Data: 11/05/2011 às 21h50
Competição: Copa Libertadores – Quartas-de-final – Jogo de ida
Local: Estádio Palogrande, em Manizales, Colômbia.
Árbitro: Juan Soto (VEN), auxiliado por Luis Sanchez e Jorge Ullego.
Cartões amarelos: Calle, Palacios (OC); Rafael, Edu Dracena, Zé Eduardo (S).
Cartão vermelho: Calle (OC)
Gol: Alan Patrick (42-1).

ONCE CALDAS
Martínez, Calle, Amaya, Henriquez e Nuñez; Mejia, Henao, Pajoy (Gonzalez) e Mirabaje (Palacios); Dayro Moreno e Rentería.
Técnico: Juan Carlos Osório

SANTOS
Rafael, Jonathan, Edu Dracena, Durval e Léo (Alex Sandro); Adriano, Danilo, Elano (Bruno Aguiar) e Alan Patrick (Felipe Anderson); Neymar e Zé Eduardo.
Técnico: Muricy Ramalho



Substituto de Ganso, Alan Patrick marca contra o Once Caldas e encaminha vaga

A ausência de Paulo Henrique Ganso não foi sentida pelo Santos graças ao bom desempenho de Alan Patrick. O substituto do lesionado camisa 10 garantiu a vitória do Santos contra o Once Caldas, na noite desta quarta-feira, em pleno estádio Palogrande, em Manizales, na Colômbia, na partida de ida pelas quartas de final da Libertadores, ao marcar o gol do triunfo por 1 a 0.

O gol foi marcado aos 42 minutos do primeiro tempo após Alan Patrick receber belo passe de Neymar e finalizar com calma e categoria, fazendo lembrar Ganso.

“Foi uma boa finalização do Alan. Acho que ele pode me dar 30% do gol”, disse Neymar, em entrevista ao Sportv.

Com o resultado, a situação do Santos para garantir a vaga à semifinal da competição continental é confortável. O alvinegro vai jogar pelo empate no duelo da volta, na próxima quarta, no Pacaembu. 1 a 0 para o Once Caldas leva o confronto para os pênaltis. O time colombiano se classifica se vencer por qualquer outro placar.

A forte defesa santista demonstrou durante o jogo que além de estar em boa fase conta também com a sorte. As falhas de marcação não eram bem aproveitadas pelo Once Caldas. O time colombiano teve boas chances durante o jogo, mas sofreu com os erros de finalização.

Já o eficiente Santos de Muricy não chega com frequência à área do adversário, mas o talento dos jovens jogadores costuma fazer a diferença. No gol da vitória, Alan Patrick e Neymar foram os protagonistas.

Neymar, como sempre, foi ‘caçado’ em campo. Só que o principal marcador do santista, Calle, não conseguiu escapar ileso. Ele foi expulso aos 14 minutos do segundo tempo, e deixou o time colombiano extremamente vulnerável.

Apesar da expulsão, o Once Caldas fez de tudo para empatar o jogo. Chutes de fora da área, cruzamentos, e muita disposição dos jogadores, mesmo sem receber salários há um bom tempo, não faltaram. Só que o Santos soube segurar a boa vantagem.

O favoritismo do Santos na Libertadores foi confirmado com o triunfo fora de casa na Colômbia. O único brasileiro remanescente na competição agora vai em busca de defender a honra do país no duelo da volta dentro de casa.