12 de Octubre 1 x 4 Santos

Data: 25/03/2003, terça-feira, 20h10.
Competição: Copa Libertadores – Grupo 3 – 5ª rodada
Local: Estádio 3 de Febrero, em Ciudad Del Este, no Paraguai.
Árbitro: Sergio Pezzota (ARG)
Cartões amarelos: André Luís, Elano e Alex (S); Rolón, Arviniagaldez e Bareiro (12).
Cartão vermelho: Arviniagaldez (12).
Gols: Robinho (03-1), Diego (38-1); Nenê (33-2), Monzon (38-2) e Ricardo Oliveira (42-2).

12 DE OCTUBRE
Derlis Gómez; Jorge Váldez (Monzón), Ignacio Rolón, Enzo Gorniak e Gustavo Cañete; Raúl Arviniagaldez, Richard Gómez, Walter Avalos e Derlis Martinez (Burgos); Tomás González (Ezzio) e Fredy Bareiro
Técnico: Eduardo Daniel Raschle

SANTOS
Fábio Costa; Michel, André Luís, Alex e Léo; Paulo Almeida, Renato, Elano (Fabiano) e Diego (Daniel); Robinho (Nenê) e Ricardo Oliveira
Técnico: Emerson Leão



Santos goleia 12 de Octubre e obtém 1º lugar no Grupo 3 da Libertadores

O Santos goleou o 12 de Octubre por 4 a 1, nesta terça-feira, em Ciudad del Este (Paraguai), pela penúltima rodada, e garantiu a primeira posição do Grupo 3 da Libertadores da América-2003.

A equipe brasileira lidera a chave com 13 pontos (quatro vitórias e um empate). Nas oitavas-de-final, vai enfrentar o segundo lugar do Grupo 6, que atualmente é ocupado pelo Nacional-URU.

O Santos fez um ótimo primeiro tempo, dominando totalmente o rival. Jogando com velocidade, o ataque da equipe de Emerson Leão levou vantagem em quase todos lances contra os defensores do 12 de Octubre.

O atual campeão brasileiro abriu o placar logo aos 3min. O atacante Robinho, que havia marcado seu primeiro gol no ano contra o El Nacional, recebeu na esquerda e chutou cruzado, acertando o canto do gol paraguaio.

Após o gol, o time paulista criou outras boas oportunidades para ampliar, mas acabou parando no goleiro Gómez. O 12 de Octubre também chegou a assustar em duas oportunidades, mas Fábio Costa esteve seguro.

O Santos acabou chegando ao segundo gol aos 38min. O meia Diego cobrou falta com precisão e acertou o ângulo direito, sem chances para Gómez. No minuto seguinte, Diego quase ampliou em arremate cruzado da direita.

Na etapa final, a equipe de Leão continuou chegando fácil até o gol paraguaio, mas pecou nas finalizações. Numa delas, Robinho recebeu livre na área e bateu forte, mas Gómez defendeu.

Foi justamente após a saída do herói do título brasileiro de 2002, que deixou o campo para a entrada de Nenê, que o Santos chegou ao terceiro gol, marcado por Nenê, aos 33min.

Cinco minutos depois, o 12 de Octubre conseguiu o gol de honra. Monzón recebeu na área e tocou na saída do goleiro Fábio Costa. Aos 42min, Ricardo Oliveira marcou seu quinto gol no torneio e definiu o placar.



Já classificado, Santos joga por saldo de gols (Em 25/03/2003)

O treinador do Santos, Emerson Leão, recomendou aos jogadores que evitem a acomodação pelo fato de a equipe já estar classificada para a segunda fase da Taça Libertadores. Tal atitude é importante para a equipe brasileira obter um bom salto de gols na competição.

O Santos joga hoje, às 20h10 (horário de Brasília), em Ciudad del Este (Paraguai), contra o 12 de Outubro (PAR), o lanterna do Grupo 3 do torneio.
A equipe brasileira, que contará com todos os seus titulares pois nenhum deles está suspenso ou contundido, lidera esse grupo com dez pontos, cinco a mais que o segundo colocado, o El Nacional, do Equador.

“Quero ver todos correndo e com disposição, senão vai sair de campo”, afirmou, em entrevista depois do treino de ontem.

Leão diz que “o importante é não nos acomodarmos, isso pode atrapalhar. Mas a verdade é que já não tivemos esse comportamento no amistoso contra o Uberaba, quando corremos muito e marcamos cinco gols”. O amistoso contra o time mineiro, na última sexta-feira em Uberaba, terminou 5 a 2 para o Santos.

“Se perdermos não será por comodismo. Estamos aperfeiçoando o que não está bom, nossa preparação física e nossa parte tática. Isso tem nos ajudado nos resultados e precisamos dar sequência [a esses resultados.”
Com três pontos, o time paraguaio precisa da vitória para se manter vivo na disputa pela outra vaga no Grupo 3 (os dois primeiros do grupo se classificam).

No jogo entre as duas equipes disputado na Vila Belmiro, o Santos venceu os paraguaios por 3 a 1.

Por isso, Leão espera um jogo bastante disputado esta noite. “Eles [do 12 de Outubro] virão para cima porque precisam da vitória. Um empate é a morte para eles. Nossa postura será de vitória, de ofensividade e toques de bola objetivos. Sabemos que iremos oferecer contra-ataque, mas estaremos fechados atrás.”

O 12 de Outubro terá técnico novo na partida desta noite contra o Santos. É Daniel Raschle, que assume o lugar do também paraguaio Alicio Solalinde, que não aguentou a pressão da torcida e da diretoria do clube pelas derrotas no torneio (a equipe disputou quatro jogos e perdeu três).
Contra o Santos, hoje, Rashle promete adotar um sistema de jogo à base de forte marcação, com o objetivo de acuar a equipe brasileira no campo de defesa.