São Caetano 0 x 3 Santos

Data: 12/12/2004
Competição: Campeonato Brasileiro – 2º turno – 45ª rodada (penúltima)
Local: Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul, SP.
Público: 11.616
Renda: R$ 144.414,00
Árbitro: Rodrigo Martins Cintra (Fifa-SP)
Cartões amarelos: Gustavo, Lúcio Flávio, Marco Aurélio, Marcinho e Triguinho (SC); Mauro, Leonardo, Fabinho, Bóvio e Deivid (S).
Cartão vermelho: Marcelo Mattos (SC)
Gols: Elano (32-1); Ricardinho (07-2, de pênalti) e Basílio (16-2).

SÃO CAETANO
Silvio Luiz; Paulo Miranda, Thiago Martinelli, Gustavo e Triguinho; Mineiro, Marcelo Mattos, Marco Aurélio (Éder) e Lúcio Flávio; Marcinho e Warley (Neto Mineiro).
Técnico: Péricles Chamusca

SANTOS
Mauro; Paulo César, Ávalos, Leonardo e Léo; Fabinho, Preto Casagrande (Bóvio), Ricardinho e Elano (Marcinho); Deivid e Basílio (William).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo


Santos vence o São Caetano e fica a uma vitória do título do Brasileiro-2004

A vitória de 3 a 0 sobre o São Caetano, neste domingo, no estádio Anacleto Campanella, no ABC, deixou o Santos na liderança e muito próximo do título do Campeonato Brasileiro-2004, quando resta apenas uma rodada para o final da competição.

O time da Baixada, dirigido por Vanderlei Luxemburgo, chegou aos 86 pontos na tabela de classificação, um a mais do que o Atlético-PR, que também neste domingo perdeu para o Vasco, 1 a 0, no Rio.

Na última rodada, dia 19, o Santos, que perdeu o mando de jogo, enfrentará o Vasco, em São José do Rio Preto (SP). Com uma vitória, será campeão sem depender do resultado dos paranaenses. Em Belo Horizonte, o São Caetano jogará contra o Atlético-MG.

O time do ABC entrou em campo tentando esquecer o julgamento no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) que lhe tirou 24 pontos no caso da morte do zagueiro Serginho. Sua diretoria recorreu e, caso recupere os pontos, voltará a ter chances de classificação na Taça Libertadores-2005. Atualmente, tem 53 pontos.

No início da partida, as primeiras chances de gol foram criadas pelo São Caetano. Aos 16min, o zagueiro Marco Aurélio, impedido, abriu o placar, mas o gol foi corretamente anulado pelo árbitro Rodrigo Martins Cintra.

Aos 23min, em sua melhor chance na etapa inicial, o time do ABC quase abriu o placar com o meio-campista Lúcio Flávio, que acertou a trave de Mauro numa cobrança de falta. Pouco depois, Mineiro avançou pela direita e chutou forte, assustando o goleiro santista.

O Santos, no entanto, foi mais eficiente quando chegou ao ataque. O meio-campista Elano, de volta à equipe depois de se recuperar de uma contusão no tornozelo direito, abriu o placar aos 32min. Ele pegou uma sobra de bola dentro da área adversária e chutou forte, sem defesa para Silvio Luiz.

Aos 38min, Elano quase ampliou num chute cruzado, no último lance de perigo da etapa inicial.

Logo aos 7min da etapa final, o Santos tratou de consolidar a vitória. Léo invadiu a área do São Caetano e foi derrubado por Marco Aurélio. Ricardinho cobrou com categoria e ampliou o resultado.

Aos 16min, Léo escapou pela esquerda e cruzou para Basílio desviar de cabeça. Depois, o Santos administrou o resultado com uma adversário que mostrou pouca força ofensiva.