (A, 42-2).
Gols: Giovanni (19-1); Edson Pezinho (28-2, de pênalti).

AMÉRICA-SP
Neneca; Renato Cruz, Renato Carioca, Márcio Baby (Marcelão) e Robinson (Rodison Maranhão); Serginho Carioca, Ednan, Roberto Alves e Édson Pezinho; Coutinho (Ricardo Oliveira) e Sandro.
Técnico: Júlio César Leal

SANTOS
Edinho; Silva, Marcelo Moura, Narciso e Marcos Paulo; Gallo, Carlinhos, Giovanni e Marcelo Passos; Macedo (Camanducaia) e Jamelli.
Técnico: Joãozinho Rosa



Santos cede empate para América no segundo tempo

Santos e América empataram em 1 a 1, ontem, em São José do Rio Preto (451 km a noroeste de São Paulo).

Giovanni abriu o placar aos 19min do primeiro tempo. O gol do América foi de pênalti, aos 28min da etapa final.

Macedo tomou o terceiro cartão amarelo e não participa do próximo jogo do Santos, contra o Juventus, na quinta-feira.

O América pressionou no início do primeiro tempo, com boa atuação do meia Edson Pezinho.

Aos 19min, porém, foi o Santos que abriu o placar. Macedo cruzou para o complemento de Giovanni, em jogada que começou em uma falha do americano Robinson.

O América voltou a pressionar, mas só teve chance de marcar em erro na saída de bola do goleiro Edinho, aos 39min.

No segundo tempo, Macedo teve ótima atuação, criando várias oportunidades de gol.

Quando o Santos tentava o segundo gol, Jamelli pôs a mão na bola na área e o juiz Roberto Perazzi marcou pênalti. Após as reclamações dos santistas, Edson Pezinho cobrou o pênalti, empatando o jogo aos 28min.

Na etapa inicial o América havia reclamado de um pênalti que o juiz não teria marcado a seu favor.

O Santos, depois do gol do time da casa, partiu com tudo para o ataque, na tentativa de fazer o segundo da equipe. A equipe pressionou até o final, mas esbarrou na boa atuação do goleiro Neneca.

Aos 37min, ele evitou a vitória do Santos, defendendo forte chute de Camanducaia.

Aos 42min, Rodson, do América, foi expulso por falta no mesmo Camanducaia.

Técnico santista culpa o juiz

O técnico do Santos, Joãozinho, culpou o juiz Roberto Perazzi pelo empate de ontem, com o América.

Segundo o técnico, não houve o pênalti marcado no segundo tempo, que deu o gol a Edson Pezinho, aos 28min. “O estádio inteiro viu que não foi pênalti.”

O técnico disse que naquele momento da partida o Santos estava prestes a marcar o segundo gol. Ele não quis dizer se vai pedir à diretoria do Santos alguma providência contra o árbitro.

O técnico também negou que tenha orientado o time a forçar o terceiro cartão amarelo para que os jogadores com dois cartões fossem suspensos contra o Juventus e pudessem enfrentar o Palmeiras, no clássico de domingo.

“Sempre digo aos jogadores para nunca tomarem cartões. É melhor ter o mesmo time, porque assim jogamos mais entrosados.”

Ele afirmou que no lugar de Macedo, que tomou o terceiro cartão amarelo, Camanducaia deve entrar jogando contra o Juventus.

“Camanducaia entrou muito bem, criou diversas oportunidades de gol e só não fez mais por causa da boa atuação do goleiro Neneca”, disse o técnico.



Santos tenta evitar disparada do São Paulo ( Em 07/05/1995 )

Equipe enfrenta América às 16h, em Rio Preto, e torce por vitória do Corinthians no clássico do Pacaembu

Os jogadores do Santos consideram a partida de hoje contra o América, em Rio Preto, decisiva para as pretensões da equipe na fase de classificação do Campeonato Paulista.

O técnico Joãozinho conversou com o time e exigiu a vitória. “Estamos quase classificados para o octogonal”, disse. “Nossa preocupação agora é brigar pelo ponto extra com o São Paulo.”

O clube que ficar em primeiro lugar na fase de classificação conquista um ponto de bonificação para a próxima etapa. O São Paulo lidera o Paulista com 40 pontos. Santos e Portuguesa, que jogaria ontem contra Bragantino, têm 35.

“Como ainda temos o confronto direto contra o São Paulo, podemos ficar em primeiro”, declarou Joãozinho.

“Conversei com o time sobre a importância de um resultado positivo hoje. Se o Corinthians vencer o São Paulo, ficaremos mais perto da liderança.”

Marcelo Fernandes cumpre suspensão na partida desta tarde. Marcelo Moura vai formar a dupla de zaga com Narciso. O lateral Marcos Paulo volta ao time depois de ficar de fora do clássico com o Corinthians (terceiro cartão amarelo).

O meia-atacante Jamelli é um dos principais destaques do Santos. “Exerço função tática diferente da que desempenhava no São Paulo. Aqui eu preparo o lance para as investidas do Giovanni e Marcelo Passos”, disse. “O forte do Santos é o conjunto.”

No primeiro turno, o Santos ganhou do América por 3 a 0, no estádio da Portuguesa Santista. O da Vila Belmiro estava em reformas.

América vai jogar com 3 desfalques

O América não poderá contar hoje com três titulares. O atacante Wallace fraturou a tíbia (osso da parte interna da canela). O lateral Davi tem dores na virilha. O meia defensivo Negão sente a coxa direita.

Segundo o técnico Júlio César Leal, a contusão de Wallace, durante o treino coletivo de sexta-feira, traumatizou o elenco. “Tenho conversado com os jogadores para tentar acalmá-los.”

Coutinho substituirá Wallace. Edinan deve entrar em lugar de Negão. Márcio Baby no de Davi.

O técnico espera que o Santos atue fechado atrás, tentando explorar os contra-ataques. “Discordo dos que dizem que o Santos joga no ataque.”

O América está em nono lugar no Paulista, com 23 pontos.



Fonte: Estadão