Santos 2 x 0 Noroeste

Data: 11/02/2011
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 8ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP
Público: 10.054 pagantes
Renda: R$ 177.370,00
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho.
Auxiliares: Daniel Luis Marques e Gustavo Rodrigues de Oliveira.
Cartões amarelos: Gleidson, Marcelinho (N); Edu Dracena, Diogo (S)
Gols: Zé Eduardo (09-1) e Felipe Anderson (24-2).

SANTOS
Rafael; Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca (Adriano), Rodrigo Possebon e Elano; Zé Eduardo, Keirrison (Felipe Anderson) e Diogo (Róbson).
Técnico: Adilson Batista

NOROESTE
André Luís; Cris, Matheus e Halisson; Marcio Gabriel (Gustavo, Marcelinho, Júlio Cesar (Aleílson), Ricardinho, Giovanni (Hernani) e Gleidson; Ze Carlos
Técnico: Lori Sandri



Em jogo de pênaltis perdidos, Santos vence Noroeste na Vila e dorme líder

O Santos superou o desperdício de pênalti. O Noroeste, não. Essa foi a diferença das equipes no duelo na noite desta sexta-feira, na Vila Belmiro. O alvinegro venceu o jogo válido pela oitava rodada do Campeonato Paulista, por 2 a 0, reconquistou, ao menos provisoriamente, a liderança da competição, e passou ter tranquilidade para pensar exclusivamente na Libertadores.

No retorno de Zé Eduardo ao clube, o atacante marcou logo no começo do jogo. Já no início da segunda etapa, Ricardinho, do Noroeste, e Elano, do Santos, desperdiçaram penalidades. No fim, Felipe Anderson, em lindo chute de longe, garantiu o triunfo santista na primeira partida realizada na Vila na temporada.

Agora, o Santos dorme na liderança da competição, com 18 – o vice líder Palmeiras, com 16, joga neste sábado diante do Americana, às 19h30, no Pacaembu. Já o Noroeste, está na 14ª posição, com oito pontos.

Além da volta de Zé Eduardo, a partida também marcou a estreia de Arouca na temporada. O volante, recuperado de uma contratura na coxa esquerda, atuou por 60 minutos. Saiu quando o jogo ainda estava 1 a 0 para o Santos.

O alvinegro agora parte rumo a estreia na Libertadores, na próxima terça-feira, diante do Deportivo Táchira, na Venezuela.

Já pelo Campeonato Paulista, o Santos volta a atuar no dia 20 de fevereiro, no clássico contra o Corinthians no Pacaembu. O Noroeste joga no mesmo dia, diante do São Bernardo, no ABC.

No esquema 3-6-1, o Noroeste conseguiu neutralizar boa parte das investidas do Santos no ataque, e ainda causou muito trabalho a Rafael na primeira etapa. Tanto que a primeira grande chance do jogo foi do time visitante aos oito minutos, em um chute de Ricardinho e uma boa defesa do goleiro santista.

O lance em questão originou um escanteio para o time do interior, algo que o Santos soube aproveitar. Com apenas três jogadores participando da jogada, Elano, Diogo e Zé Eduardo, o alvinegro puxou um contra-ataque veloz após o desperdício do adversário, e marcou o primeiro gol.

Sem conseguir criar jogadas no toque de bola, o Santos esperava novos contra-ataques para ameaçar o rival. Por isso, foram poucas as oportunidades criadas ainda no primeiro tempo.

Já o Noroeste segui mais ameaçador, e perdendo chances sucessivas. Zé Carlos e Ricardinho pararam em ótimas defesas de Rafael.

Erros foram a tônica de Santos e Noroeste no segundo tempo. A etapa foi iniciada com um novo desperdício de gol para o Noroeste. Desta vez, o Aleílson, que entrou no lugar de Júlio César, perdeu uma chance ao chutar para fora na frente de Rafael.

Desperdícios maiores foram os pênaltis perdidos por Zé Carlos, do Noroeste, aos 5 minutos, e Elano, do Santos, dois minutos depois.

O Noroeste seguiu cometendo diversos erros na partida. Em campo, o único jogador que se salvou no segundo tempo foi Felipe Anderson. O jovem meia santista substituiu Keirrison, e marcou o segundo gol da equipe, aos 25 minutos. Resultado final: 2 a 0 Santos. Pronto, agora sim o foco está voltado para a Libertadores.