Internacional 0 x 0 Santos

Data: 13/10/2019, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 25ª rodada
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, RS.
Público total: 13.572 pessoas
Renda: R$ 522.030,00
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Luiz Claudio Regazone (ambos do RJ).
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Cartões amarelos: Victor Cuesta e D’Alessandro (I); Marinho e Uribe (S).

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Heitor, Roberto, Victor Cuesta e Zeca; Rodrigo Lindoso (Bruno Silva), Edenilson e Patrick (Neilton); Nico López (W. Silva), D’Alessandro e Guilherme Parede.
Técnico: Ricardo Colbachini

SANTOS
Everson; Victor Ferraz (Jean Mota), Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Luan Peres; Diego Pituca, Evandro e Jorge; Marinho (Uribe), Tailson (Alison) e Eduardo Sasha.
Técnico: Jorge Sampaoli



Com três gols anulados, Inter e Santos ficam no zero no Beira-Rio

A rede balançou três vezes na tarde deste domingo, no Beira-Rio, mas em todas as oportunidades o impedimento foi marcado. Desta forma, Internacional e Santos não saíram do 0 a 0, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, e perderam a chance de perseguirem seus objetivos na competição.

O Peixe permanece na terceira colocação, com 48 pontos, atrás do Palmeiras, que venceu o Botafogo na noite de sábado e retomou a segunda posição. Já o Colorado, no primeiro jogo sem Odair Hellmann, é o sexto, com 39 pontos, e pode ser ultrapassado pelo rival Grêmio nesta rodada.

O jogo

O árbitro de vídeo começou trabalhando cedo, aos dois minutos de partida. Eduardo Sasha cruzou para o gol e Tailson completou, mas o atacante de 20 anos estava levemente adiantado e o impedimento foi marcado corretamente, apenas com o VAR confirmando a marcação. Passado o susto inicial, o Colorado conseguiu colocar a bola no chão, criando oportunidades com Guilherme Parede e Nico, mas sem perigo para o gol de Everson.

Mesmo com as investidas dos donos da casa, o Peixe mantinha-se melhor. Aos 16 minutos, Tailson apareceu novamente pela esquerda, finalizou e Lomba se esticou para realizar a defesa. No rebote, Marinho mandou para fora. O Inter respondeu à altura com lance pela direita com Nico Lopez, que driblou Luan Peres e passou para Heitor, que chutou à direita do gol.

Já partindo para o fim, o Santos teve as melhores oportunidades, primeiro com Jorge e depois com Sasha, mas o Colorado pressionou buscando o gol ainda no primeiro tempo, sem ser efetivo.

Repetindo o enredo da etapa inicial, o placar foi aberto aos três minutos, mas dessa vez pelo outro lado, quando Patrick chutou para o gol de Everson, que falhou e deixou a bola entrar. No entanto, o impedimento no início da jogada foi marcado e, portanto, tento anulado. Aos oito, chegou a resposta do Santos em bola levantada de falta por Tailson para Lucas Veríssimo, que cabeceou para fora.

Em jogo movimentado, Guilherme Parede recebeu lançamento longo de Edenílson e deu bonito toque na saída de Everson, para abrir o marcador no Beira-Rio, mas novamente foi marcado impedimento. Do lado de fora do gramado, os dois técnicos levaram amarelo por desentendimento quando o relógio marcava 13 minutos. Aos 25, Everson fez bela defesa em chute de fora da área de Cuesta.

Partindo para o fim do duelo, o Colorado seguiu pressionando. Nico López chegou, assim como Parede e Neílton, que chutou colocado e viu a bola ir para fora. Mesmo com as investidas, o placar permaneceu inalterado em 0 a 0.

Bastidores – Santos TV:

Após empate, Sampaoli admite dificuldade em alcançar o Flamengo

Com o empate neste domingo contra o Internacional, o Santos está agora a dez pontos do líder Flamengo no Campeonato Brasileiro. Para o técnico Jorge Sampaoli, a partida foi equilibrada, com uma equipe “vencendo” cada tempo, e só resta ir buscando o resultado para chegar o mais longe possível na tabela da competição.

“Nós sabíamos que essa partida seria muito difícil aqui, Inter não perdeu ainda neste campo. Fizemos um primeiro tempo em que fomos superiores. No segundo tempo perdemos um pouco o jogo e o Inter aproveitou, a partida ficou mais equilibrada”, iniciou em entrevista coletiva após a partida.

“A diferença que tem (com o Flamengo) é mais a ver com o rendimento de uma equipe que ganha todas as rodadas. Nos custa seguir esse ritmo. Temos que estabelecer um vínculo com o jogo, não estamos mirando ninguém, só queremos chegar o mais alto possível na tabela“, completou.

Sem reclamar da arbitragem, que anulou um gol do Peixe logo nos primeiros minutos de duelo, Sampaoli ainda falou sobre a sequência da temporada, enalteceu o aproveitamento do Rubro-Negro e disse que, em novembro, a equipe saberá exatamente pelo que estará brigando.

“Essa partida era muito difícil. Vencemos Vasco, Palmeiras, empatamos aqui, agora temos Ceará, Corinthians e Atlético-MG. Toda partida tem um sacrifício, todos estão preparados para competir. O Flamengo está tendo um rendimento superlativo, eles se preparam para este tipo de coisa também. Vamos ver pelo que brigar em novembro. Tivemos um período ruim, vimos abrirem vantagem. Agora estamos tentando retomar pouco a pouco e seguir buscando”, finalizou.

Zagueiro do Santos reconhece queda de ritmo no empate contra o Inter

O Santos não conseguiu impor um bom ritmo no segundo tempo contra o Internacional, neste domingo, quando a partida acabou empatada por 0 a 0, no Beira-Rio. Apesar disso, o zagueiro Gustavo Henrique avaliou positivamente o ponto conquistado fora de casa, visto que o Colorado ainda não perdeu em seus domínios neste Campeonato Brasileiro.

“Aqui é sempre difícil jogar. Tivemos um primeiro tempo muito intenso, como de costume, independente de ser fora de casa, a gente tenta fazer o nosso jogo, se vai dar certo ou não, às vezes é do jogo. Segundo tempo eles cresceram, pela força que eles têm aqui”, analisou o jogador na saída de campo ao canal Premiere.

Ele ainda admitiu que o time não conseguiu manter o ritmo imposto na primeira etapa, quando Tailson foi um dos destaques, mas acabou substituído no segundo tempo por Alison.

“É valorizar esse ponto aqui, eles nunca perderam em casa, e continuar pontuando para buscar as primeiras colocações. Independente do adversário, independente da atuação, o Santos sempre vai jogar para frente, sempre tentar ganhar os jogos, infelizmente a gente caiu um pouco no segundo tempo. Acredito que a gente poderia ter feito um gol no primeiro tempo, fomos superior ao Inter, mas temos que valorizar esse um ponto”, finalizou.

Com o resultado, o Peixe caiu para a terceira colocação do Brasileiro, visto que o Palmeiras venceu o Botafogo e retomou a segunda posição, no último sábado. Agora, a equipe volta suas atenções para o duelo contra o Ceará, na próxima quinta-feira, na Vila Belmiro, às 19h15 (de Brasília). Para o confronto, Sampaoli não poderá contar com Marinho e Uribe, que levaram o terceiro amarelo neste domingo e cumprirão suspensão.

Santos tem retornos, mas volta a sofrer com suspensões diante do Ceará

O Santos não pôde contar com uma série de nomes por conta de suspensão e convocações na Data Fifa no empate diante do Internacional neste domingo, no Beira-Rio. Apesar disso, o técnico Jorge Sampaoli procurou relativizar as ausências e comemorou o ponto fora de casa na disputa do Campeonato Brasileiro.

“A gente veio decidido a ganhar o jogo. Eles são jogadores que não contamos por causa da data Fifa. Inter também estava desfalcado. A gente veio jogar com o que tinha, contra uma grande equipe. Fomos melhores no primeiro tempo e o rival nos superou no segundo. Conseguimos um empate que mais para frente vamos dar muito valor”, disse o argentino em entrevista coletiva após o duelo.

Para esse jogo, Sampaoli não teve Carlos Sánchez, cumprindo suspensão, e sete ausentes por convocação, independentemente se são usados pelo técnico ou não. Foram eles: Cueva (Peru), Derlis (Paraguai), Felipe Jonatan (seleção olímpica), Jackson Porozo (Equador), Kaio Jorge e Sandry (seleção sub-17) e Soteldo (Venezuela).

Com o fim do período de amistosos, os jogadores retornam, mas o Santos terá duas baixas confirmadas para o duelo contra o Ceará, na próxima quinta-feira: Marinho e Uribe, que entrou no lugar do atacante no segundo tempo, levaram o terceiro amarelo e precisarão cumprir suspensão.