Santos 4 x 1 Cruzeiro

Data: 23/11/2019, sábado, 21h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 34ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 7.905 pagantes
Renda: R$ 266.944,00
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: José Eduardo Calza e Lucio Beiersdorf Flor (ambos do RS).
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
Cartões amarelos: Gustavo Henrique e Marinho (S); Egídio (C).
Gols: Orejuela (13-1), Eduardo Sasha (22-1); Marinho (14-2), Soteldo (19-2) e Diego Pituca (44-2).

SANTOS
Everson; Pará, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Felipe Jonatan (Luan Peres); Alison, Carlos Sanchez e Evandro; Marinho, Soteldo (Kaio Jorge) e Eduardo Sasha (Diego Pituca).
Técnico: Jorge Sampaoli

CRUZEIRO
Fábio; Orejuela, Cacá, Fabrício Bruno e Egídio; Henrique, Éderson, Robinho (Ezequiel) e Thiago Neves (Marquinhos Gabriel); David e Sassá (Joel).
Técnico: Abel Braga



Santos vira sobre o Cruzeiro e está na fase de grupos da Libertadores

O Santos assegurou sua classificação à fase de grupos da Copa Libertadores 2020 na noite deste sábado. No Estádio da Vila Belmiro, o time da casa chegou a sair em desvantagem contra o Cruzeiro, mas tomou o controle da partida e ganhou por 4 a 1.

Com 68 pontos, o Santos dorme na vice-liderança do Campeonato Brasileiro, uma vez que supera o Palmeiras pelo número de vitórias. O time alviverde pega o Grêmio às 16 horas (de Brasília) deste domingo, no Allianz Parque. Já o Cruzeiro, com 36 pontos, fica no 16º lugar e pode terminar na zona de rebaixamento.

O jogo

O Cruzeiro conseguiu inaugurar o marcador na Vila Belmiro logo aos 13 minutos do primeiro tempo. Orejuela recebeu de Thiago Neves, invadiu a área, carregou para o meio e, aproveitando a passividade da marcação, finalizou de canhota para superar o goleiro Everson.

O Santos equilibrou rapidamente as ações e chegou ao empate aos 22 minutos da etapa inicial. Em boa trama do ataque, Sanchez cruzou forte e rasteiro da direita. Evandro dominou dentro da área e só ajeitou para chute de primeira de Eduardo Sasha.

Animado pelo gol de empate, o time alvinegro passou a mandar na partida e desperdiçou boas chances com Sanchez e Soteldo. Em jogada pelo lado direito, Marinho levou a melhor sobre Egídio e acertou a trave. Gustavo Henrique chegou a marcar de cabeça, mas o assistente assinalou impedimento.

Após criar uma série de oportunidades no primeiro tempo, o Santos conseguiu a virada aos 14 minutos da etapa complementar. Marinho arrancou pela direita, recebeu de Sanchez e não teve dificuldade para limpar a marcação de Egídio antes de bater com precisão.

Dono da partida, o time da casa converteu seu terceiro gol aos 19 minutos do segundo tempo. Em jogada pela direita, Sanchez recebeu de Marinho e cruzou rasteiro. Eduardo Sasha não chegou a tempo de completar, mas Soteldo apareceu para marcar.

O ritmo da partida diminuiu na parte final, mas o Santos ainda anotou o quarto gol aos 44 minutos do segundo tempo. Em cobrança de falta, Sanchez bateu direto para o gol. Após rebote do goleiro Fabio, Evandro cruzou da direita na medida para Diego Pituca completar.

Bastidores – Santos TV:

Após 1.000º do Santos nos pontos corridos, Soteldo quer conhecer Pelé

O Santos começou em desvantagem, mas goleou o Cruzeiro na noite deste sábado. Na semana em que ganhou uma camisa autografada de Pelé, o venezuelano Soteldo marcou o 1.000º gol do clube na história do Campeonato Brasileiro por pontos corridos e manifestou o sonho de conhecer o Rei.

Antes do jogo, com Edinho em campo, o Santos homenageou Pelé pelos 50 anos de seu 1.000º gol, completados na terça-feira. Com a bola rolando, já no segundo tempo, Soteldo marcou o terceiro sobre o Cruzeiro, coincidentemente o 1.000º do clube no Brasileiro desde 2003

“Estou bastante contente, porque o Santos é um time muito grande e aqui jogou o melhor da história do futebol. Também gostaria agradecer pela camisa que me deu e dizer-lhe que quero conhecê-lo pessoalmente. Vamos contentes para a casa e descansar, porque temos outro jogo em breve”, disse Soteldo ao Premiere.

Curiosamente, o Cruzeiro chegou a sair na frente por meio de Orejuela logo no começo da partida. O Santos empatou rapidamente com Eduardo Sasha e, no segundo tempo, construiu a goleada sobre o ameaçado Cruzeiro através de Marinho, Soteldo e Diego Pituca.

“Fui defender minha seleção e, graças a Deus, ganhamos. Depois, já estava pensando nesse jogo e sabia que tinha que chegar para contribuir com meu time. Acho que consegui ajudar um pouco, porque estava muito desgastado pela viagem e pela mudança de horário. Pude marcar o gol e o time fez um jogo espetacular”, declarou.

Com 68 pontos ganhos, o Santos dorme na vice-liderança do Campeonato Brasileiro, uma vez que supera o Palmeiras pelo número de vitórias. O time alviverde ainda pega o Grêmio às 16 horas (de Brasília) deste domingo, no Allianz Parque. Pela 35ª rodada, a equipe praiana enfrenta o Fortaleza às 20 horas de quinta-feira, no Castelão.

Sampaoli lamenta saída de Autuori e mira recorde nos pontos corridos

O técnico Jorge Sampaoli ficou chateado com a decisão do superintendente de futebol Paulo Autuori de deixar o Santos. Com futuro incerto, o argentino traçou o objetivo de estabelecer a melhor campanha do time praiano no Campeonato Brasileiro por pontos corridos de 20 clubes.

Na última terça-feira, Autuori anunciou o plano de sair em dezembro, mas o Santos já comunicou seu desligamento imediato. Sutilmente, o superintendente de futebol mostrou descontentamento com a falta de “estratégia” do presidente José Carlos Peres.

“Foi uma grande perda. Era uma relação que me gerava confiança, muito apego”, disse Sampaoli, sobre a saída de Autuori. “Ele tem bastante experiência e conhece mais o futebol daqui do que eu. Essa saída é difícil de substituir, não sei o que o clube fará”, completou o treinador.

Com mais quatro jogos por disputar no Campeonato Brasileiro, o clube dirigido por Jorge Sampaoli contabiliza 68 pontos ganhos. Fora da briga pelo título, o técnico argentino deseja bater o recorde do Santos no formato por pontos corridos de 20 clubes.

“Queremos superar os 71 pontos e estar na história do clube”, disse Sampaoli, citando a performance do clube na edição de 2016 do torneio nacional. “Só pensamos no jogo de quinta, difícil, e precisamos que ganhar para manter. Tenho muita expectativa pela partida do Palmeiras”, completou.

Quarteto dá liga e domina os gols do Santos no 2º turno do Brasileirão

O Santos tem 23 gols no segundo turno do Campeonato Brasileiro. E 19 deles (82%) foram marcados por Carlos Sánchez, Marinho, Soteldo ou Eduardo Sasha. Os números são do Footstats.

O quarteto superou o rodízio costumeiramente feito por Jorge Sampaoli e se tornou praticamente intocável. Evandro tem sido o “quinto elemento” do sistema ofensivo nas últimas rodadas, mas com patamar ainda diferente dos demais.

“A possibilidade dos extremos serem pulsantes e agudos tem a ver com jogo posicional do Sánchez e Evandro e os movimentos do Sasha. Sasha nos dá muito volume do jogo. A altura que joga a equipe é difícil de controlar, porque esperam a bola e não vão buscar, Sánchez e Evandro nunca recuam e sempre estão esperando para atacar. E isso faz com que os laterais tenham confusão para marcar Sánchez ou Marinho, e aí a velocidade de quem desnivela tanto, como Marinho e Soteldo, faz diferença”, explicou Jorge Sampaoli, orgulhoso, em entrevista coletiva.

Gustavo Henrique (2), Diego Pituca e Tailson fizeram os outros quatro gols do Peixe no segundo turno do Brasileirão. O artilheiro do Alvinegro é Sasha, com 13 anotados.

O quarteto ofensivo do Santos não estará completo na próxima rodada, contra o Fortaleza, quinta-feira, no Castelão. Marinho está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Tailson e Derlis González brigam pela vaga.

Santos anuncia saída imediata de Autuori e define substituto

Paulo Autuori não trabalha mais no Santos Futebol Clube. Após a goleada sobre o Cruzeiro, aplicada na noite deste sábado, o clube publicou nota em seu site oficial para anunciar o desligamento imediato do superintendente de futebol e definir William Thomas como sucessor.

Na entrevista em que comunicou a decisão de deixar o Santos ao final desta temporada, concedida na última terça-feira, Autuori sutilmente mostrou descontentamento com a falta de “estratégia” do presidente José Carlos Peres. No sábado, o clube avisou que o profissional já está oficialmente desligado.

“O Santos FC informa que Paulo Autuori não faz mais parte do seu quadro de funcionários. O clube agradece os serviços prestados e deseja sorte no seguimento de sua carreira. William Thomas assume a função de superintendente de futebol, dando prosseguimento ao planejamento e projetos para 2020”, diz a nota oficial.

Entenda por que o 1º gol do Santos contra o Cruzeiro foi “mais comemorado” pela comissão técnica

O Santos fez quatro gols contra o Cruzeiro no último sábado, na Vila Belmiro, mas o primeiro da goleada foi “mais comemorado” pela comissão técnica em relação aos demais.

O técnico Jorge Sampaoli e os demais membros da comissão técnica enxergam a construção do gol como bom exemplo do trabalho realizado diariamente no CT Rei Pelé.

Lucas Veríssimo erra um passe vertical e rapidamente o time se posiciona a partir dos 22 minutos para roubar a bola. A interceptação de Eduardo Sasha faz com que Pará recupere e o ataque se inicia. De Marinho para Alison e Evandro recebe. O meia aciona Marinho e já se posiciona como um atacante. Marinho tabela por Pará por dentro enquanto Sánchez abre como ponta. O uruguaio encontra Evandro, já dentro da área. Sasha recua para receber a assistência e chuta com categoria.

Seis jogadores participaram em 30 segundos de um lance com sete no campo ofensivo e cinco dentro da área da Raposa.

“A possibilidade dos extremos serem pulsantes e agudos tem a ver com jogo posicional do Sánchez e Evandro e os movimentos do Sasha. Sasha nos dá muito volume do jogo. A altura que joga a equipe é difícil de controlar, porque esperam a bola e não vão buscar, Sánchez e Evandro nunca recuam e sempre estão esperando para atacar. E isso faz com que os laterais tenham confusão para marcar Sánchez ou Marinho, e aí a velocidade de quem desnivela tanto, como Marinho e Soteldo, faz diferença”, explicou Sampaoli, orgulhoso, na entrevista coletiva.

Felipe Araya Soto, um dos analistas de desempenho do Peixe, publicou um vídeo do gol e destacou o resgate do futebol antigo no clube.

“Dominar a bola, se organizar a partir dela, mover, desorganizar, desanimar com a posse de qualidade. O jogo desta equipe vem de tempos distantes”, escreveu o chileno.