Santos 2 x 0 Botafogo

Data: 25/04/2004
Competição: Campeonato Brasileiro – 1º turno – 2ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Árbitro: Wilson de Souza Mendonça (FIFA PE)
Auxiliares: Jossemar José Diniz Moutinho (PE) e Alcides Augusto de Lira Jr. (PE)
Cartões amarelos: Jorginho Paulista, Têti e Fernando (B); Paulo César e Preto Casagrande (S)
Cartão vermelho: Túlio (B)
Gols: Diego (10-2) e Diego (27-2).

SANTOS
Júlio Sérgio; Paulo César (Preto Casagrande), Alex, Alcides (Pereira) e Léo; Claiton, Renato, Elano e Diego; Robinho e Leandro Machado (Lopes)
Técnico: Emerson Leão

BOTAFOGO
Jefferson; Rodrigo Fernandes (Daniel), Sandro, Gustavo e Jorginho Paulista; Túlio, Fernando, Carlos Alberto e Têti (Valdo); Almir e Luizão (Márcio Gomes)
Técnico: Levir Culpi



O jogo:

Sob pressão após a derrota na estréia no Campeonato Brasileiro e a polêmica recente gerada entre o técnico Emerson Leão e a diretoria, o Santos venceu o Botafogo por 2 a 0, neste domingo, na Vila Belmiro.

Após a eliminação nas semifinais do Campeonato Paulista, o Santos iniciou sua campanha no Nacional com uma derrota para o Paraná, que quase foi rebaixado no Campeonato Paranaense, por 3 a 2, em Curitiba.

Em seu pior momento na Vila Belmiro, desde que assumiu a equipe, em 2002, o técnico Leão colocou alguns atletas sob pressão, princpalmente aqueles que teriam acertado transferência para o exterior após a Libertadores.

O próprio treinador também experimentou a obrigação de obter um bom resultado para amenizar a crise com a diretoria, criada após o episódio que envolveu o afastamento do goleiro Doni e o atacante Robson, ambos retirados do grupo a contragosto do treinador.

Com dois gols, o destaque da partida foi o meia Diego, que também está na polêmica com Leão. O meia chegou a discutir com o técnico após ser substituído na semifinal do Paulista contra o São Caetano –a insistência em substituir o jogador também irrita dirigentes do clube.

Pelo lado do Botafogo, a derrota gerou a demissão do técnico Levir Culpi, que pediu desligamento do clube e foi atendido pelo presidente Bebeto de Freitas.

Na partida deste domingo, o Santos só apresentou um bom futebol no segundo tempo, quando teve um jogador a mais em campo (Túlio foi expulso após entrada em Diego).

A equipe da Baixada abriu o placar aos 10min. Em jogada de Robinho, que chutou forte, o goleiro Jéferson rebateu nos pés de Diego que abriu o placar para o Santos.

O time de Leão definiu a vitória aos 28min do segundo tempo, quando, em jogada individual, Diego bateu cruzado, dentro da grande área, e não deu chances ao goleiro.