Goiás 2 x 3 Santos

Data: 04/10/2020, domingo, 18h15.
Competição: Campeonato Brasileiro – 13ª rodada
Estádio: Estádio da Serrinha, em Goiânia, GO.
Público: portões fechados devido a pandemia de Covid-19.
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Auxiliares: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Jucimar dos Santos Dias (BA).
VAR: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Cartões amarelos: David Duarte, Sandro, Daniel Bessa e Victor Andrade (G); Cuca, Pará e Marcos Leonardo (S).
Cartões vermelhos: David Duarte (G) e Arthur Gomes (S).
Gols: Vinícius (05-1) e Marinho (18-1, de pênalti); Jefferson (09-2, contra), Marcos Leonardo (31-2) e Victor Andrade (39-2).

GOIÁS
Tadeu; Edílson (Yago Rocha), David Duarte, Fábio Sanches e Jefferson (Caju); Breno, Sandro (Daniel Oliveira) e Daniel Bessa (Mike); Vinícius, Keko (Victor Andrade) e Rafael Moura.
Técnico: Enderson Moreira

SANTOS
João Paulo; Pará, Alison, Luan Peres e Felipe Jonatan (Wagner Leonardo); Diego Pituca, Jobson, Arthur Gomes e Marinho (Marcos Leonardo); Lucas Braga (Jean Mota) e Kaio Jorge (Madson).
Técnico: Cuca



Santos leva susto no fim, mas vence o Goiás em jogo polêmico na Serrinha

O Santos venceu o Goiás por 3 a 2 neste domingo, na Serrinha, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, em jogo polêmico e com emoção até o fim.

Os gols do Peixe foram de Marinho, Jefferson (contra) e Marcos Leonardo. O Esmeraldino marcou com os atacantes Vinícius e Victor Andrade. O Menino da Vila diminuiu aos 39 minutos do segundo tempo e teve gol anulado nos acréscimos.

No primeiro tempo, o Santos teve um pênalti marcado e convertido por Marinho com auxílio do VAR. Na sequência, porém, Sandro tocou com o braço e a penalidade não foi assinalada. E ainda na etapa inicial, Arthur Gomes foi expulso. O atacante saiu de campo chorando.

Nos 45 minutos finais, o Peixe virou com o gol contra de Jefferson e, logo depois, viu David Duarte receber o segundo amarelo e também ser expulso. E quando a vitória parecia certa, o Goiás diminuiu e só não empatou porque o juiz viu impedimento de Rafael Moura no início do lance que terminaria no segundo gol de Victor Andrade.

Com a vitória, o Santos é o sexto colocado no Brasileirão, com 20 pontos. O Goiás segue na lanterna, com nove (e três partidas a menos).

O jogo

O Goiás abriu o placar logo aos cinco minutos, quando Keko recebeu lançamento pela direita e cruzou para Vinícius marcar. Felipe Jonatan e Alison “dormiram” na marcação.

No minuto 15, o primeiro de vários lances polêmicos do árbitro Marielson Alves Silva. Lucas Braga recebeu de Jobson na área e foi deslocado por David Duarte. Pênalti confirmado com auxílio do VAR e Marinho converteu. 1 a 1.

Quando o placar marcava 22 jogados, Sandro aproveitou bola rebatida e chutou cruzado com a canhota. Passou bem perto da trave esquerda de João Paulo…

Aos 27, outra polêmica. Marinho cobrou escanteio e Sandro tocou com o braço. O juiz reviu o lance e mandou seguir. E no minuto 32, o lance mais controverso.

Arthur Gomes acertou o rosto de Edilson ao tentar girar sob a marcação e levou cartão amarelo. O árbitro foi até o vídeo e expulsou o atacante, que saiu de campo chorando.

O Goiás voltou para a etapa final com a posse de bola e à procura de espaços na defesa do Santos. Mas foi o Peixe quem criou primeiro.

Aos oito minutos, Marinho cruzou e Kaio Jorge bateu em cima da defesa. Segundos depois, Kaio achou Pará, que tentou cruzar. A bola bateu em Jefferson e entrou. Virada com um a menos para o Alvinegro.

E no minuto 13, a situação do Santos ficou mais tranquila. David Duarte levou o segundo cartão amarelo e também foi expulso em Goiânia.

Com 10 contra 10, o Santos se sobressaiu tecnicamente e ampliou no minuto 31, quando Madson cruzou para o primeiro gol como profissional de Marcos Leonardo.

Só que quando o placar marcava 39 jogados, pintou a “Lei do Ex”. Victor Andrade, revelado pelo Santos, dominou na esquerda e bateu bonito para diminuir. Ele não comemorou.

E nos acréscimos, aos 45 minutos, Victor acertou bonito chute de fora da área e empatou. A arbitragem, porém, reviu o lance e assinalou impedimento de Rafael Moura no início da jogada.

Bastidores – Santos TV:

Cuca enaltece elenco, mas pede reforços ao Santos: “Olho para o amanhã”

Cuca enalteceu o elenco do Santos após a vitória por 3 a 2 sobre o Goiás neste domingo, na Serrinha, mas não deixou de fazer um pedido à diretoria.

O técnico quer reforços diante de tantos problemas físicos no grupo profissional. Para isso, o Peixe precisa sanar dívidas na Fifa. A principal delas é de quase R$ 30 milhões com o Hamburgo, da Alemanha, por Cleber Reis. O zagueiro Laércio e o atacante Copete aguardam pela regularização.

“Fizemos hoje o nono jogo em 27 dias se não me engano. É muita coisa. E não é só jogo, é a viagem. Estou feliz, torcedor está feliz, todos estão felizes. Mas quero deixar um recado importante para a diretoria atual, antiga, e para todos. Temos que comemorar a vitória, mas não sentar nela. Temos que reforçar nosso elenco”, disse Cuca, em entrevista coletiva.

“Perdemos o Sánchez (lesão no joelho) por nove meses, Raniel (trombose) não sei por quanto, Soteldo selecionado (Venezuela), Lucas Veríssimo machucado (edema na panturrilha). Elenco está enxugando, hoje foi o Marinho (saiu com dor na coxa). Tenho essa ambição e para isso temos que pagar nossa dívida. Temos que reforçar nosso elenco. Hoje estou feliz com elenco, mas olho para o amanhã. Botafogo jogava muito em 2007 e 2008 e perdeu alguns jogadores e parou. Temos que reforçar esse grupo maravilhoso e todos aqui sabem disso. Se temos ambição de conquistar, temos que nos fortalecer”, completou.

Invicto há 10 jogos, o Santos voltará a campo para enfrentar o Corinthians, quarta-feira, na Neo Química Arena, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Peixe ocupa a sexta colocação, com 20 pontos.

Marcos Leonardo comemora 1º gol pelo Santos: “Sempre fui um sonhador”

Aos 17 anos, Marcos Leonardo fez o primeiro gol como jogador profissional do Santos neste domingo, na vitória por 3 a 2 sobre o Goiás, na Serrinha, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Menino da Vila lembrou do sonho do pai ao comemorar o primeiro gol pelo Peixe.

“Agradeço primeiramente a Deus. Ele sabe do sofrimento que eu e família passamos. Felicidade é imensa, não há como explicar. Foi sonho do meu pai ser jogador, isso eu não carrego só para mim, carrego para ele e para a família inteira”, disse o centroavante.

“Sempre fui um sonhador. Desde a Copa São Paulo eu tinha a meta de subir, era um divisor de águas. Fiz uma boa Copinha, fui para o profissional e agradeço pelo gol. Agora é sequência e tudo vai dar certo”, completou.

Marcos Leonardo também agradeceu à comissão técnica e foi mais um a dedicar a vitória a Carlos Sánchez e Raniel.

“Cuca, para nós, é um paizão. Agradeço a ele e comissão pelo apoio desde a minha chegada. Agradeço a eles e dedico a vitória ao Sánchez e Raniel”, concluiu.

Promovido ao elenco profissional em 2020, Marcos Leonardo tem oito jogos pelo Santos. Ele é uma das maiores promessas recentes das categorias de base.

Cuca recebe 3º cartão amarelo e desfalca o Santos contra o Corinthians

O técnico Cuca não estará no banco de reservas do Santos na partida contra o Corinthians, quarta-feira, na Neo Química Arena, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Cuca recebeu o terceiro cartão amarelo na vitória do Peixe sobre o Goiás neste domingo, em Goiânia. O treinador ficou irritado com a expulsão de Arthur Gomes.

Sem Cuca, o Alvinegro deve ser dirigido pelo auxiliar Cuquinha. Os demais desfalques são Carlos Sánchez (lesão no joelho esquerdo), Raniel (trombose na perna direita), Soteldo (convocado pela seleção venezuelana) e Arthur Gomes (suspenso).

Marinho pediu substituição na metade final do segundo tempo contra o Goiâs. Ele levou a mão à entre a coxa e a virilha e deu um soco no carrinho da maca. Atacante será avaliado pelo departamento médico.

Lucas Veríssimo (edema na panturrilha esquerda) e Luiz Felipe (lesão na coxa esquerda) estão em fase final de recuperação e podem ficar à disposição.