Atlético-PR 1 x 0 Santos

Data: 15/05/2004
Competição: Campeonato Brasileiro – 1º turno – 6ª rodada
Local: Arena da Baixada, em Curitiba, PR.
Público: 15.978
Renda: R$ 197.271,00
Árbitro: Edilson
Cartões amarelos: Raulen, Ivan, Alan Bahia e Fernandinho (CAP). André Luís, Paulo César e Preto Casagrande (S).
Gol: Washington (27-2)

ATLÉTICO-PR
Diego, Fabiano, Igor (Raulen), Marcão (Ivan) e Marinho; Alan Bahia, Fernandinho, Jandson (Bruno Lança) e William; Ilan e Washington.
Técnico: Levir Culpi

SANTOS
Júlio Sérgio, Paulo César, André Luís, Pereira e Léo; Paulo Almeida (Leandro Machado), Renato, Elano e Basílio (Preto Casagrande) (Lopes); Deivid e Robinho.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo.



Santos perde no Paraná e sofre 4ª derrota no Campeonato Brasileiro

O Santos perdeu para o Atlético-PR por 1 a 0, neste sábado, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, e manteve o jejum de mais de 50 dias sem vitórias fora da Vila Belmiro.

O último triunfo da equipe paulista, fora de casa, aconteceu no dia 25 de março, pela Libertadores da América, contra o Guaraní, do Paraguai, ainda sob o comando do técnico Émerson Leão.

Com a derrota, o Santos continua com campanha pífia no Campeonato Nacional. Em seis rodadas, a equipe da Baixada soma apenas seis pontos, com duas vitórias e quatro derrotas.

A partida de hoje marcou a primeira derrota de Vanderlei Luxemburgo como técnico do Santos. Em sua estréia oficial no clube, na terça-feira, os santistas ganharam da LDU (Liga Deportiva Universitaria) por 2 a 0.

O Santos se concentra agora para o confronto das quartas-de-final da Taça Libertadores da América, que acontece na próxima quarta-feira, às 21h45, na Vila Belmiro, contra o Once Caldas, da Colômbia.

Antes da partida, o atacante Washington, do Atlético-PR, que sofreu uma intervenção cirurgica no coração no ano passado, entregou uma camisa de seu clube com a frase “Lição de vida”, nas costas, ao santista Narciso, que teve leucemia.

Para o jogo deste sábado, a equipe paulista não contou com a presença de Diego. O meia sentiu a coxa esquerda na vitória sobre a LDU, pela Libertadores, na terça feira, e foi poupado.

Luxemburgo preferiu não divulgar seu substituto antes da partida e surpreendeu ao escalar a equipe com três atacantes. Basílio foi o escolhido para intergrar o setor, juntamente com Deivid e Robinho.

No segundo tempo, o treinador voltou à tática com dois atacantes, substituiu Basílio pelo volante Preto Casagrande, mas foi surpreendido pelo gol paranaense e teve de sacar o volante para a entrada do meia Lopes.

Logo aos 5min, o Santos perdeu sua primeira boa chance de gol. Basílio escapou pela direita e fez bom passe para Robinho. O atacante apareceu em boas condições para marcar, mas chutou por cima.

Aos 25min, a equipe da Baixada perdeu mais uma boa oprtunidade. Elano cruzou da esquerda e Renato cabeceu para baixo. A bola saiu rente à trave do goleiro Diego.

No segundo tempo, o Atlético voltou melhor. Aos 10min, Fernandinho partiu em velocidade pela direita e chutou com força, de pé esquerdo. A bola tocou a rede pelo lado de fora e saiu em tiro de meta para o Santos.

Na busca pela vitória, a equipe paranaense abriu espaços ao Santos no ataque. Aos 22min, Elano escapou pela direita, chutou forte, o goleiro Diego rebateu e, na volta, o próprio Elano chutou para fora, em bola que passou muito próxima da trave.

Melhor fisicamente, o Atlético conseguiu a vitória aos 27min do segundo tempo. Fernandinho avançou pela direita e cruzou com perfeição para Washington que cabeceou sem chances para o goleiro Júlio Sérgio.