Avaí 1 x 2 Santos

Data: 06/11/2019, quarta-feira, 21h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 31ª rodada
Local: Estádio Ressacada, em Florianópolis, SC.
Público: 4.820 pagantes
Renda: R$ 144.580,00
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliares: Luiz Claudio Regazone e Lilian da Silva Fernandes Bruno (ambos do RJ).
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Cartões amarelos: Luanderson, Léo, Richard Franco, Igor Fernandes e Gegê (A); Gustavo Henrique e Luiz Felipe (S).
Cartões vermelhos: Léo (A) e Gustavo Henrique (S).
Gols: Eduardo Sasha (08-1), Marinho (23-1) e João Paulo (34-1).

AVAÍ
Lucas Frigeri; Eduardo Kunde, Betão e Zé Marcos (João Paulo); Léo, Luanderson (Gegê), Pedro Castro, Richard Franco, Julinho (Vinícius Araujo) e Igor Fernandes; Jonathan.
Técnico: Evando Camillato

SANTOS
Everson; Pará, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Jorge; Diego Pituca, Carlos Sánchez (Derlis González) e Felipe Jonatan (Alison); Marinho, Soteldo (Luiz Felipe) e Eduardo Sasha.
Técnico: Jorge Sampaoli



Santos sofre com expulsão, mas vence o Avaí na Ressacada

O Santos sofreu, mas venceu o lanterna Avaí por 2 a 1 nesta quarta-feira, na Ressacada, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por Eduardo Sasha e Marinho. João Paulo descontou para o Léo.

O Peixe começou bem a partida, abriu 2 a 0 com certa facilidade e “sentou” na vantagem. O Avaí cresceu, diminuiu ainda no primeiro tempo e pressionou depois da expulsão de Gustavo Henrique, aos 17 minutos na etapa final. No fim, Léo foi expulso e deixou ambas as equipes com 10.

O Santos segue na terceira colocação, agora com 61 pontos, perto da vaga direta na Libertadores da América em 2020. O Avaí segue na última colocação, com 17.

O jogo

O Santos controlou o jogo desde o primeiro minuto e aproveitou bem as chances para abrir 2 a 0 diante do Avaí no placar do Estádio Ressacada.

Aos 8 minutos, em escanteio ensaiado, Carlos Sánchez bateu rasteiro, Felipe Jonatan fez o corta-luz e Marinho bateu fraco. Eduardo Sasha aproveitou a sobre para vencer Lucas Frigeri.

No minuto 23, Marinho recebeu pela direita e, na sua tradicional jogada, cortou para a esquerda, driblou e bateu bonito de fora da área. Gol semelhante ao da vitória sobre o Botafogo.

O gol, porém, “fez mal” ao Peixe. Os visitantes recuaram e viram o Avaí crescer. Aos 34, João Paulo acertou um lindo chute de longe para diminuir. Cinco minutos depois, Jonathan teve chance de empatar e parou em Everson.

“Não está acontecendo nada. Depois de fazer os gols, não mantivemos a mesma intensidade. Temos que ouvir Sampaoli e voltar 110%”, disse Marinho, ao Premiere, antes de ir para o vestiário.

O Santos seguiu mal nos 45 minutos finais, mas via o Avaí esbarrar na sua falta de criatividade. E no minuto 17, o jogo virou um drama para o Peixe. Diego Pituca errou e cedeu contra-ataque. Gustavo Henrique vacilou na marcação e teve de expulsar Jonathan, que só pararia no gol. Expulsão para o zagueiro do Alvinegro.

O Santos se fechou na defesa e o cenário mudou completamente para o Avaí. Aos 26, Vinicius cruzou rasteiro e Gegê, livre, furou na marca do pênalti. No minuto 38, Vinicius Araújo foi travado na hora H por Lucas Veríssimo na pequena área. Logo na sequência, Léo recebeu o segundo cartão amarelo e os dois times ficaram com 10.

Os visitantes “furaram a bola” nos minutos finais e garantiram mais três pontos. Terceira vitória consecutiva do Peixe no Brasileirão.

Bastidores – Santos TV:

Sampaoli valoriza vitória do Santos na Ressacada: “Adversário difícil aqui”

O técnico Jorge Sampaoli valorizou a vitória do Santos por 2 a 1 sobre o Avaí nesta quarta-feira, na Ressacada, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Peixe começou bem, mas caiu de rendimento após marcar o segundo gol e sofreu até o minuto final.

“Começamos bem, mas depois, em uma jogada esporádica, o Avaí conseguiu diminuir. O estímulo do gol fez com que eles passassem a ser superiores. No segundo tempo, ficou mais complicado depois da expulsão. Avaí sempre foi um adversário difícil para todos aqui”, disse Sampaoli, em entrevista coletiva.

Sampaoli optou por Felipe Jonatan na vaga de Evandro. Improvisado no meio-campo, o lateral-esquerdo foi substituído por Alison no intervalo.

“Evandro havia atuado em dois jogos seguidos. Preferimos colocar um jogador mais fresco no meio para ter aparições surpresa de trás. Depois, se complicou e corrigimos com um sistema diferente. As rotações vão continuar acontecendo”, afirmou.

“Tivemos que modificar depois da mudança sistemática do Avaí (tirou um dos zagueiros), colocando Alison com o Pituca no meio. João Paulo entrou muito bem nas costas do nossos volantes. Corrigiu bem, mas depois se complicou com a expulsão (do Gustavo Henrique). O mais importante é que conseguimos uma vitória”, emendou.

Jorge Sampaoli manteve o discurso e evitou falar sobre título. O Flamengo está a 10 pontos e enfrentará o Botafogo nessa quinta-feira. O Palmeiras é o segundo, com cinco a mais.

“Estamos focados em deixar o Santos no lugar mais alto. Vamos jogo a jogo, vendo quantos pontos somamos. Passamos a barreira dos 60 pontos e isso nos deixa muito felizes. Depois veremos onde terminamos. Importante é ganhar sábado. Cada jogo será uma final”, concluiu.

O Santos voltará a campo para enfrentar o Goiás, sábado, no Serra Dourada, pela 32ª rodada do Brasileirão. O Peixe treinará nesta quinta no CT do Avaí e na sexta no campo do Atlético-GO, sem voltar para São Paulo até domingo.