Botafogo 1 x 2 Santos

Data: 06/10/2007, sábado, 18h10
Competição: Campeonato Brasileiro – 30ª rodada
Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro, RJ.
Público: 7.918 pagantes
Renda: R$ 112.160,00
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa)
Auxiliaress: Altemir Hausmann (Fifa/RS) e Paulo Ricardo Silva Conceição (RS)
Cartões amarelos: Juninho (B), Adaílton (S) e Dionísio (S)
Gols: Rodrigo Tabata (06-2), Dodô (21-2) e Renatinho (44-2).

BOTAFOGO
Julio César; Renato Silva (Reinaldo), Juninho e Alex; Alessandro (Adriano Felício), Leandro Guerreiro, Coutinho, Lúcio Flávio e Luciano Almeida (Moreno); Zé Roberto e Dodô.
Técnico: Mário Sérgio

SANTOS
Fábio Costa; Alessandro, Adaílton, Marcelo e Dionísio (Petkovic); Maldonado, Rodrigo Souto, Kléber e Rodrigo Tabata (Vitor Junior); Marcos Aurélio (Renatinho) e Moraes.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo



Santos bate Botafogo e mantém boa fase contra rivais diretos

O Santos confirmou sua boa fase contra adversários diretos por uma vaga na Copa Libertadores, neste sábado. Pela segunda vez consecutiva, o time conseguiu uma vitória no fim e derrotou o Botafogo por 2 a 1, no estádio João Havelange.

Esta foi a terceira vitória santista seguida contra rivais que disputam uma vaga no G-4. Primeiro, a equipe venceu o Vasco, depois o Cruzeiro e agora o Botafogo. Com isso, o time manteve o terceiro lugar, com 51 pontos.

“Foi uma grande vitória. Vencemos três concorrentes diretos que são postulantes à vaga na Libertadores. E conseguimos a dois resultados fora de casa que nos fizeram chegar junto do Cruzeiro [vice-líder], que ainda joga amanhã”, comemorou o técnico Vanderlei Luxemburgo.

O Botafogo, por outro lado, perdeu sua quarta partida consecutiva no Campeonato Brasileiro, a terceira sob o comando do técnico Mário Sérgio, que ainda não venceu com o time. A derrota foi a primeira da equipe no Engenhão.

“Procuro falar sempre da realidade. Não uso subterfúgios para qualquer coisa. Quando vim para cá, sabia o que ia enfrentar. Cheguei e vi um grupo de jogadores voltados para ganhar. Se não está vencendo, é porque é complicado”, lamentou Mário Sérgio.

Na próxima semana, as duas equipes têm clássicos pela frente. No sábado, às 18h10, o Santos encara o Palmeiras, mais um adversário direto, na Vila Belmiro. No domingo, no único jogo da rodada neste dia, o Botafogo enfrenta o Vasco no Maracanã, às 16h.

Dois tempos opostos
A primeira etapa não teve muitas emoções e nem muito trabalho para os goleiros Julio Cesar e Fabio Costa. O Santos foi um pouco superior que o muito defensivo Botafogo, mas não o suficiente para tornar a partida interessante.

O segundo tempo foi completamente diferente. Muita disposição, lances de perigo dos dois lados, bola na trave, grandes defesas. A emoção foi do início ao fim da etapa. Aos 6min, Rodrigo Tabata abriu o placar, Dodô empatou aos 21min e, aos 44min, Renatinho decidiu o jogo para o Santos.