Santos 3 x 0 Internacional

Data: 20/06/2004
Competição: Campeonato Brasileiro – 1º turno – 10ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 6.669
Renda: R$ 79.509,00
Árbitro: Luís Antônio Silva Santos (RJ)
Auxiliares: João Luís Ribeiro Magalhães (RJ) e Vilmar Raul (RJ)
Cartões amarelos: Bolívar e Wellington (I). Claiton, Ricardinho e Preto Casagrande (S).
Gols: Robinho (12-1), Basílio (36-2) e André Luís (44-2).

SANTOS
Mauro, Paulo César, André Luís, DOmingos e Léo; Claiton, Elano (Preto Casagrande), Diego e Ricardinho; Deivid (Basílio) e Robinho (Luís Augusto).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

INTERNACIONAL
Clemer; Bolívar, Wilson (Cleiton Xavier), Vinícius e Chiquinho; Fernando Miguel, Gavilán, Marabá (Wellington) e Alex; Beto (Oséas) e Dauri
Técnico: Lori Sandri



Santos vence e consolida reação no Brasileiro

O Santos venceu o Internacional por 3 a 0, neste domingo, em partida realizada na Vila Belmiro, em Santos, válida pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, e consolidou sua reação no Campeonato Brasileiro.

Após um início irregular, a equipe santista chegou ao seu terceiro jogo sem derrotas. Nas duas última rodadas, o Santos havia empatado com o Atlético-MG por 3 a 3 e vencido o Vitória por 2 a 1.

A retranca esperada pelo técnico Vanderlei Luxemburgo aconteceu apenas no primeiro tempo, quando o Inter diminuiu os espaços. Mas o time gaúcho acabou levando um gol após cobrança de escanteio.

Na segunda etapa, o Inter, precisando do resultado, abriu mais espaços e permitiu ao Santos marcar mais dois gols.

Com a derrota, o Internacional perdeu a oportunidade de terminar a décima rodada da competição nacional como líder isolado da competição. Os gaúchos permanecem com 17 pontos na tabela de classificação e ocupam a quinta colocação.

O destaque da partida foi o meia Diego, que cobrou o escanteio que originou o primeiro gol do Santos e chutou a bola que acabou sobrando para Basílio, no segundo gol da equipe.

Em um primeiro tempo de muita marcação, o gol santista acabou acontecendo depois de uma bola parada. Aos 13min, Diego bateu escanteio da direita e encontrou Robinho, que subiu livre para cabecear e marcar o primeiro.

No segundo tempo, o técnico Lori Sandri deu mais liberdade ao time do Internacional, colocando o atacante Oséas, mas também criou mais espaços ao time da Baixada Santista. Aos 36min, após assistência de Ricardinho, Diego chutou forte, Clêmer rebateu e a bola sobrou limpa para Basílio, que tinha acabado de entrar, marcar o segundo.

Desanimado, o Inter permitiu mais um gol paulista. Aos 44min, após cruzamento da direita, André Luis subiu sozinho e marcou o terceiro gol do Santos, que selou a vitória.