Santos 3 x 2 Caracas

Data: 10/05/2007, quinta-feira, 18h30.
Competição: Copa Libertadores – Oitavas-de-final – Jogo de volta
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 10.826 pagantes
Renda: R$ 168.960
Árbitro: Carlos Amarilla (PAR)
Auxiliares: Atilio Invernizzi e Manuel Bernal (ambos do PAR)
Cartões amarelos: Vizcarrondo, Luis Vera, González e Rojas (C); Zé Roberto (S).
Cartão vermelho: Adaílton (S)
Gols: Rey (22-1), Carpintero (32-1), Adaílton (34-1) e Zé Roberto (40-1); Zé Roberto (21-2).

SANTOS
Fábio Costa; Maldonado, Ávalos, Adaílton e Kléber; Rodrigo Souto, Cléber Santana, Pedrinho (Rodrigo Tabata) e Zé Roberto; Marcos Aurélio (Marcelo) e Jonas (Renatinho)
Técnico: Wanderley Luxemburgo

CARACAS
Javier Toyo; Vizcarrondo, Rey, Rouga e Pérez; Luis Vera (Vera), Weymar Olivares (Depablos), Jorge Rojas e Cesar González; Iván Velásquez (Castellín) e Carpintero
Técnico: Noel Sanvicente



Santos leva susto, mas avança na Libertadores e enfrenta o América-MEX

O Santos levou um susto nesta quinta-feira na Vila Belmiro. Favorita no confronto, a equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo chegou a estar perdendo por 2 a 0, mas virou, venceu o Caracas (Venezuela) por 3 a 2 e avançou às quartas-de-final da Taça Libertadores.

O próximo adversário santista será o América-MEX. Os jogos estão previstos para os dias 16 e 23 de maio, segundo o calendário da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol).

Após assegurar o título do Campeonato Paulista no último domingo, diante do São Caetano, o técnico Vanderlei Luxemburgo optou por uma formação ofensiva na partida de hoje, com Pedrinho e Zé Roberto na armação das jogadas e Jonas e Marcos Aurélio no ataque.

Com a vantagem de poder empatar por 0 a 0 ou 1 a 1 –houve empate em 2 a 2 na Venezuela–, o Santos procurou tocar a bola no início da partida, e as chances demoraram a sair.

A primeira foi do Caracas, aos 23min do primeiro tempo, e o time venezuelano abriu o placar. O zagueiro Rey cobrou falta com violência e a bola entrou no canto do goleiro Fábio Costa.

Após o susto, o time da Baixada tentou atacar e criou uma boa oportunidade aos 29min, quando o atacante Marcos Aurélio dominou bola dentro da área e chutou cruzado, mas o goleiro Toyo defendeu.

Aos 32min, no entanto, o time venezuelano chegou aos segundo gol. Após cruzamento da direita, Carpintero se antecipou à zaga do Santos e marcou de cabeça, 2 a 0.

O Santos, então, reagiu. Aos 35min, após jogada pela direita, a bola sobrou para o zagueiro Adaílton, que tirou do alcance do goleiro e marcou o primeiro gol santista.

Aos 42min, com outra atitude em campo, o Santos empatou. Zé Roberto conseguiu desviar com o calcanhar um chute cruzado e a bola entrou devagar.

“Tomamos dois gols de bobeira, mas depois acordamos e conseguimos o empate”, disse Zé Roberto, na saída para o intervalo.

Na etapa final, o Santos virou e assegurou a classificação. Zé Roberto recebeu a bola na entrada da área e chutou forte, no canto, marcando seu segundo gol na partida, aos 21min.

Antes da Libertadores, o Santos se prepara para a estréia no Campeonato Brasileiro-2007. No domingo, a equipe de Luxemburgo enfrenta o Sport, no Recife.