Defensor Sporting 0 x 2 Santos

Data: 05/04/2007, quinta-feira, 19h00.
Competição: Copa Libertadores – Grupo 8 – 5ª rodada (penúltima)
Local: Estádio Centenário, em Montevidéu, Uruguai.
Público e renda: N/D
Árbitro: Antonio Arias (PAR)
Auxiliares: Emigdio Ruiz e Nicolás Yegros (ambos do PAR).
Cartões amarelos: Pedro e Rodrigo Souto (S).
Gols: Marcos Aurélio (23-2) e Rodrigo Tabata (38-2).

DEFENSOR SPORTING
Martín Silva; Ignacio Ithurralde, Williams Martínez, Martín Cáceres e Alvaro González; Fernando Fadeuille (Vindez), Carlos Díaz, Sebastián Ariosa (Maximiliano Pereira) e Diego de Souza; Carlos María Morales (Danilo Peinado) e Mauro Villa
Técnico: Jorge da Silva

SANTOS
Fábio Costa; Denis (Pedro), Adaílton, Marcelo e Kléber; Maldonado, Rodrigo Souto, Cléber Santana (Pedrinho) e Zé Roberto; Marcos Aurélio e Jonas (Rodrigo Tabata)
Técnico: Wanderley Luxemburgo



Santos vence Defensor e assegura 1º lugar em seu grupo na Libertadores

O Santos foi até o Uruguai e venceu o Defensor por 2 a 0, nesta quinta-feira, em Montevidéu, e assegurou a primeira colocação do Grupo 8 da Taça Libertadores da América.

Com a vitória, o time da Baixada chegou a 15 pontos e não pode ser ultrapassado pelo rival de hoje, que tem apenas nove –os dois times têm apenas mais um jogo a realizar.

O triunfo também manteve o time da Vila Belmiro como a única equipe brasileira com 100% de aproveitamento na competição sul-americana. Na fase de grupos são cinco vitórias em cinco jogos –mas o time já havia vencido duas partidas na fase preliminar.

O técnico Vanderlei Luxemburgo teve problemas para escalar a equipe nesta quinta-feira. O atacante Rodrigo Tiuí, com um edema na coxa esquerda, e o zagueiro Antônio Carlos, que se recupera de lesão muscular, nem sequer viajaram.

Assim, o treinador armou a zaga com Adaílton e o jovem Marcelo, surpresa, enquanto o ataque teve Jonas e Marcos Aurélio.

O jogo

O Santos começou o jogo acuado e dava muitos espaços ao time uruguaio, que deu um sufoco no início da partida. Mas apesar de ter a posse da bola, o Defensor não chegava a criar chances concretas.

Descontente com a postura de sua equipe, o técnico Vanderlei Luxemburgo passou a pedir que os santistas saíssem mais para o jogo.

Mais solto com o passar do tempo, o time brasileiro chegou pela primeira vez aos 20min, quando Kléber recebeu bom passe na esquerda, avançou na área e cruzou com perigo, mas a bola foi cortada pelo zagueiro. Um minuto depois, Zé Roberto arriscou de fora e assustou o goleiro Martín Silva.

Melhor postado em campo na segunda etapa, o Santos conseguiu seu primeiro gol. Aos 23min, Marcos Aurélio chutou de esquerda, colocado, de fora da área, no canto do goleiro Silva.

Mais tranqüilo para impor a sua qualidade técnica, o time brasileiro conseguiu definir a partida aos 39min. O meia Rodrigo Tabata, que havia entrado na segunda etapa, acertou belo chute de fora da área e decretou mais uma vitória santista.